Amor & Comunhão

Amor é a essência de Deus e por tal, precisa ser a essência da Igreja de Jesus. A prova de que esse amor está em nós é a comunhão; é o nos fazermos próximos de todos os distantes. Esta mensagem visa estimular o Ágape na Koinonia.

Incentivo a leitura do texto abaixo. Ele contém vários detalhes que não estão no áudio.



Amor e Comunhão.

Boa noite amados irmãos, que a graça e a paz de nosso Senhor Jesus Cristo estejam com cada um de vocês.
Ontem eu estava jantando na casa do Diego e lá estavam também a família do Claudiomar e do Cláudio. No meio da refeição olhei para eles e disse: “É sobre isso que vou pregar amanhã”. Depois de um breve silêncio e olhares interrogativos, a pastora Tássia disse: “Ah, o pastor não sabia o que pregar domingo e agora resolveu pregar sobre tudo que está acontecendo aqui”.
Não era bem isso que eu estava querendo dizer. O Espírito Santo já havia me passado a direção e o conteúdo da mensagem de hoje. Porém, de fato, naquela janta pude ver de forma prática sobre o que eu ministraria hoje. Não apenas na janta. Rebobinando a fita, antes disso, turante a tarde já havia experimentado muito disso no aniversário da Tainá e naquela manhã, almoçando com meu sogro… E na noite anterior, no encerramento do GT da Formosa…
Entre risadas, comidas, rodas de bate papo e conversas a dois… Pude ver o Reino de Deus se manifestando. Sorrisos, esclarecimentos, exortações e até evangelismo. Tudo acontecendo em um ambiente natural, fluindo organicamente. Afinal, somos quem somos onde quer que estivermos. Um inglês hoje em nosso meio, nos tornaria um pouco mais britânicos e nos, com certeza, o tornaríamos muito mais brasileiro. Amor e Comunhão são contagiantes e transformadores, muito mais do que qualquer método ou programação!

Eis então o nosso tema de hoje: AMOR E COMUNHÃO.

Em 2004 escutei uma pregação do Pr. Alejandro Bullón: Segundo ele, desde pequeno detestava mamão. Não gostava do sabor, do cheiro… Nada! Não podia ver mamão em sua frente. O tempo passou e ele casou. No primeiro café da manhã ele se depara com a seguinte cena: Uma linda mesa de café da manhã preparada e a esposa, muito animada com um enorme sorriso. E o prato principal: MAMÃO! Ele sentiu-se com uma imensa vontade de agradecer tudo, mas, explicar que detestava mamão. Porém, era o primeiro café da manhã do casal e ela queria muito agradá-lo, fazer o melhor.
Passado aquele dia, chega a hora do café da manhã novamente. Quando Alejandro olha para a mesa: MAMÃO! Ele olha para o mamão, olha para a esposa e se imagina comendo mamão papaia em todos os cafés da manhã pelo resto de sua vida…
Pergunta: “Amor, você gosta mesmo de mamão não é mesmo”. E ela respondeu: “Sim, não há nada que eu goste mais de comer do que mamão”. Naquele instante o Pr. Bullón tomou uma decisão: Eu vou comer mamão, eu vou aprender a amar mamão! E sabem de uma coisa? O Alejandro não apenas come, mas, deseja muito comer mamão todos os dias em seu café da manhã!

O amor nos leva a ter comunhão. A comunhão rega o amor. O amor é força motriz do universo, afinal, “Deus é amor”. Esse amor que Deus é se chama Ágape. E por favor, não estou aqui falando de denominação evangélica. O Novo Testamento foi escrito em grego. E os gregos possuíam várias maneiras para falar sobre amor. A mais sublime delas é o Ágape! “Deus ágape o mundo de tal maneira”… A Lei de Moisés já falava sobre amor e comunhão. Tanto que Jesus respondeu dessa maneira, resumindo a lei:

Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?” Respondeu Jesus: “ ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas”. Mateus 22:34-40.

E Paulo, inspirado pelo Espírito Santo nos revelou que toda a Lei e os Profetas, ou seja, que o Antigo Testamento se resume em “Amor & Comunhão”.

Toda a Lei se resume num só mandamento: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. Gálatas 5:14.

Você consegue imaginar que em sua revelação progressiva, Deus usa 2/3 da Bíblia para dizer: “Amem a Deus sobre tudo e ao próximo como a si mesmo” (Mc 12:33)?

PRESTE ATENÇÃO: Se você não conseguir amar a Deus acima de tudo (como falamos mensagem ‘O 1º Mandamento’ e ‘Intimidade com o Espírito Santo’) e ao próximo como a si mesmo, você está quebrando todas as regras do AT! Porém, vamos resumir isso. Como ensinou a Pra. Mara Enke na CRV-RS 2017: “Amar a Deus é fácil, quero ver amar os perdidos”.
Se você não ama o próximo, quebrou o AT.
Peraí, vamos além. Qual o conceito de ‘próximo’ para Jesus? O conceito de próximo adotado por Jesus é por deveras expandido.

“Qual destes três você acha que foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” “Aquele que teve misericórdia dele”, respondeu o perito na lei. Jesus lhe disse: “Vá e faça o mesmo”. Lucas 10:36-37.


O conceito de ‘próximo’ de Jesus inclui os ‘distantes’. O Conceito de próximo de Jesus inclui os ‘desafetos’ samaritanos. Inclui o filho pródico!!! Sim, isso mesmo. Inclui aqueles Samaritanos sincréticos que misturam o Culto ao Senhor com o culto a imagens. Que misturam a cultura judaica com a pagã e tantas outras superstições. Inclui o filho pródigo (Lc 15:11-32), aquele desgraçado que pegou o dinheiro do pai e gastou tudo com cerveja, canha, bailão, churrascadas, boates e prostitutas.
IMPRESSIONANTE. Na visão de Jesus, ou amamos todas as pessoas ou estamos sendo rebeldes contra 2/3 da Bíblia! Se não conseguirmos amar os filhos pródigos e os samaritanos, não conseguiremos amar a Deus com amor Ágape!
Pois Jesus e Paulo nos mandam Amar o sanguinário Pilatos e o promíscuo Herodes; obedecer e pagar impostos aos demoníacos Césares e sermos generosos com os abusivos soldados romanos…
Agora, Jesus pegou mais pesado ainda!!! Uau! Sim, Jesus além de cumprir totalmente o AT, de amar a todos a ponto de morrer por todos; nos deixou um NOVO mandamento. Algo que supera toda a revelação dada por Deus até aquele momento:

"Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. João 13:34

“Pastor, mas, isso não tem nada de novo”. Ah, tem sim! Porque até aqui a questão era amar ao próximo como a si mesmo. Já aqui, é amar ao próximo como Jesus nos amou!!!

É como se depois de um intervalo de milhares de anos Deus estivesse respondendo o assassino Caim (Gn 4:9): Sim, você era o guardião de seu irmão; deveria estar disposto a dar a sua vida pela dele, não a matá-lo.

Todavia, Adão já colocou a culpa em Eva. Era mais fácil matar do que morrer por alguém. Pense comigo. Deus não havia dito que comer da árvore era morte certa? Quando Deus aparece para acertar as contas com eles, o que Adão faz? “Toma Deus, tá aqui a culpada, mate ela”!
Parece que é mais fácil matar do que morrer. Precisamos cumprir Filipenses 2:3.

Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a vocês mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros.. Fp 2:3,4.

Vá cuidar da vida dos outros!
É mais fácil sapatear no culto do que convidar alguém para jantar.
É mais fácil chorar durante o louvor do que desenvolver relacionamentos com os vizinhos.

É por isso que muitas pessoas preferem Igrejas de programas. Porque lá, as pessoas se reúnem em programações (cultos) no prédio, são cheias do fogo, ‘revelam’ tudo, caem na ‘unção’… Mas depois cada um vai para sua casa e vive a sua vida. ISSO NÃO É CRISTIANISMO! Ser Cristão é ser família!

Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da FAMÍLIA DE DEUS. Efésios 2:19.

Família não se encontra apenas nos finais de semana! Família vive junto! Família participa da mesa! E na convivência é que saem as farpas… Mas que bom! Elas precisam sair mesmo! São as pessoas que moram contigo, a sua família, são elas que mais te conhecem e por tal as que melhor podem ajudar você a conhecer a si mesmo e como pode (e precisa) mudar!
Quando alguém de dentro de casa nos repreende, às vezes pensamos que aquela pessoa está ali para nos atrapalhar. Que ela está freando nosso crescimento. Na verdade, as pessoas de dentro de casa são as que Deus mais usa para nos tratar. São instrumentos do Senhor em nossas vidas. Para você ter uma ideia, os irmãos de Jesus acharam que ele estava louco (Mc 3:21).

Por isso que alguns religiosos, não gostam de células. Igreja em Células agridem profundamente o ORGULHO e o INDIVIDUALISMO. O narcisista sofre até morrer… E nascer de novo como um novo homem altruísta. Pois é preciso abrir a casa, ou no mínimo, entrar na casa de alguém. E quando menos se espera: “Opa, comida”! Jesus comia com as pessoas ‘informalmente’ até o ponto de o criticarem seus discípulos por não lavarem as mãos (Mt 15:2).

O Fariseu, detesta discipulado. Se bem que ele até gosta de discipular, mas odeia ser discipulado. Afinal, cada encontro com o discipulador, a plaina e a lixa comem! E o fariseu não quer ser confrontado. Ele quer posar bonito no púlpito, quer ser curtido no Face e aplaudido nas ruas. Não quer ser supervisionado em sua corrupta e imunda vida particular. QUER TER APARÊNCIA BONITA, MAS, MANTER A MORTE POR DENTRO.

“Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundície. Assim são vocês: por fora parecem justos ao povo, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e maldade. Mateus 23:27-28.

COMUNHÃO significa: Participação, contribuição (oferta, coleta), parceria, companheirismo. Acaso não é isso que buscamos viver?

Se queremos viver os milagres e o crescimento da Igreja Primitiva precisamos adotar os valores dela. E sabe de uma coisa… Eles sabiam o que era amor Ágape e Koinonia.

Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à COMUNHÃO, ao partir do pão e às orações. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em casa e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava diariamente os que iam sendo salvos. Atos 2:42-47.

A comunhão ensina por osmose (absorve naturalmente princípios e valores). Se por um lado “as más conversações (companhias) corrompem os bons costumes” (1Co 15:33), as boas companhias edificam.

O que é em suma discipulado? É o discípulo ao lado.

Se chamamos alguém de ‘meu discípulo’ ou de ‘meu discipulador’ porém, sem passar tempo em comunhão com essa pessoa, então, ainda não entendemos o que é discipulado!

Jesus morou com os 12 (e os 12 com Ele)! As viagens missionárias de Paulo chegavam a durar 3 anos: E seus discípulos viajavam com ele! Houve uma época onde Paulo e Áquila (discípulo) passavam o dia e a noite juntos! Trabalhavam juntos durante o dia, moravam juntos durante a noite (junto com a esposa de Áquila, Priscila).

O primeiro milagre de Jesus foi em uma festa! Jesus seguidamente ia na casa de Lázaro, Maria e Marta. Ele próprio ordena aos discípulo que vão a cidade preparar a Ceia. Quando se encontra com a mulher no poço de Jacó, os discípulos tinham saído para comprar comida. Depois do culto, por duas vezes os discípulos queriam mandar o povo para casa de barriga vazia; porém, Jesus multiplicou os pães! E quando Pedro pegou, Jesus esperou ele e os demais com peixe assado! Jesus gostava tanto de comunhão e, comunhão com comida, que foi chamado de glutão (comilão)!

O Espírito Santo é tão zeloso sobre Koinonia que deu a Pedro uma visão de um lençol cheio de todo tipo de animais, inclusive muitos proibidos pela Lei de Moisés aos judeus da Antiga Aliança. Ele mandou Pedro matar e comer. Porém Pedro se negava a fazê-lo com veemência. Por 3 vezes isso lhe ocorreu. Por fim, a visão se encerra e gentios batem a porta. Qual era a mensagem do Espírito Santo: “Se liga Pedro, agora é Nova Aliança no Sangue de Jesus, vá ter comunhão com os gentios e como de tudo com eles”! Aleluiaaaa!
Para Jesus é muito claro que não é o que entra no homem que o contamina, mas, o que sai dele (Mt 15:11).
Vejam só Jesus na casa de Simão com uma (ex) pecadora lavando seus pés, ou na de Mateus ou ainda casa de Zaqueu (tidos como traidores). Foi acusado (religiosos) de comer com ‘pecadores’.

A maioria de nós aqui mora em boas casas, come boas comidas e tem até carro. A maioria de nós vive em um padrão muito acima do necessário para viver. Precisamos aprender a repartir. E creio que já estamos aprendendo. Precisamos aprender a abrir nossas casas para receber todo tipo de pessoas. Não apenas nossas casas, também nossos corações.
Acaso não oramos para Jesus salvar os pecadores, os ladrões, as prostitutas, os políticos corruptos, ricos e os pobres? Então quando entrarem por essa porta, pobres, prostitutas, políticos, alcoólatras e drogaditosNão podemos recebe-los com diferença! Deveremos amá-los mais do que a nós mesmos porque nós e eles iríamos para o mesmo inferno, pelos mesmos pecados não fosse Jesus ter nos salvado! VOCÊ NÃO É MAIS MERECEDOR DA GRAÇA DO QUE ELES!

Nunca esqueça que Paulo era um assassino! A Igreja não o queria deixar entrar. Pode imaginar isso? A Igreja fechou a porta na cara de Paulo!!! Mas, Barnabé, homem cheio do Espírito Santo o recebeu, o integrou e o amou mais do que a si mesmo!
Enquanto todos cochichavam: NÃO ACREDITO QUE ELE TENHA SE CONVERTIDO, isso é fogo de palha… Barnabé colocou a sua reptação em risco e consolidou Paulo.

Através da comunhão a multiforme graça de Deus (1Pe 4:10) é manifesta.

(Jogo da Folha)
 

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...