Filhas de Sara

     Sara é uma das heroínas da Fé (Hb 11). Ela e sua nora Rebeca deixaram um testemunho de vida maravilhoso que a Bíblia convoca todas as mulheres a seguirem e assim tornarem-se legítimas "Filhas de Sara" (1Pe 3:6).




Filhas de Sara

Abraão, o grande homem de Deus chamado por muitos de pai da fé. Todos os que creem em Jesus Cristo são chamados descendentes de Abraão e herdeiros das promessas de Deus feitas a ele. Porém, e Sara sua mulher?

Dela vocês serão filhas, se praticarem o bem e não derem lugar ao medo. 1 Pedro 3:6

O apóstolo Pedro coloca Sara como uma mulher a ser imitada. Mais do que isso; Pedro inspirado pelo Espírito Santo orienta as mulheres cristãs a serem filhas de Sara. Ora, se a Bíblia orienta que você seja uma imitadora de Sara, é preciso conhecer bem essa mulher!
          Por isso hoje estudaremos algumas características fantásticas de duas verdadeiras heroínas da Bíblia: Sara e Rebeca.

Então o Senhor disse a Abrão: "Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei. "Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção. Abençoarei os que o abençoarem, e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem; e por meio de você todos os povos da terra serão abençoados". #Partiu Abrão, como lhe ordenara o Senhor, e Ló foi com ele. Abrão tinha setenta e cinco anos quando saiu de Harã. Levou sua mulher Sarai, seu sobrinho Ló, todos os bens que haviam acumulado e os seus servos, comprados em Harã; partiram para a terra de Canaã e lá chegaram. Gênesis 12:1-5

Deus chama Abrão para sair e ir! Para onde? “Um lugar que eu vou mostrar”. Como Sarai reage diante disso? Ela vai. Simplesmente isso! Ela vai!
Já imaginou Sarai conversando com uma vizinha: “Sarai, querida, fiquei sabendo que você vai se mudar”… “Pois é, vou sim”. “E para onde você vai”? “Ah, não sei ainda”. “Como assim não sabe”? “É que Deus falou pro meu marido ir, mas não disse para onde ainda”. “Quer dizer então que se marido acha que Deus falou com ele e você vai largar tudo, até a sua família e vai para um lugar que você nem sabe onde é”? “Olha amiga, minha família agora é o meu marido! E onde ele for eu vou”. Amigos e familiares de Sarai com certeza ficaram um pouco indignados. Porém ela permaneceu ao lado de seu marido. Em nenhum lugar vemos Sarai murmurando contra Abrão.
Agora vem um detalhe muito importante. Quando Abrão decide se mudar, Sara já tinha 65 anos de idade! Uma coisa é fazer uma mudança. Outra bem diferente é se mudar, depois de idosa, para algum lugar que nem sabe onde fica! Ela não murmurou! Confiava na liderança de seu mardo e era parceira dele para o que quer que ele inventasse.
Como seria essa cena hoje? “Sarai, arrume tudo que vamos nos mudar”. “Ah, tudo bem meu amor e para onde vamos”? “Não sei ainda. Deus pediu par anos mudarmos. Ele disse que vai me mostrar o lugar”. “Ah, então você ainda não alugou uma casa nessa outra cidade”? “Vamos fazer assim; a gente leva uma barracada no carro e vamos indo até Deus mostrar o lugar”.
Eles vão então e chegam em Canaã e ali fixam morada. Passado um tempo, chega a fome. Fome é pouco. Uma seca terrível que torrou todo vegetal da terra. Mais uma vez, não vemos Sarai murmurando. Em nenhum momento ela diz: “Viu, você fica inventando modo. Agora olha só onde estamos, líder da casa. Olha onde você nos colocou! Deus me falou? Aham sei, se Deus tivesse te falado não estaríamos passando fome”. Não, não, não. Sarai não fez isso!

Houve fome naquela terra, e Abrão desceu ao Egito para ali viver algum tempo, pois a fome era rigorosa. Gênesis 12:10.

Eles se mudam mais uma vez, agora para o Egito. Chegando lá, Abrão fica muito preocupado com uma coisa. Sua coroa Sarai, na flor da idade aos 65 anos, era muito, mais muito linda. Tão linda que Abrão ficou com medo que os Egípcios matassem ele para ficar com a viúva!

Quando estava chegando ao Egito, disse a Sarai, sua mulher: "Bem sei que você é bonita. Quando os egípcios a virem, dirão: ‘Esta é a mulher dele’. E me matarão, mas deixarão você viva. Diga que é minha irmã, para que me tratem bem por amor a você e minha vida seja poupada por sua causa". Quando Abrão chegou ao Egito, viram os egípcios que Sarai era uma mulher muito bonita. Vendo-a, os homens da corte do faraó a elogiaram diante do faraó, e ela foi levada ao seu palácio. Gênesis 12:11-15.

E não deu outra. Quando chegaram ao Egito logo a beleza de Sarai virou notícia nacional. Os egípcios ficaram tão abismados com a beleza dela que o assunto chegou na corte de Faraó. Abrão com medo pediu que ela mentisse dizendo que era irmã dele. Na verdade era uma mentira fantasiada de meia-verdade, porque eles eram irmãos por parte de pai. Não existia na época ainda a lei de Moisés para ensinar que isso era errado (casar com meia irmã). Faraó manda buscar Sarai para seu harém. Como um déspota poderoso, Faraó mandava buscar só as mulheres mais bonitas do mundo. Sobre isso faremos duas observações. Uma sobre a beleza de Sarai, outra sobre sua reação.

Do mesmo modo, mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento de sua mulher, observando a conduta honesta e respeitosa de vocês. A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e joias de ouro ou roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus. Pois era assim que também costumavam adornar-se as santas mulheres do passado, que colocavam a sua esperança em Deus. Elas se sujeitavam a seus maridos, como Sara, que obedecia a Abraão e lhe chamava senhor. Dela vocês serão filhas, se praticarem o bem e não derem lugar ao medo. 1 Pedro 3:1-6

Apesar de ser uma verdadeira Miss Universo (aos 65 anos!!!), a beleza de Sarai não era apenas exterior. Apensar de cuidar de sua saúde (provavelmente com o uso das melhores lamas e plantas cosméticas da época, malhando muito na academia do trabalho e com alimentação balanceada), Sarai não gastava excessivamente com cabeleireiro, nem mesmo com roupas; muito menos com joias. Em contrapartida Abraão a cobria de joias! Sabemos disso pois quando mandou seu servo encontrar uma esposa para Isaque, enviou muitas joias (Gn 24:53). Embora Sara não exigisse, sempre que possível Abraão lhe fazia um agrado. Afinal de contas Abraão era ‘milionário’ e não haveria porque não fazer uns agrados para sua esposa.
[No casamento, cada pessoa deve realizar a função que lhe compete. O homem deve ganhar dinheiro, a mulher deve economizar. Martinho Lutero Discursos à Mesa.]
Cabe a mulher cristã cuidar de sua saúde. Se o seu trabalho não envolve atividade física, precisa sim, de alguma maneira compensar. Tanto por si mesma como por seu marido. O mesmo se dá com a alimentação. Uma mulher cristão não pode ser largada (relaxada) no que tange a sua saúde e aparência. Como filhas de Sara, precisam se manter lindas com criatividade, ou seja, dentro do padrão financeiro que vivem e com muita decência. Só porque as filhas de Belial jogam fora das regras, ou seja, se expõe mais do que deveriam, isso não significa que uma mulher cristã deva fazer o mesmo. Aí que entra o grande segredo de Sara: A principal beleza de Sara estava em seu interior. Ela era dócil e tranquila, honesta e respeitosa. Atenção! Sara não era agitada, nervosa, agressiva, gritona, mandona… Existem mulheres que quando chegam em um ambiente deixam todos tensos! Sara não era assim. Quando Sara chegava, trazia paz e tranquilidade.

Bom, mas, e como Sara reagiu quando Abrão a ofereceu como boi de piranha?
Calma, tranquila e confiando em Deus! Uau! Que mulher fantástica! É obvio que foi uma situação horrível. Existem várias histórias da Bíblia que dariam maravilhosos filmes de ação, pois os personagens Bíblicos são muito mais fantásticos que os da Marvel e DC. Agora, esse episódio daria um filme de terror! Com certeza. Que ideia péssima essa de Abrão. Ele simplesmente não protegeu sua esposa, jogou ela sem boia no Cabo das Tormentas. O homem precisa ser o protetor do lar. E aqui Abrão errou muito, mais muito sério mesmo! E não é o que muitos homens fazem?
Agora, a reação de Sara é espetacular! Veja que Pedro ainda não havia escrito é mais importante obedecer a Deus do que aos homens” (At 5:29). Se fosse hoje, é claro que nenhuma mulher mentiria a mando de seu marido, ainda mais correndo o risco de ser forçada a casar com outro homem ou ser estuprada.
O que Sara tinha naquela época? “Deus criou Adão e depois Eva para ajudá-lo. Meu senhor (dono) Abrão mandou dizer isso, vou obedecê-lo”. Vejamos novamente o que escreveu Pedro.

Do mesmo modo, mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento de sua mulher, observando a conduta honesta e respeitosa de vocês. A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e joias de ouro ou roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus. Pois era assim que também costumavam adornar-se as santas mulheres do passado, que colocavam a sua esperança em Deus. Elas se sujeitavam a seus maridos, como Sara, que obedecia a Abraão e lhe chamava senhor. Dela vocês serão filhas, se praticarem o bem e não derem lugar ao medo. 1 Pedro 3:1-6

“Vamos nos mudar”. “Sim Senhor”. “Diga que é minha irmã”. “Sim senhor”. Dentro do que Deus já havia revelado sobre o relacionamento entre um homem e uma mulher, Sara era extremamente fiel! Sara entendia Abrão como seu senhor (dono) e sua missão de vida era ajudar na missão dele!
Quem lembra sobre o que fala Provérbios 31? Sobre a mulher virtuosa. Uma mulher que trabalha, negocia, cuida dos filhos… Provérbios 31 poderia muito bem descrever uma mulher do século 21. Agora, quem pode me explicar o verso 23?

Seu marido é respeitado na porta da cidade, onde toma assento entre as autoridades da sua terra. Provérbios 31:23

Mesmo a mulher virtuosa do Provérbio, moderna como vocês, poderosa como um furacão, entendia que nisso tudo seu objetivo principal era trabalhar na missão de seu marido. Entendia que a missão da família é derivada da missão do líder da casa, ou seja, a missão dela era uma sub-missão da missão dele.
Qual era a missão de Abrão? Ter um filho! Qual era a sub-missão de Sara? Ajudar ele a ter um filho. É por isso que mais tarde Sara se atrapalha e oferece a escrava para Abraão ter um filho com ela. Ela entendia a missão de Abraão e entendia o papel dela mesmo nisso. “Como vou ajudar meu marido a cumprir sua missão se sou estéril”?
Foi uma péssima ideia. Trouxe danosas consequências. Como diz o ditado: “De boas intenções o inferno está cheio”. A intenção de Sara era correta, a execução é que foi errada. Deus perdoou o erro de Sara e ela aprece na galeria de Hebreus 11, como uma heroína da fé, pois gerou Isaque aos 90 anos de idade!

Bem diferente de como agiu sua nora Rebeca. Isaque tinha 40 anos. Durante 19 anos não conseguiram ter filhos. Acredito que foram 19 anos de muitos jejuns, orações e lágrimas. Porém, Rebeca creu na promessa, e cumpriu sua sub-missão, dando a Isaque filhos. Foi de Rebeca que nasceu Jacó, patriarca das 12 tribos de Israel.

Falando em Rebeca, esta também foi uma mulher muito exemplar.

#RebecaFacts - Gn 24.

1) Muito bonita v.16.
2) Virgem. v. 16.
3) Hospitaleira e educada. v.18,25.
4) Extremamente trabalhadora. v.19,20. (1200 litros).
5) Totalmente transparente e submissa a liderança. v.28.
6) Inteligente e capaz de expressar opinião. v.58.
7) Excelente amante. v.61-67.

Josué vs Jericó: O Discípulo Extraordinário conta Muralha Intransponível

De Abraão à Terra Prometida: Inspire-se em Josué; o homem que descobriu o segredo para transpor o intransponível e vencer o indestrutível! Acompanhe-o nessa jornada pitoresca e sobrenatural, onde o inimaginável acontece e a ajuda vem de onde menos se espera.



Jericó vs Josué. A potência bélica contra o discípulo fiel.

A muralha indestrutível contra o discípulo extraordinário!

Introdução.

Abraão, o grande patriarca do povo de Israel, percorreu Canaã. Porém, ainda não havia se completado a medida da iniquidade daquele povo (Gn 15:16). Deus sabia que o povo daquela região viria a pecar tanto que a própria terra os vomitaria (Lv 18:28). Porém, isso ainda não havia acontecido. Anos passam, o povo vai para o Egito e lá prospera grandemente. Até que surge um Faraó opressor, provavelmente de outra dinastia. O Senhor levanta Moisés que o liberta com mão forte e grandes sinais.
Eles atravessas o Mar Vermelho e com muitas murmurações, chegam próximos da Terra Prometida. Doze espias são destacados por Moisés em missão de reconhecimento. Ao voltarem, qual a surpresa: Aquela terra possuía cachos de uvas tão grandes, mas, tão grandes que dois homens eram necessários para carregar um único cacho! Não apenas as uvas eram enormes. Havia lá gigantes. Homens que talvez chegassem a incríveis 4 metros de altura (Dt 3:11)!
Dez espiões ficaram apavorados. Disseram que seriam devorados, destruídos, que morreriam. Por sua vez, Deus algo do tipo: Ok. Se é isso que vocês querem é isso que farei (Dt 14:28-30); e de 2 milhões de pessoas que saíram do Egito, apenas 2 entrariam na terra prometida. Por que? Porque tiveram outro espírito, outra mentalidade (Nm 14:24). O povo então por 40 anos passa vagando pelo deserto, debaixo da liderança de Moisés. Este, seguido de perto por seus discípulos: Arão, Hur e Josué (Ex 17:10). Além destes, chefes de mil, de cem, de cinquenta e de dez (Ex 18:25); tudo muito bem organizado, como em uma igreja em células.
Moisés se torna avançado em dias. É hora de passar o bastão. Quem seria seu sucessor? JOSUÉ (Dt 1:38)! É aqui que começa nossa história de hoje.

Sucedeu, depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que este falou a Josué, filho de Num, servidor de Moisés, dizendo: 2 Moisés, meu servo, é morto; dispõe-te, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel. 3 Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu prometi a Moisés. Josué 1:1-3.

A primeira coisa que vemos ser necessária aqui é DISPOSIÇÃO. Era necessário que Josué tivesse disposição para enfrentar os desafios que estavam por vir. Deus nos assegura a vitória, porém, sempre resta um fazer que cabe a nós. Há sempre um esforço que Jesus deixa para nós realizarmos.
As promessas de Deus para Abraão, Isaque, Jacó e Moisés agora, eram as promessas de Deus feitas a Josué. Preste atenção: Quando você, de fato se coloca debaixo da cobertura de seu líder. Quando de fato se posiciona como um verdadeiro filho; as promessas de Deus dadas a ele e aos líderes dele passam a ser também as suas promessas! E se todo o lugar onde ele (Josué) pusesse o pé lhe seria dado por herança, logo: O tamanho da conquista é determinado pelo tamanho da fé! Afinal, fé nunca é apenas um pensamento. Fé não é apenas um estado de espírito. A verdadeira fé é crer e agir (cf. Hb 11:1; Tg 2:26).
Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Js 1:5.

NADA NEM NINGUÉM PODE IMPEDIR VOCÊ DE CUMPRIR OS PROPÓSITOS DE DEUS. Exceto você mesmo (Rm 8:35-39). Lembre-se de tudo que Deus já fez na vida de seus líderes (Lm 3:21)! Pense nos sinais, nos livramentos, no sustento… O que Deus fez na vida deles é um legado sobre você! Não apenas você pode fazer tudo que os viu fazer (Jo 14:12; 5:19) como o que Deus fez na vida deles pode fazer na sua também! E quanto ao que seu avô fez? Alinhe-se com seu pai e torne-se herdeiro também! A Submissão não está apenas relacionada ao funcionamento da Igreja. Ela regulamenta o fluir da unção! Filhos tem herança: genética e material; comportamental e sobrenatural. Basta olharmos para Jesus, Pedro, Eliseu e Josué.
Sê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais. Js 1:6.

Mais uma vez Deus faz e nos dá o crédito. Impressionante. E mais uma vez, o filho recebe a herança do pai. Também o foi assim quando Salomão herdou bênçãos e misericórdia simplesmente por ser filho de Davi.

Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares. Js 1:7.

CORAGEM: A prerrogativa da FÉ. Deus já havia prometido. Bastava saltar nesta certeza. Como naquela brincadeira ‘pulo da fé’. A pessoa é presa por cabos de segurança e sobe em um poste. Então precisa atirar-se lá de cima, ‘crendo’ que os cabos vão sustê-la sem machucar. A única diferença é que na fé, você não enxerga os cabos. Todavia, eles estão ali sim!
O desafio de Josué não era reinventar o povo de Israel. Era continuar de onde Moisés havia parado. Ele precisava lembrar-se de tudo quanto Moisés havia dito e partindo dali, avançar. Não devemos nos achar mais espertos que nossos líderes. Antes, honrar o que nos ensinaram e continuar edificando de onde pararam. Lembre-se dos conselhos de teus líderes. Memorize-os, anote-os. Honre sua presença. HONRA = SUCESSO!

Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido. Js 1:8.

Como já bem sabemos, o sucesso depende da obediência a escritura. De obedecê-la com coragem, independentemente do que o mundo disser sobre isso.

Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares. Js 1:9.

Não se apavore nem se escandalize. Se Deus te faz grandes desafios é porque deseja te promover. Deus queria promover Baraque. Ele teve medo, então Deus promoveu Débora. Deus oportunizou Saul, todavia, ele ficou apavorado e Davi foi promovido.

Então, responderam a Josué, dizendo: Tudo quanto nos ordenaste faremos e aonde quer que nos enviares iremos. 17 Como em tudo obedecemos a Moisés, assim obedeceremos a ti; tão-somente seja o SENHOR, teu Deus, contigo, como foi com Moisés. 18 Todo homem que se rebelar contra as tuas ordens e não obedecer às tuas palavras em tudo quanto lhe ordenares será morto; tão-somente sê forte e corajoso. Js 1:16-18.

Honrar nossos líderes atrai a honra de nossos liderados. Em suma, colhemos o que plantamos também nessa área. O zelo de Josué por Moisés atraiu o zelo do povo por Josué. E que promessa de honra esse povo faz a Josué!

Vemos aqui claramente que do líder é necessário fé (coragem, ousadia) e do povo obediência. Deus revela sua vontade ao líder que por sua vez convoca o povo obediente para colocá-la em prática.


Agora, Josué está firmado como líder. Tudo pronto. É hora de entrar na Terra Prometida. Mas esperem. Existe um Empecilho: JERICÓ. Cidade que hoje, depois de várias mudanças e reconstruções, segundo estudiosos, conta com 11mil anos!
Haveria nesta cidade gigantes? Não bastasse isso, as muralhas eram enormes. Tão gigantescas que chegaram a construir casas sobre elas (Js 2:15). Há quem diga que eram 2 muros. Um com 2m de largura e outro com 4; as casas sobre os muros fariam a ligação entre um e outro. Independentemente disso, era uma muralha de aproximadamente 6m de espessura! Será que naqueles dias, existia alguma tecnologia bélica capaz de destruir tais muralhas? Talvez por volta de 1400 a.C.

Agora o discípulo fiel, o líder exemplar; o grande homem de Deus está diante de um obstáculo aparentemente intransponível! Quem nunca passou por uma situação assim? Um desafio que simplesmente não tem como ser resolvido.

Jesus olhou para eles e respondeu: "Para o homem é impossível, mas para Deus não; todas as coisas são possíveis para Deus". Mc 10:27.
Sim, para Josué era impossível tripudiar sobre Jericó e conquistar Canaã. Para os homens era impossível. Apenas JESUS seria capaz de penetrar aquela cidade.

--

A ajuda que vem de onde ninguém espera.

De Sitim enviou Josué, filho de Num, dois homens, secretamente, como espias, dizendo: Andai e observai a terra e Jericó. Foram, pois, e entraram na casa de uma mulher prostituta, cujo nome era Raabe, e pousaram ali. Js 2:1.

Quando o imenso desafio aparece, a ajuda surge de onde menos se imaginava. De uma prostituta! E como se não bastasse, tudo indica que uma prostituta cultual, a julgar pela cultura iníqua e pagã de Jericó. É bem possível que Raabe se prostituísse como forma de culto aos deuses pagãos.
Bem sei que o SENHOR vos deu esta terra, e que o pavor que infundis caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desmaiados. 10 Porque temos ouvido que o SENHOR secou as águas do mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito; e também o que fizestes aos dois reis dos amorreus, Seom e Ogue, que estavam além do Jordão, os quais destruístes. 11 Ouvindo isto, desmaiou-nos o coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o SENHOR, vosso Deus, é Deus em cima nos céus e embaixo na terra. Js 2:9-11.

Vejam só! Deus havia tocado no coração daquela mulher! Ao observar tudo ao redor; ao ouvir as notícias comparou-as com sua religiosidade e chegou a uma conclusão: Esse Deus dos hebreus não apenas existe, como é superior a tudo e todos! Impressionante! A Graça do Senhor havia chegado!

Temos então dois personagens emblemáticos na conquista de Jericó! De um lado Josué, filho de um grande líder de Israel (Num) e discipulado por Moisés desde pequeno. Naqueles dias, não havia ninguém tão excelente como Josué! Era a figura da perfeição. Do outro, Raabe. Prostituta, idólatra, machucada, abusada, tachada, usada como objeto. Uma vida em frangalhos.

Porém, o Deus Todo Poderoso, com Sua Escandalosa Graça, iguala os pesos na balança e resolve usar Josué e Raabe para conquistar Jericó. Isso se chama GRAÇA. Por mais estereotipada que fosse Raabe, Deus a escolheu como seu instrumento para animar o coração dos espias!
Um milhão novecentos e noventa e nove mil novecentos e noventa e oito Israelitas, entre eles Moisés, Arão e Hur… Não entraram em Canaã. Milhares e milhares de cananeus foram exterminados. Porém a prostituta Raabe, ao arrepender-se de seus pecados e reconhecer O SENHOR é perdoada e recebe licença para morar na terra prometida!
Fantástico! Ei! Não sei qual é a sua história. Talvez um cristão de berço que hoje está diante de uma muralha intransponível e se pergunta: “Meu Deus, por que isso”? Ou um pecador inveterado, que cansou dessa vida e hoje arrepende-se e reconhece que O SENHOR É DEUS. Seja o seu caso o primeiro ou o segundo, humilhe-se diante do Senhor e tenha fé! Porque Ele não rejeita um coração quebrantado e contrito! (Sl 57:17).
Além do mais, não rejeite teu irmão que foi resgata depois de muito ter errado e não menospreze aquele que desde cedo conheceu ao Senhor. Um e outro a Ele pertencem (Rm 14:4; Mt 20).

Agora, pois, jurai-me, vos peço, pelo SENHOR que, assim como usei de misericórdia para convosco, também dela usareis para com a casa de meu pai; e que me dareis um sinal certo 13 de que conservareis a vida a meu pai e a minha mãe, como também a meus irmãos e a minhas irmãs, com tudo o que têm, e de que livrareis a nossa vida da morte. 14 Então, lhe disseram os homens: A nossa vida responderá pela vossa se não denunciardes esta nossa missão; e será, pois, que, dando-nos o SENHOR esta terra, usaremos contigo de misericórdia e de fidelidade. 15 Ela, então, os fez descer por uma corda pela janela, porque a casa em que residia estava sobre o muro da cidade. Js 2:12-15.

Raabe toma uma decisão difícil. VER A MORTE DE SEU MUNDO E DE SUA VELHA VIDA para tornar-se uma NOVA CRIATURA (2Co 5:17).
se, vindo nós à terra, não atares este cordão de fio de escarlata à janela por onde nos fizeste descer; e se não recolheres em casa contigo teu pai, e tua mãe, e teus irmãos, e a toda a família de teu pai. Js 2:18.

Ela pendura (v.21) um fio de escarlata em sua janela, enquanto que um fio vermelho percorre seu interior. O Sangue de Jesus, conhecido antes dos séculos (1Pe 1:20) e das gerações, porém manifesto em nossos dias, percorre e purifica aquela mulher.
Os membros de sua CÉLULA estariam a salvo (v. 19).

Josué Madruga (Js 3:1), e conclama o povo a santidade:

Disse Josué ao povo: Santificai-vos, porque amanhã o SENHOR fará maravilhas no meio de vós. Js 3:5.

Santo é algo/alguém separado para uma finalidade específica. Precisamos viver em santificação. E no verso 7, o Senhor promete a Josué firmá-lo ainda mais como líder.
e, quando os que levavam a arca chegaram até ao Jordão, e os seus pés se molharam na borda das águas (porque o Jordão transbordava sobre todas as suas ribanceiras, todos os dias da sega), 16 pararam-se as águas que vinham de cima; levantaram-se num montão, mui longe da cidade de Adã, que fica ao lado de Sartã; e as que desciam ao mar da Arabá, que é o mar Salgado, foram de todo cortadas; então, passou o povo defronte de Jericó. Js 3:15-16.

O grande rio, caudaloso em período de cheia, abre passagem para o povo de Deus passar a pé seco. Enfim, estavam em Canaã. Porém, isso não significava que as lutas haviam acabado!
Na verdade, o desafio continuava ali diante deles.

---

No capítulo 5 (v.2), o Senhor exige uma contrapartida do povo. Precisariam ser circuncidados. Ora, uma cirurgia íntima como essa por motivo religioso, denotava um algo nível de comprometimento. Ninguém sai por aí cortando uma parte de si mesmo por algo que não acredita de verdade. A circuncisão era um sinal da aliança com Deus no Antigo Testamento. No Novo Testamento, o Batismo nas Águas é nosso sinal de aliança. Porém, ambos ilustram algo que de fato, acontece no coração: Uma aliança com Deus.
Por isso que insistimos, por exemplo, para que as pessoas venham até a frente nas ministrações. Sinais externos muitas vezes expressam o nível da devoção interna.

Estando Josué ao pé de Jericó, levantou os olhos e olhou; eis que se achava em pé diante dele um homem que trazia na mão uma espada nua; chegou-se Josué a ele e disse-lhe: És tu dos nossos ou dos nossos adversários? 14 Respondeu ele: Não; sou príncipe do exército do SENHOR e acabo de chegar. Então, Josué se prostrou com o rosto em terra, e o adorou, e disse-lhe: Que diz meu senhor ao seu servo? 15 Respondeu o príncipe do exército do SENHOR a Josué: Descalça as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é santo. E fez Josué assim. Js 5:13-15.
JESUS aparece em uma teofania diante de Josué. ELE, o próprio veio a terra com sua espada na mão, desembainhada, pronta para cortar as muralhas de Jericó como se fossem papel! Enquanto Moisés tivera a honra de ver o calcanhar do Pai; Josué tem o privilégio de ver o Filho.
JESUS é o guerreiro vitorioso que luta por nós (Js 10:14) e vence as nossas batalhas!
E como de fato vieram por terra as indestrutíveis muralhas?

Gritou, pois, o povo, e os sacerdotes tocaram as trombetas. Tendo ouvido o povo o sonido da trombeta e levantado grande grito, ruíram as muralhas, e o povo subiu à cidade, cada qual em frente de si, e a tomaram. Js 6:20.

Se antes, o povo não pode entrar na terra prometida por causa da murmuração e da desobediência; agora, avançam sobre Canaã com gritos de adoração, puxados por seu líder Josué.
O povo unido, crendo na Palavra de Deus e em unidade seguindo seu líder avançam sobre a Terra que mana leite e mel. E o que sucedeu com Raabe? Foi poupada. Não apenas isso, casou com um dos príncipes de Israel, Salmon de Judá (Mt 1:5), e foi trisavó (mãe do bisavô) de Davi e por tal, de sua linhagem nasceu JESUS!

Não importa qual sejam suas muralhas. O que importa é quem é o seu Deus. Porque a beleza é passageira. A medicina é limitada. O poder é transitório. E o dinheiro não pode comprar tudo. Mas para Deus, não há impossíveis!

MINISTRAÇÃO:

Qual é a sua muralha hoje? Quais são os seus gigantes?
 


 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...