Emboscada

Quando o sucesso é alcançado e tudo dá certo é hora de celebrar, comemorar; porém manter-se atento e vigiar a retaguarda, protegendo os que no momento estão mais fracos.

Baixar mp3: MediaFire minhateca MEGA

A emboscada.

Então os benjamitas viram que estavam derrotados. Os israelitas bateram em retirada diante de Benjamim, pois confiavam na emboscada que tinham preparado perto de Gibeá. Os da emboscada avançaram repentinamente para dentro de Gibeá, espalharam-se e mataram todos os habitantes da cidade à espada. Os israelitas tinham combinado com os da emboscada que estes fariam subir da cidade uma grande nuvem de fumaça, e então os israelitas voltariam a combater. Os benjamitas tinham começado a ferir os israelitas, matando cerca de trinta deles, e disseram: “Nós os derrotamos como na primeira batalha”. Mas, quando a coluna de fumaça começou a se levantar da cidade, os benjamitas se viraram e viram a fumaça subindo ao céu. Então os israelitas se voltaram contra eles, e os homens de Benjamim ficaram apavorados, pois perceberam que a sua desgraça havia chegado. Juízes 20:36-41.


Deus deu ao povo de Israel uma estratégia militar muito eficaz. Ela foi utilizada diversas vezes com grande sucesso. Basicamente funcionava assim:
Dividia-se o exército em dois batalhões. Um enfrentava o inimigo de frente, distraindo-o e levando-o para longe de sua cidade. Enquanto isso o outro batalhão entrava na cidade inimiga, matava os fracos, os novos, as mulheres, os doentes e os nobres e depois incendiava a cidade. Quando o batalhão frontal via a fumaça subindo da cidade inimiga, parava de fingir que estava perdendo, gritava forte e atacava com tudo! Quando o inimigo olhava para trás e via ‘seu mundo’ em chamas, ficava totalmente desestabilizado e atacado por frente e retaguarda era subjugado em pouquíssimo tempo.

Essa é uma estratégia que Deus deu ao seu povo. Essa estratégia é nossa. Pode parecer muito sanguinária, mas, naqueles dias o povo acreditava que o ‘deus’ mais poderoso era aquele que vencia as guerras. O entendimento do povo era assim mesmo, na base da força, da conquista.

Bom, esse final de semana tivemos uma vitória astronômica. Estou sem palavras para descrever como foi lindo! E se você está aqui no TADEL, você é daqueles que neste final de semana saiu a guerra. Lutou e venceu.
Alias, deixem-me abrir um parêntese. As vitórias e a celebração deste final de semana foram em primeiro lugar devido a graça e a misericórdia do Senhor. Por sua soberania ele decidiu nos abençoar. Porém, o que vimos foi também a colheita de um ano orações, uma no perseverando, lutante, orando, jejuando… Cada um de vocês lutou, chorou, plantou e agora colheu. Eu dizia para o Douglas esses dias: “Você passou um ano orando pelo crescimento das células. Aí está. Imaginou que aconteceria algo diferente disso”?
Voltando. Queridos, vejam bem. Vocês estão aqui. E onde estão os novos nascidos? Onde estão os feridos? Onde estão os fracos na fé? Estão entendo? Não podemos deixar o inimigo usar a nossa estratégia contra nós mesmos!!!
Vencemos? Sim! Celebramos? Sim! Porém não podemos relaxar achando que o inimigo se deu por vencido. Não podemos esquecer que ele é um covarde e sim, usa a estratégia do predador. Os exércitos do mau gostam de atacar os bebês na fé, os fracos, os doentes, os desgarrados e principalmente, os nobres. E aqui não me refiro a uma casta especial. Refiro-me aos lideres.

O rei da Síria havia ordenado aos seus trinta e dois chefes de carros de guerra: “Não lutem contra ninguém, seja soldado seja oficial, senão contra o rei de Israel”. 1 Reis 22:31

Vocês são um batalhão muito especial. Defendam os jovens, os fracos, os doentes, os desgarrados e seus líderes. E como?

1) Oração intercessória diária.
a) Pelos seus líderados.
b) Pelos líderes.
Orar por seus pastores, líderes, discipuladores é muito importante e um grande lucro para você.

2) Comunhão intensa.
a) Não apenas ‘conteúdos programados’.
b) Estar juntos.
Se esforce para estar com seu líder. Se esforce para estar com seus liderados. Precisamos aprender que ‘estar juntos’ não é perder tempo. Estar juntos sem uma ‘agenda’, sem ‘protocolos’.
Escolheu doze, designando-os como apóstolos, para que estivessem com ele, os enviasse a pregar Marcos 3:14.
Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união! Salmos 133:1.

Como Sulistas, desenvolvemos um senso de privado muito forte e DIFERENTE daquilo que a escritura mostra.
Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Atos 2:44

3) Discipulado.
a) ‘Talvez não será sempre esse discipulador’.
Não tenha medo de iniciar novos discipulados. Deixe claro para ambos que talvez depois você troque o discipulador.
b) Primeiros MDAs juntos.
Se o novo discipulador está inseguro, faça os primeiros encontros junto com ele.
c) Pais discipuladores.
Os pais podem discipular (de verdade) seus filhos crianças (devem) e adolescentes.
 

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...