Os 4 pilares da prosperidade


A prosperidade não está necessariamente ligada à quantidade de dinheiro que uma pessoa tem. Existem ricos que não são prósperos e pessoas de baixa renda prósperas. Na verdade, sou extremamente próspero, porém, dentro dos critérios do governo poderia me encaixar nos programas de baixa renda.
Nem mesmo a qualidade de vida está diretamente relacionada a quantidade de dígitos do contracheque. Jesus deixou isso muito claro em Mateus 6:24-34. Paulo era próspero em períodos de fartura e em períodos de fome. Ele estava satisfeito, contente, grato… Ele era próspero em todo o tempo, veja só Filipenses 4:12-24.
Creio que a prosperidade está sustentada sobre 4 pilares: FIDELIDADE, TRABALHO, ADMINISTRAÇÃO e GENEROSIDADE.

1) Fidelidade.
A Fidelidade é o pilar que se refere a Deus. Nenhuma pessoa que não é fiel a Deus pode se considerar próspera. No Antigo Testamento o padrão era 10% + Primícias + Ofertas. Um povo que era muito fiel no que se referia a cumprir a letra da lei nos dias de Jesus eram os fariseus. Eles dizimavam até mesmo os temperinhos da horta. Mateus 23:23. Jesus porém, nos desafia a superarmos eles e muito.
Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus”. Mateus 5:20.
Muitos cristãos se acham fiéis por serem dizimistas. Até um fariseu fazia melhor que isso! Hoje, somos fiéis ao Senhor, voluntariamente, sem medo, em muito mais que 10%. Por quê? Porque o amamos, desejamos honrá-lo e entendemos o privilégio de ser participante de sua obra na terra. Além disso, cremos no princípio da semeadura e colheita.
Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente. 2 Coríntios 9:6.
Semeamos no Senhor, sabendo que entregamos algo que temos e colheremos algo que Ele tem. O nível de provisão necessário para alcançarmos tudo que o Senhor tem para nós não pode ser conseguido na força do braço. Entregamos para ele o que conseguimos e Ele nos dá tudo que precisamos. Estude com muita atenção 2 Coríntios 9:6-14.
Algumas pessoas deixam de ser fiéis ao Senhor me momentos de crise. Isso não é nada inteligente. Quando ‘a coisa aperta’ precisamos correr e procurar uma maneira para semear ainda mais! Foi o que aconteceu com a viúva ao preparar um bolo para Elias com a única farinha que tinha 1 Reis 17:10-16. Em minha vida esse princípio tem funcionado de uma maneira fantástica. Eu amo dar! Gosto de usar primícias e dízimos como um padrão mínimo e a partir daí ultrapassar os fariseus, através de ofertas voluntárias e também presenteando pessoas. De fato: “Há maior felicidade em dar do que em receber” Atos 20:25.
Uma pessoa que não consegue ultrapassar os fariseus, não é próspera. Não importa quanto tenha de dinheiro ou quais sejam suas posses, se não consegue entregar ao Senhor nem mesmo o equivalente aos dízimos e primícias, essa pessoa ainda está longe da prosperidade.

2) Trabalho.
Trabalhar é uma bênção. Já ouvi pessoas dizerem: “Ah se eu pego o cara que inventou o trabalho”. Mas, afinal de contas, quem inventou o trabalho?
O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo. Gênesis 2:15.
Disse-lhes Jesus: "Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando". João 5:17.
Ninguém menos que o próprio Deus inventou o trabalho. Quer ser próspero? TRABALHE! É Impossível ser próspero sem trabalhar. Alguém até pode ficar rico mediante o recebimento de uma herança ou ganhar na loteria muito dinheiro. Porém, dinheiro sem trabalho não é prosperidade.
Não existe solução mágica. Você apenas se tornará próspero trabalhando. Pois a prosperidade não está apenas relacionado ao dinheiro, mas, ao processo que te levou a adquiri-lo. Nenhum vagabundo é próspero, seja ele pobre ou rico.

3) Administração.
Imagine uma pessoa fiel ao Senhor. Ele trabalha bastante e de maneira honesta, ganhando assim muito dinheiro. Porém sua administração é péssima. Entretanto, como ganha bem, mesmo com a má administração, consegue honrar todos os seus compromissos e ainda sobra dinheiro. Pense. Essa pessoa é próspera? Ouça-me dizer um sonoro NÃOOOO. Por quê? Ora, ela está sendo infiel com o dinheiro de Deus que está em suas mãos. Fomos comprados por Jesus. Pertencemos a Deus.
Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o corpo de vocês. 1 Coríntios 6:19,20.
Somos propriedade de Deus. Todo lucro que obtivermos pertence a Ele e precisamos administrar bem pois haveremos de dar conta. Entendeu? Ok, vou tentar ser um pouco mais direto. Você é escravo de Deus. O lucro adquirido por um escravo pertence ao seu proprietário. “Ah, mas eu sou filho, não escravo”. Olha, não quero aqui entrar em detalhes, mas, seguindo sua linha de raciocínio, para quem pertence o dinheiro que o filho (que mora em casa) adquire? Ao pai! Se o filho usar para si o dinheiro que ele mesmo ganhou é porque o pai permitiu. Chocante não é. Tudo o que temos e somos pertence a Deus e precisamos ser zelosos em nossa administração.
Você tem uma planilha de controle financeiro? Não? Pelo menos anota? Também não? Que pena, você não é uma pessoa próspera. A boa notícia é que agora mesmo, quando terminar de ler esse texto e compartilhar com seus amigos você poderá fazer sua planilha e começar a administrar bem os recursos de Deus confiados a ti!

4) Generosidade.
Já falei um pouco sobre isso no tópico 1. Enquanto fidelidade está relacionado prioritariamente ao Senhor, a generosidade está profundamente relacionada com as pessoas. Provérbios 11:25 diz: A alma generosa prosperará. Tudo o que temos e somos é para servir as pessoas. Por que é melhor dar do que receber? Quem dá está em uma posição privilegiada. Primeiro porque tem para dar. Segundo porque apesar de já ter, semear, terá mais ainda. Terceiro porque dar é uma oportunidade de servir.
Você nunca dá nada pra ninguém? Então não é próspero. “Eu não dou porque não tenho pra dar”. Sério? Seu mesquinho! Lembra a história da viúva? Ela deu para o profeta Elias o único alimento que tinha na casa para ela e para o filho e qual foi o resultado? Querido, preste atenção: Você sempre terá algo para dar!
Existem muitos ricos avarentos, porém, às vezes penso que existem em igual número pobres avarentos. Pessoas que apesar de não terem quase nada, são incapazes de compartilhar um copo d’água que seja. Isso, definitivamente não é prosperidade.

Conclusão.

Próspera é a pessoa FIEL a Deus, TRABALHADORA que ADMINISTRA bem e tem coração GENEROSO. Que independente de ter muitos recursos ou recursos limitados, não idolatra o dinheiro, não murmura contra Deus, não desperdiça e compartilha o que tem com o próximo.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...