Santificação

A santificação muitas vezes acaba tornando-se um jugo; Algo pesado, difícil e que deixa as pessoas 'loucas' de medo de irem para o inferno. Essa ideia de santificação era defendida pelos fariseus.
Por outro lado, a santificação ensinada como obra exclusiva de Deus, na qual não podemos contribuir com nada, pode levar as pessoas a se tornarem preguiçosas e inconsequentes. É a visão de alguns liberais.
A santificação precisa ser o resultado de nosso deleite, de um coração conquistado por Jesus que agora o ama incondicionalmente e tem prazer n'Ele.

Será importante ler e ouvir a mensagem JUSTIFICAÇÃO primeiramente.

Baixar mp3: MediaFire 4shared
Ler/Baixar PDF: Scribd 



 
Santificação

Introdução

Boa noite amados irmãos, graça e paz.

No último culto aprendemos sobre a salvação no tempo passado, a Justificação. Vimos como é maravilhosa a liberdade que o Senhor nos dá. Hoje vamos estudar um pouco sobre a salvação no tempo presente e futuro, a saber, a santificação e a glorificação.

Antes, vamos recapitular um pouco a justificação. Aprendemos que a salvação é pela graça e não por boas obras. Ef 2:8-9. Inclusive, tem algo que não falei semana passada, vejam só:

“Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida”. Jo 5:24.

Ou seja, aquele primeiro julgamento, onde se decide se a pessoa vai para o céu ou para inferno, não é necessário para quem entregou sua vida para Jesus. Se Jesus não voltar enquanto você estiver vivo, morrerá e ficará dormindo (1Ts 4:15-17) até que Jesus volte e você acorde. Mas não para ver se vai para o céu ou inferno, isso já está resolvido. Se creu em Jesus vai para o céu e se o negou em sua vida para o inferno. Pronto. Agora resta apenas a segunda parte. Julgar o tamanho das suas recompensas lá no céu (Rm 2:6; Ap 22:12; Mt 16:27; Ap 20:12-15).

O que é santificação?


Santificação Passiva (Quietismo).

Uma maneira de se pensar na santificação é como uma obra de Deus. O padre espanhol Miguel de Molinos chamava isso de quietismo. Será que a santificação depende exclusivamente de Deus?

Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio. Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo. Rm 7:15;18

Se alguém chegasse para você e dissesse: “Não entendo! Quero fazer uma coisa boa e quando vejo já fiz algo mal”! “Tento fazer o que é bom mas não consigo”.
Creio que você pensaria seriamente em impor as mãos na cabeça dela!

Percebe-se claramente neste versículo que apenas a vontade própria para vencer pecados não é o suficiente. Nem mesmo se essa, for a vontade do grande apóstolo Paulo.

Vamos adiante:
Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus. Fp 1:6.

Este versículo mostra claramente que o Espírito Santo começou a obra em nós (Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Jo 16:8) e Ele mesmo vai completá-la!
Forte isso, vou repetir. Este texto mostra o Espírito Santo agindo desde nossa conversão até a volta de Jesus (ou digamos, o fim de nossa vida aqui na terra). Uau!

Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte. 2 Co 12:10.

Por fim, mais uma do apóstolo Paulo com sua famosa afirmação.

Vemos então que a santificação é obra do Espírito Santo.

Santificação Ativa (Pietismo).


Porém, existe uma outra maneira de entendermos a salvação. Como algo que devemos obter com muito esforço, dedicação e disciplina. Assim também pensava Philip Jacob Spener e através dele iniciou-se o Pietismo.

Para começar:
Em favor deles eu me santifico, para que também eles sejam santificados pela verdade. Jo 17:19.

Jesus é nosso exemplo em tudo. Sabemos que Ele veio como homem para terra. Logo, se ele 'se santificou' isso também cabe a nós.

"Afaste-se da iniquidade todo aquele que confessa o nome do Senhor".
Numa grande casa há vasos não apenas de ouro e prata, mas também de madeira e barro; alguns para fins honrosos, outros para fins desonrosos.
Se alguém se purificar dessas coisas, será vaso para honra, santificado, útil para o Senhor e preparado para toda boa obra.
Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz, juntamente com os que, de coração puro, invocam o Senhor. 2 Tm 2:19-22.

'Afaste-se' é uma ordem. Não diz que Deus nos afastará da iniquidade. Diz para nós nos afastarmos. Então a santificação inclui uma investida de nossa parte.
Também está escrito 'se purificar'. Mostra que a purificação envolve uma clara decisão da vontade. Além disso, 'fugir' é claramente uma atitude consciente!

Equilíbrio.

Continue o injusto a praticar injustiça; continue o imundo na imundícia; continue o justo a praticar justiça; e continue o santo a santificar-se". Ap 22:11.

Continue o santo a santificar-se! Continue aquele que se tornou santo por ter sido justificado em Jesus a pecar cada dia menos, crescendo em sua semelhança com Jesus! E o pecador, aquele que não recebeu Jesus como salvador, não tem opção. Por mais que queira, com suas próprias forças jamais conseguirá se santificar, ao contrário, a cada ano será culpado de mais e mais pecados.

Deus uma vez depois de te salvar, inicia imediatamente a te santificar. Porém, embora Ele esteja engajado nessa iniciativa, você continua tento volição, livre arbítrio. Ele não te forçará a caminhar na santidade. Embora te ajude fortemente, não te obriga a crescer em santidade.

Ferramentas da santificação.

1. Oração.

Quem fala em língua a si mesmo se edifica, mas quem profetiza edifica a igreja”. 1Co 14:4
Orem continuamente”. 1 Ts 5:17.

2. Bíblia.

Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido”. Js 1:8.

3. Jejum.

Mas virão dias quando o noivo lhes será tirado; naqueles dias jejuarão". Lc 5:35

4. Congregar.

Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações”. At 2:42.


Parte II

Enquanto eu preparava todo um estudo sobre santificação o Espírito Santo me lembrou que não era apenas isso que ele queria que eu falasse. Na verdade, o que o Senhor desejava que eu lhes dissesse nesta noite é uma nova perspectiva de se enxergar a santificação.

Entender que Deus quer o melhor para você:


Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês", diz o Senhor, "planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro. Jeremias 29:11

E que Ele é esse melhor.


Jesus respondeu: "Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna". João 4:13-14 (Água morta e água viva).

Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo". João 6:51

Deus é para você o melhor! Deus pai te dá segurança, amor sentido. Jesus te salva, liberta, cura. O Espírito Santo te enche de vida, alegria, paz…

Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração. Tiago 4:8

Ou seja, quanto mais você tiver prazer em Deus, mais glorificado Deus será através de você.

“Deus é mais glorificado em nós quando nós estamos mais satisfeitos nele”. Louie Giglio.

Sentir prazer no Senhor é uma maneira de glorificá-lo. Ser um cristão feliz é uma expressão de louvor!
A murmuração já é algo horrível. Porém um cristão murmurando é pior ainda! Não pode glorificar Deus assim.

“Não há competição entre a paixão de Deus de ser glorificado e a nossa paixão de sermos satisfeitos, pois são a mesma paixão”. John Piper.

Não existe problema algum em desejarmos prazer!
As tentações tentam nos enganar, nos fazer pensar que o pecado pode ser mais prazeroso e satisfatório do que Deus. ISSO É MENTIRA! NADA SE COMPARA AO PRAZER E A SATISFAÇÃO QUE HÁ EM SER UM SANTO CHEIO DO ESPÍRITO DO SENHOR!

John Piper conta uma história muito interessante.
Imagine um homem que no dia de seu aniversário de casamento, bate à porta de sua própria casa (sabendo que sua esposa está ali) trazendo atrás de si um buquê de flores, uma para cada ano de casamento. Quando a esposa abre porta, tcharammmm!
- Amor, que isso! Por que tudo isso?
- Porque é minha obrigação de marido, meu dever.

Peeeng. Resposta errada. Vamos novamente.

- Amor, que isso! Por que tudo isso?
- É porque eu te amo tanto! Quem sabe nós trocamos de roupa e vamos até um restaurante jantar, afinal, não consigo imaginar nada que possa me dar mais prazer nesse momento do que ficar juntinho de você!

Perceba. O homem falou que 'ele ama', que 'ele quer' e que 'lhe dá prazer'.

“Minha esposa é mais glorificada em mim quando estou mais satisfeito nela”. Piper.

Gosto muito de fazer pizzas. E a parte que mais gosto é quando alguém está comendo e dá um elogio. Minha alegria não está simplesmente em fazer, nem mesmo em saborear. Minha alegria está em proporcionar que alguém sinta prazer ao comê-la!
Uma das noites mais inesquecíveis que tive foi quando minha irmã Géssica veio me visitar, era solteiro ainda na época. Tinha preparado uns ovos em uma conserva especial com alho, vinagre de maça e gengibre. Também tinha na geladeira, o queijo mais gostoso do mundo, aquele que é feito artesanalmente por minha avó Irma e por minha tia Rejane. Então preparei uma pizza memorável! Talvez a melhor que eu já tenha feito até hoje. Depois vi a alegria de minha irmã ao comer aquela pizza e assistirmos um filme na tela do notebook…
Agora, pense como seria a mesma programação, só que sem minha irmã junto. Tédio.

Deus criou todo este mundo lindo e uma Nova Jerusalém ainda melhor porque nos ama e quando mais nos deleitamos n'Ele, quanto mais prazer sentimos em Deus, em sua companhia, em sua presença, em sua criação… Mais glorificado Ele é em nós!

“Penso que nos deleitamos em louvar aquilo em que temos prazer porque a alegria não é completa até que seja expressada”. C.S. Lewis.

Vai dizer que a comida não é mais gostosa quando você pode fazer: “Uhmmmmmm”.
Isso é louvor! E é esse prazer que nos leva a um desejo imensurável pela santidade!
Quanto mais santidade, mais prazerosa é a vida!

Creio que sim, o TEMOR é um profundo colaborador para a santidade. Mas, o grande amor que leva a um gigantesco prazer e expressões espontâneas de louvor, certamente, é um dos ingredientes principais para a santidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...