Economia


Acredito que o tema da mensagem de hoje fará você rapidamente prestar atenção. Hehe. Vamos falar um pouco sobre princípios que a Bíblia ensina para nossa vida financeira. Primeiramente, te convido para analisarmos a situação atual da economia e assim, identificarmos o tempo econômico em que estamos vivendo e buscar na Bíblia orientações para este período. Vamos dar preferencia a analisar os últimos 2 anos.
A inflação oficial em 2013 foi de 5,91% e a de 2014 está prevista para fechar o ano em 6,3% (embora o IPCA apontou semana passada 6,75%). Assim a inflação oficial dos últimos 2 anos seria de 12,21%. O salário mínimo subiu 6,78% em 2014 e a previsão para 2015 é de 8,8% um total de 15,58%. Isso parece muito bom!

Baixar mp3: 4shared MediaFire
 

Só que o cálculo que desejo fazer é o seu poder aquisitivo. E para isso, faço as contas de minha própria família.
Um tênis bom há dois anos custava R$ 100. Hoje um modelo semelhante da mesma marca custa R$ 150. Está 50% mais caro comprar tênis. Uma elevação de 25% ao ano! Com um salário mínimo você poderia comprar 6 pares de tênis bons, hoje 5 pares.
Há 2 anos, nosso racho mensal era de R$ 70,00. Comprando os mesmos produtos hoje custa R$ 200. Os alimentos que consumo subiram 186% em 2 anos! Ou seja 93% ao ano! Acontece que o salário subiu 6,78% e depois subirá mais 8,8% para compensar. Mesmo que o aumento do ano que vem já estivesse valendo o salário teria subido 15,58% enquanto o meu poder aquisitivo de alimentos caiu 186%! Uma diferença de 170%. Com os 2 salários mínimos que minha família recebe, há 2 anos poderíamos comprar quase 18 ranchos. Hoje apenas 7!
Algumas empresas de energia querem subir suas tarifas em até 35%, enquanto a mídia diz que o aumento deve ficar em até 29%. A gasolina pode aumentar até 8%! Já pensou abastecer a R$ 3,30 o litro?

As perspectivas não são as melhores. Muitas pessoas foram beneficias adquirindo casas com o 'minha casa, minha vida'. Que maravilha! Espero poder adquirir a minha também! O problema é que o o crédito esteve muito fácil nos últimos anos. Então o povo comprou muitas casas, muitos carros (com IPI reduzido), fez empréstimos consignados... E hoje não está conseguindo pagar. De cada 10 brasileiros que tem conta corrente 8 estão usando o 'limite'. Ou seja, 80% dos brasileiros com conta corrente devem para o banco! E isso significa que estão pagando juros em torno de 7% a.m., 84% a.a.! Estou sendo generoso, alguns chegam a falar que o juro do cheque especial já chega a 172% a.a.! Entendeu? De cada 10 brasileiros com conta em banco 8 estão pagando quase 100% de juros a.a.!

Segundo o Serasa, 57 milhões de brasileiros estão inadimplentes! Isso é apavorante! Mas porque falar desse assunto em um culto? Porque Deus quer o seu melhor!

1) É tempo de cortar os Supérfluos

Supérfluos são aquelas coisas que você não precisa. Tipo máquina de fazer pão, um terceiro par de tênis, uma televisão maior, uma segunda calça do mesmo tipo, mais de um cachorro quente por mês, refrigerantes... Coisas assim.
Claro que se você está com as contas em dia pode consumi-los. Mas antes pense. Meus irmãos estão passando fome? Necessidades? A Igreja está bem? Meus discípulos, minha família de sangue... Todos bem?
Existem os supérfluos do dia a dia: Queijo, refrigerante, sucos, lanches, internet, TV a cabo, salgados, pão francês, presunto, carne de 1ª, joias, perfumes, potes, reformas, salgadinhos, frutas fora da época, festas...

2) Unidade do casal.

Um dos últimos lugares onde o casal se torna um ao casar e o primeiro em que se tornam 2 antes do divórcio é a carteira! Casais prestes a divorciarem até mantém relações sexuais mas não misturam o dinheiro.
Como você é um cristão, então divórcio não é uma opção. Ponto final. E estou dizendo isso aos casados, se você já foi casado um dia podemos lhe explicar isso melhor, fique tranquilo.
Então só resta uma opção: Unir as finanças!
Não deve existir 'o meu dinheiro' e o 'seu dinheiro'. Precisa ser um caixa único.
O homem, como autoridade do lar tem sim a última palavra de como gerenciar estes recursos; porém, amando a esposa como Cristo à Igreja, precisa ouvi-la. E se ela for melhor do que ele em administração pode autorizá-la a administrar debaixo de sua supervisão.

Sei que nesse momento alguns estão apavorados. Pois bem, não é só colocar o dinheiro todo em um bolo. É necessário sentar, conversar, trocar ideias, pedir conselhos aos discipuladores para definir prioridades... Não é simplesmente juntar tudo e sair gastando.
Marido e mulher precisam realizar um intercambio de valores. A pergunta é: O que realmente é prioridade para nós? E nessa hora não vale desprezar a opinião do outro.

3) Leituras e pregações.

Existem alguns pastores que escrevem e pregam muito bem sobre o tema família. Isso inclui vida financeira. Recomendo que pelo menos uma pregação ou livro seja utilizada por mês aos casados. Aí vão os nomes, anotem: Arão Henrique Xavier (dinheiro); Luciano Subirá (ensino); Cláudio Duarte (engraçado); Josué Gonçalves (realista); Paul e Rebeca Hubrik (prática); Abe Huber (amor e unidade); Silmar Coelho (honra); Gary Chapman (resolver problemas) e Lisa e Ed Young (sexo).

4) Carro

Você já deve ter ouvido o ditado: “Carro é uma família”. Esse ditado de certo modo faz sentido. Se tua família tem uma renda per capta inferior a 1 salário mínimo, não é aconselhável ter um carro.
Ele precisa de manutenção, gasolina, espaço físico e cuidado. Além disso a tendência é que desvalorize com o tempo. Se as contas desequilibrarem, pense na possibilidade de vendê-lo. Isso lhe dará um capital e diminuirá consideravelmente as despezas.

5) Filhos.

Filhos são uma bênção, a Bíblia diz isso. Porém precisam aprender a serem modestos. A usarem a mesma mochila de um ano para o outro. A saberem levar lanche de casa para não precisarem comprar na escola.

6) Primícias, dízimos e ofertas.

Em minha família, nos temos alguma muita claro. Em primeiro lugar, separamos as primícias, 1/30 do que recebemos. Depois do que sobra tiramos 10%, o dízimo. Em seguida, dentro o que sobrou pegamos um pouco para as ofertas. Depois, para pagar tudo que é necessário: Água, luz, comida... Só então, quando sobra, as demais coisas.
Não interessa qual seja o tipo de pagamento que tenhamos que fazer, jamais roubamos do Senhor! O que é de Deus é de Deus e nós não tocamos.
Aquele que supre a semente ao que semeia e o pão ao que come, também lhes suprirá e aumentará a semente e fará crescer os frutos da sua justiça. Vocês serão enriquecidos de todas as formas, para que possam ser generosos em qualquer ocasião e, por nosso intermédio, a sua generosidade resulte em ação de graças a Deus. 2 Coríntios 9:10-11
Se comermos as sementes não teremos a próxima colheita.

Em toda a Bíblia estas ofertas serviam para o sustento dos obreiros, adoração, transporte, prédios, instrumentos e assistência social. As prioridades estão em uma ordem aproximada.

a) Obreiros: No antigo testamento parte das ofertas ao Senhor precisavam ser comidas pelos sacerdotes. E quando estes tinham pouca comida Deus amaldiçoava nação. No novo testamento, Jesus tira os apóstolos do trabalho e os chama ao ministério de tempo integral. O próprio Paulo, tão usado por alguns para alegar que os obreiros de tempo integral não devam receber, teve serviço secular apenas por alguns períodos, durante implantação de igrejas. Depois voltou a ser sustentado.

b) Adoração: Outra parte era utilizada simplesmente para queimar; uma adoração. Assim como a mulher derrama perfume em Jesus. Ofertas sem sentido razoável, porém poderosas espiritualmente.

c) Transporte: Todas as viagens de Jesus e dos apóstolos eram bancadas por ofertas. E eram muitas! A pé, de navio ou com montarias. As viagens eram muito comuns.

d) Prédios: No AT grande parte dos recursos era desprendida para este fim; no templo e nas sinagogas. Já no NT as casas ganham prioridade.

e) Instrumentos: Instrumentos de adoração sempre foram usados. Materiais didáticos também. Não fossem estes investimentos como teria sido escrita a Bíblia?

f) Assistência Social: Pessoas em situação de vulnerabilidade recebiam auxílio regular (idosas viúvas e órfãos). Outras esporadicamente, quando necessário.

7) Oração.

"Fui eu mesmo quem deu a vocês estômagos vazios em cada cidade e falta de alimentos em todo lugar, e ainda assim vocês não se voltaram para mim", declara o SENHOR. Amós 4:6
Creio que Deus quer prosperar o Brasil. Foi isso que ele fez com a Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos quando através deles enviou missionários para todo o mundo. Mas precisamos pedir a Deus perdão pelos pecados da nação. Principalmente a corrupção e a libertinagem.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...