Reconhecer, valorizar e celebrar


É necessário reconhecer e quem reconhece valoriza. Quem valoriza de fato, celebra!

Como precisamos crescer nessa arte!


Baixar mp3:
4shared MediaFire
 

1. Deus em sua vida desde o começo.

Reconheçam isso hoje, e ponham no coração que o Senhor é Deus em cima dos céus e embaixo na terra. Não há nenhum outro”. Dt 4:39.

Porque Ele faz raiar o seu Sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos”! Mt 5:45b.

Precisamos reconhecer que Deus é o dono de tudo. Ele fez os céus e a terra e nos fez também. Reconhecer que d'Ele é o ar que respiramos... Toda matéria lhe pertence. E o Seu sol, raia sobre os bons e sobre os mais. Ele derrama Suas chuvas, sobre justos e injustos. Precisamos reconhecer e valorizar este Deus único e verdadeiro.

Ele inclusive nos deu a vida: “Tu me criaste no íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Disso tenho plena certeza”. Sl 139:13-14.

Veja que além de reconhecer a obra criadora de Deus, o salmista a valoriza, expressando-a em suas canções e a celebra, cantando as mesmas.
Como são as obras de Deus? Maravilhosas. Quem te fez? Deus. Então você é maravilhoso!
A vida é uma dádiva que precisa ser celebrada.

Olha em tudo ao teu redor. E reconheça a presença do Pai. Veja a beleza de toda a natureza, afinal a Bíblia diz: “Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, tem sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas”... Rm 1:20.
Valorize o Pai! Seja um admirador da natureza, de lugares lindos, de pássaros, de cachoeiras... Quando você aplaude a criação, reconhecendo que é de Deus, está valorizando e celebrando o Pai.

2. A obra de Jesus.

Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores”. Rm 5:8.
Você precisa reconhecer tudo que Jesus fez por ti! Não foi um mero passeio; Jesus lá do céu desceu aqui num tobogã e voltou de balão... Não mesmo.
Ele precisou abrir mão de sua glória, esvaziar-se, nascer como uma criança, crescer como qualquer ser humano, ir par ao deserto, ser tentado, apanhar, ser cuspido... Jesus te aceitou muito antes de você aceitá-lo! Você ainda estava lá condenado ao inferno sem chances de ser salvo e Jesus primeiro estendeu a mão para você. Primeiro Ele te amou, te chamou! Reconheça isso!
E se você realmente reconhece isso, vai também valorizar. Valorizar o precioso sacrifício do mestre e esforçar-se por não cair mais em pecados.
Importante é também que todos os dias venhamos a celebrar Jesus! Celebrar que Ele veio até nós, que Ele se fez homem e morreu por nós; celebrar que ao 3º dia Ele ressuscitou dentre os mortos! Aleluia. Precisamos cantar os hinos que falam de Jesus com muita alegria! Não podemos passar um dia sequer sem meditar em tudo que Jesus fez por nós, sem reconhecê-lo, celebrá-lo e valorizá-lo por tudo que fez.


3. A obra do Espírito Santo.

Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio”. Gl 5:22.
A natureza humana, contaminada pelo pecado é terrível! Porém, quando entregamos nosso coração à Jesus o Espírito Santo passa a morar em nós e nosso espírito humano é feito uma nova criatura! E apenas através deste relacionamento entre o Espírito Santo e nós que os adjetivos supracitados podem ser manifestos em nossa vida!

Reconheça, que sem o Espírito Santo, o amor é apenas interesse, desejo.

A alegria é tão somente passageira, circunstancial.

A paz não existe, o que domina é a ansiedade.

A paciência é 'até ali', e quando o limite é excedido uma avalanche de ações precipitadas é iniciada; sempre terminando em danos.

A amabilidade, às vezes até aparece com os de fora, mas é impossível de ser mantida com as pessoas de nosso convívio diário.

A bondade é apenas uma máscara moral, abrigando um coração maldoso cheio de tramoias malévolas.

A fidelidade é apenas quando existe conveniência.

A mansidão é apenas uma capa usada onde o protocolo exige, mas quando alguém 'inferior' nos ofende lá se vai a dona mansidão.

E o que dizer do domínio próprio? Sem o Espírito Santo, o que se consegue é mascarar um controle através de esconder a personalidade em técnicas de meditação e concentração, nada que funcione para um dia a dia normal.

Precisamos reconhecer isso! Precisamos acordar para esta realidade e valorizar a obra e a Pessoa do Espírito Santo em nossas vidas! Dê valor para Sua presença! Celebre o Espírito Santo com palmas, gritos, canções; mas reconheça, valorize e celebre o Espírito Santo.

4. O teu discípulo.

Ao contrário do que se pensa lá fora, aqui na Igreja é diferente. No MDA, o discipulador é servo do discípulo. Veja a explicação de Jesus. “Quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo; e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo de todos. Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. Mc 10:43-45.
Alguns modelos 'novos' de discipulado deram problemas justamente por isso. Colocavam o discipulador na posição de senhor e os discípulos na posição de escravos. Porém Jesus deixou claro que o mestre, o discipulador está ali para servir, para trabalhar em prol do bem dos discípulos e não para sugá-los e ficar lhes exigindo honrarias e tapetes vermelhos. Aliás, ao invés de exigir um tapete vermelho, Jesus pegou uma toalha, lavou e enxugou OS PÉS dos discípulos. É claro que é normal que os discípulos queiram servir seus mestres, como Eliseu servia Elias...
Como discipuladores, estamos ali para promover o discípulo. Reconhecer que Deus tem planos maravilhosos na vida dele. Valorizar cada um dos aspectos de sua vida e celebrar com muita intensidade cada conquista!
Não fique naquela expectativa de qual presente teu discípulo trará naquela semana. Não fique magoadinho se ele contar que outra pessoa o edificou. Não se ache o 'dono' do discípulo. Se ele não te tratar como você espera que ele te trate humilhe-se! Lembre-se, você está ali para servir e não para ser servido.

5. A pessoa do teu discipulador.

Vamos para o outro lado da moeda.
Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês. Hb 13:7.

Reconheça que teu discipulador tem doado no mínimo 1h por semana para estar contigo! Se você quer saber o que é importante para uma pessoa veja o que ela faz com o seu tempo. Reconheça! Reconheça as ligações que ele já te fez, os livros que te emprestou, os conselhos e que todos os dias teu discipulador tem orado por ti, tem de dado cobertura espiritual, tem te protegido dos ataques das trevas!
Quantos abacaxis você já pediu para ele te ajudar a descascar? Pense um pouco em quantos caminhões de problemas e pecados você já despejou sobre ele? Reconheça isso!
Não apenas reconheça, mas valorize. Quem valoriza honra! Não trate o teu discipulador como se ele fosse qualquer um. Quem reconhece valoriza! Trate-o com dignidade, com privilégio, com honra, com fidelidade, com muito amor!
Celebre o teu discipulador! Faça uma comida gostosa para ele! Dê um presente, compartilhe as bênçãos! O que está sendo instruído na palavra partilhe todas as coisas boas com quem o instrui”. Gl 6:6. Se entre vocês semeamos coisas espirituais, seria demais colhermos de vocês coisas materiais”? 1Co 9:11 Ensino este princípio não para que receba presentes e comidas gostosas, até porque, já temos recebido tudo isso de nossos discípulos. Ensino porque é Palavra de Deus e obedecendo-a as bênçãos cairão sobre sua vida.
O fato dele te dar tanta liberdade e te tratar como um filho, nunca deve fazer com que você não o honre como deve. Bata na porta! Peça 'por favor', use 'senhor(a)' em público, obrigado, me permita... Não deixe a intimidade do relacionamento levar você a não valorizar teu discipulador.

E para aqueles que acham que o discipulador não merece... Meu querido, a questão não é se ele merece ou não. A questão é como VOCÊ deve ou não agir! Entendeu? Sendo o discipulador excelente ou medíocre, se você o reconhecer, valorizar e celebrar como a Bíblia ensina, Deus o recompensará por isso! E quanto a ele? Bom, isso é entre ele, os líderes dele e Deus que tudo vê e julga corretamente. Se houver abuso, converse com ele e peça que irá procurar o discipulador dele.
Lembrando que Geazi teve um bom discipulador, Eliseu, mas não foi um bom discípulo. Já Davi teve um péssimo discipulador, Saul, que inclusive queria matar Davi, porém se saiu um excelente discípulo.
Talvez você nunca terá o discipulador que deseja mas tenha certeza que Deus sempre te dará o discipulador que você precisa!


6. A importância de cada familiar.

Quero começar falando com você jovem. Sabe, muitas vezes só nos damos por conta que deveríamos ter reconhecido mais nossa família quando já não temos mais tanto tempo e condições de valorizá-los e celebrá-los.
Eu vivi muitos bons momentos com minha família enquanto morei com eles. Mas se eu tivesse uma noção mais clara, de que aos 18 anos sairia de casa e depois daquilo pouco convívio teria com eles, com certeza eu teria vivido mais intensamente cada dia com eles. Será que você tem reconhecido seus pais, valorizado e celebrado seus pais, irmãos, avós, tios...?
Você que já é casado. Pense bem, teus filhos um dia vão crescer e ter suas próprias famílias. Talvez até venham a morar longe de ti. Será que você tem reconhecido teu cônjuge como a pessoa mais importante do mundo? Provavelmente ele é ou será a pessoa que mais anos viveu contigo. Valorize o fato dele estar te suportando! Celebre cada dia o amor!
Passe tempo com aquela vovózinha, passe tempo com seu irmão, bata aquele papo com o teu tio. “Se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente”. Tm 5:8.
Procurem ter tempos especiais em família!

7. A importância de sua célula.

Reconheça que tantas vezes você estava triste, cabisbaixo... Até que foi para sua célula e lá o Senhor falou contigo! Lá você encontrou alguém para te ouvi, para te ajudar!
Valorize sua célula, cuidando para não perder nenhum dia, para ajudar, convidando, doando...
Celebre sua célula! Quando aqui dizemos o nome de sua célula na hora dos avisos; CELEBRE ELA! Festeja a bênção de poder ter uma célula!

8. A importância do teu líder de célula.

Se você ainda não é líder de célula, me deixe te contar um pouco como é... É um estado permanente de atenção. O líder de célula fica o tempo todo atento aos passos de cada um dos irmãos da célula, fica em oração e cada dificuldade que eles enfrentam, lá está o líder de célula em seu quarto orando. Às vezes o líder nem se dá conta do porque, mas sente um peso, um desconforto, uma luta... Sim, são os demônios planejando atacar alguém da célula ou ela mesma em si.
E se a pessoa que iria levar o lanche fura... Lá vai o líder levar o lanche. Ao mesmo tempo, precisando tomar decisões, por outro lado, querendo fazer todos parte. Se a pessoa da palavra se atrapalha, lá vai o líder auxiliar. Se alguém se atrapalha e erra, o líder contorna a situação para não prejudicar o crescimento da pessoa e nem da célula e depois, com todo carinho trata quem errou...
E quando tudo finalmente está 100%, quando as coisas realmente estão dando certo, aí... Aí o a célula se multiplica e começa tudo de novo. Não merece reconhecimento este cidadão?
Valorize o seu líder de célula! Honre ele, preste homenagens, fale bem dele em público. Celebre a presença dele. Festeje com ele, afinal ele tem batalhado por ti! E se for possível até mesmo ofereçam-lhe regalias... Por que não?

9. A importância dos pastores.

Sobre isso novamente, quero falar me referindo muito a nossos queridos presidentes a nível de estado e mundo. Afinal vocês tem sido muito amorosos conosco.
Se liderar uma célula já envolve todo este nível de batalha espiritual, imagine agora o que é ser o pastor de uma igreja, o pastor de um estado, o pastor geral da igreja! Pense um pouco da responsabilidade, as lutas, os desafios e as batalhas dos Enke e dos Scheidt.
Precisamos dar valor a tudo isso que eles tem feito.
E precisamos celebrar muito quando eles estiverem conosco! Orar sempre por eles.

10. A necessidade de ganhar os perdidos.

Precisamos reconhecer que as pessoas estão perdidas. Muitas e muitas pessoas, se morressem hoje seriam lançadas no lago de fogo e enxofre.
Devemos dar valor a cada uma delas; não tratá-las apenas como números. Existem estatísticas que apontam para um número de 40 milhões de desviados no Brasil. Isso não tem cabimento, precisamos ganhar e consolidar cada um. Valorizar cada pessoa. Ter paciência, saber que nenê faz cacaca.
E quando a pessoa se converter? Ué, você não ora 'seja feita a tua vontade assim na terra como é feita no céu'? Então veja como é no céu:
Eu lhes digo que, da mesma forma, haverá mais alegria no céu (maior júbilo) por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se". Lucas 15:7
Maior júbilo, festa no céu, mais alegria... Quando um pecador se arrepende! Quer realmente agradar a Deus? Quer fazer uma festa no céu? Ganhe vidas para Jesus!

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...