(In)Dependência ou Morte


   Será que a independência é algo bom? Depende muito do ponto de vista e sobre o que estamos falando. Nesta mensagem, aprenda a ser independente do pecado, das trevas, do mal; porém completamente dependente de Deus! 
   Ouça e reflita: Será que você ora, adora, serve... Como alguém livre ou como alguém que ainda está preso na escravidão?



 Ops, parece que tem alguma coisa errada no título desta mensagem. Estamos no dia 7 de setembro de 2014, logo, o grito 'correto' deveria ser 'independência ou morte'.
Não sou contra a independência do Brasil, alias amo muito este país, creio que os melhores anos do Brasil já estão quase começando! Porém, sabemos que a independência não começou da melhor maneira. Foi um processo truncado, difícil. Com divisões e desonra a familiares, sangue derramado e muita maçonaria até que o Brasil fosse não somente independente, mas tudo que vemos hoje. Porém, as coisas começam a mudar de forma mais intensa, agora que somos 50 milhões de evangélicos, aproximadamente 25% da população! Com tantos evangélicos daria para povoar 16x nosso vizinho Uruguai!

Para os EUA e Coréia do Sul por exemplo, a independência foi um grande alívio.

Em outros casos, ela pode ser um grande problema. Imagine se a Guiana Francesa resolvesse pela independência?

Agora imagine um povo, uma nação inteira, viver dentro de outro país, fora de seu território. Foi o que aconteceu com o povo de Israel. Jacó e seus filhos foram morar no Egito nos dias em que José era o governador. Apenas 70 pessoas. Porém, 400 anos se passaram. E de 70 pessoas se tornaram mais de 2 milhões.

Dentro do Egito procuravam manter suas tradições e sua fé. No começo isso foi bem fácil, já que o super José era o governador. Tinha salvado o Egito de uma grande crise de alimentos e transformado aquela nação na mais poderosa do mundo. Porém...

Então subiu ao trono do Egito um novo rei, que nada sabia sobre José”. Êxodo 1:8

Mas como? José tinha sido 'o cara' do Egito. Tudo indica que José se tornou governador do Egito no período em que esta nação havia sido dominada por um povo estrangeiro, os Icsos. Dá pra perceber a diferença em um Faraó que recebe a bênção de Jacó para outro que não queria nem que Moisés olhasse em seus olhos. Eles foram chegando de mansinho até que se tornaram numerosos e poderosos e tomaram o governo do Egito. Quando os Egípcios derrotaram os Icsos e voltaram ao poder, estavam temeroso que o mesmo acontecesse novamente, afinal, agora outro povo estrangeiro estava crescendo dentro de seu país, os hebreus. O que fazer?

Estabeleceram, pois, sobre eles chefes de trabalhos forçados, para os oprimir com tarefas pesadas. E assim os israelitas construíram para o faraó as cidades-celeiros de Pitom e Ramessés.
Todavia, quanto mais eram oprimidos, mais numerosos se tornavam e mais se espalhavam. Por isso os egípcios passaram a temer os israelitas, e os sujeitaram a cruel escravidão. Tornaram-lhes a vida amarga, impondo-lhes a árdua tarefa de preparar o barro e fazer tijolos, e executar todo tipo de trabalho agrícola; em tudo os egípcios os sujeitavam a cruel escravidão”. Êxodo 1:11-14

Como era aquela vida de escravo? Para o povo que recebera já tantas promessas de Deus, agora ser escravo?

Sabemos que Deus levantou Moisés e usando este tirou o povo de Israel do Egito, abrindo o mar vermelho. A Bíblia também ensina que esta é uma ilustração do que acontece em nossa conversão. Saímos da velha vida, passamos pelas águas do batismo e partimos em direção das promessas. Porém, não bastava apenas tirar os hebreus do Egito, era necessário tirar também o Egito de dentro deles! Pense bem. Meus antepassados chegaram por volta de 1824. Depois de 190 anos não podemos mais dizer que somos 'alemães'. Apesar de alguns costumes e tradições em 190 anos nos tornamos legítimos brasileiros. E daqui 210 anos, será que vai restar em meus descendentes algo 'germânico'? Creio que não, não mesmo.
Embora os hebreus resistissem firmes em sua identidade de povo, de fé e culturas, muito do jeito de ser egípcio foi entrando dentro deles. Já não eram apenas hebreus morando no Egito. Eram hebreus aculturados no Egito.
Não tenho nada contra o Egito atual. Inclusive o Asaph Borba, gaúcho de Porto Alegre, tem estado lá algumas vezes com muitas pessoas adorando Jesus. A co-relação do Egito com pecado, mundo, escravidão é uma referência história àquele período.

Canções.

Como eram as canções dos hebreus depois de 400 anos? Agora escravos, creio que suas canções enfrentavam dificuldades para ser alegres.
E como são as canções no mundo hoje? Sobre traição, promiscuidade sexual, orgias, drogas... Misericórdia. Por isso que logo que uma pessoa se converte, ela não quer mais ouvir as canções do Egito, logo abandona todas aquelas músicas e troca por outras!
Como você canta? Canta com pouco empolgação? Canta desanimado?
Ei, e como será que eram as canções deles logo que atravessaram o Mar Vermelho?
Ah meu querido, não economize na hora de adorar, não seja econômico no que toca a celebrar ao Senhor! Use suas forças nisto! Você era estravo de Satanás, você estava preso nas trevas... Porém Jesus te libertou, Jesus te libertou, CELEEEBREEE!
Antes você era igual um cachorro. 'Como assim pastor'? Como age um cachorro quando seu instinto percebe uma cadela no cio? A pessoa no mundo se move por prazer, dinheiro e glória. Quando você era do mundo, uma ou algumas dessas coisas te governavam.. Porém agora você é livre em Jesus. Então cante com vontade! Adore com vontade!

Orações.

Como será que eram as orações do hebreus quando sob escravidão? Tudo indica que orações de lamento: 'Ouviu Deus o lamento deles e lembrou-se da aliança que fizera com Abraão, Isaque e Jacó'. Êxodo 2:24
Mas hoje você é livre, Jesus te libertou! Como são tuas orações?
Sabe como Jesus orava enquanto aqui na terra? Durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão. Hebreus 5:7
Por que tuas orações deveriam ser diferentes das de Jesus? Jesus orava em ALTA VOZ.
Entendo que existem diferente tipos de oração. Porém, a oração coletiva da Igreja deve ser uma clamor. Significado de Clamar: v.t. Proferir em altas vozes; gritar, bradar. / Implorar, suplicar, exorar. / Reclamar, exigir. / &151; V.i. Soltar altas vozes; gritar. / Vociferar, bradar.
CLAME ao Senhor. Você não é mais um prisioneiro das trevas; não é mais escravo do pecado! Quando nos reunirmos aqui no culto, nas reuniões de oração... Levante sua voz como alguém que é livre!

Apascentar.

Os egípcios não gostavam de pastores. Criar ovelhas para eles era algo impuro e os pastores também. Não admitiam nem mesmo comer na mesma mesa onde um pastor estivesse comendo.
O mundo não gosta do aprisco, não gosta das ovelhas, não gosta dos pastores. O mundo não gosta da Igreja.
Mas hoje você é livre para ser pastoreado, livre para ganhar muitas almas e cuidar muito bem de cada uma delas!

Barba.

Para os judeus a barba era um sinônimo de honra, compromisso, palavra, respeito, credibilidade. Porém no Egito, a regra era raspar.
Na escravidão do pecado, não existe compromisso com a palavra, com a honra e nem com a moral. Mas você não está mais no Egito, você é livre para ter caráter!

Face de Deus.

No Egito, Faraó se considerava deus. Exigia que as pessoas não olhassem diretamente para ele. Porém você já passou o Mar Vermelho. Em Jesus, podemos ver a face de Deus!
No Egito deus era um ser temperamental, cruel e de quem deveria se ter medo.
Em Jesus Deus é acessível, Deus é amor!

Tire esse Egito de dentro de ti meu queridão! Você pode ter um relacionamento pessoal com Deus! Deus é amigo!

Mar Vermelho.

Mas para que tudo isso seja uma realidade em sua vida, você vai precisar encarar o Mar Vermelho. Apenas pessoas de fé tem coragem para encarar esse Mar. Pessoas sem fé não tem coragem de descerem ao Batismo nas águas. E sabe de uma coisa? Ninguém sai do Egito sem passar por essas águas.
Se você já entregou sua vida a Jesus e já teve oportunidade de ser batizado nas águas, porém ainda não foi, então você está pecando! Você está na beira do Mar, fugindo de um lado para o outro com os egípcios atrás... Só tem um jeito meu querido, você precisa passar pelas águas do Batismo!
Nossa Canaã é a vida do Cristão depois de batizado nas águas e no Espírito Santo e o céu é o céu ora! Os exércitos do inimigo cercaram o povo à beira do mar. Só existiam duas opções. Voltar ao passado, ao Egito, sabendo que a morte era o destino mais provável. Ou ir em frente, encarar o impossível, morrer para aquela antiga vida, ressurgir como um ser livre do outro lado!
Quer romper de vez com a antiga vida? Tenha coragem de descer as águas.
Quando eles decidiram atravessas, o exército furioso veio atrás deles, parecia que ia alcançá-los... Porém morreram afogados.

O Deserto

Era uma caminhada de 40 dias até chegar em Canaã. Porém, ao perceberem os primeiros dias de dificuldade murmuraram, se rebelaram contra Deus e o líder deles, Moisés. Não perseveraram e por causa de seus pecados, a caminhada aumentou para 40 anos!
Quando Jesus entregou sua vida na cruz, a Igreja iniciou uma caminhada um pouco mais longa, de 50 dias. Após 40 anos Israel atravessa o Jordão. Depois de 50 dias a Igreja recebe o Batismo no espírito Santo. Porque para conquistar tudo que Deus tem para ti nesta terra, somente com este revestimento de poder!
Ser batizado nas águas é o básico, é o que todos devem fazer logo que se convertem! Agora o batismo no Espírito Santo é para aqueles que tomam a decisão de perseverar mesmo em meio as dificuldades, para aqueles que não desistem, para os que não são rebeldes, mas sim a Deus e as lideranças... O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO É PARA QUEM TEM FÉ!

Não é para quem se acha um gafanhoto perto das adversidades! É para quem diz 'Eia, subamos e a conquistemos'! Aleluia!
Quer receber o Batismo do Espírito Santo? Vença a cultura da derrota, a cultura do medo, vença a cultura do comodismo, vença seus hábitos e desejos mundanos!

Leite e Mel.

Quando cumprimos a vontade de Deus, o que nos resta é desfrutarmos de suas bênçãos. Ele ama honrar filhos obedientes. E para nós? Existe uma terra chamada Canaã? Sim! Se chama Cristal! Cristal é nossa Canaã!
Os seus lábios gotejam a doçura dos favos de mel, minha noiva; leite e mel estão debaixo da sua língua. A fragrância das suas vestes é como a fragrância do Líbano. Cânticos 4:11.
Cântico dos Cânticos, ou Cantares, não são apenas poemas e declarações entre Salomão e a Sulamita. Existem ali também revelações em relação a Jesus e sua Igreja. O lugar de bênção e prosperidade é o lugar que Deus tem para nós. Eu sei que minha Canaã hoje é Cristal! E você? Através de nós Deus abençoará esta cidade, pois debaixo da língua da Igreja está a prosperidade!

Levante um clamor!

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...