Cientistas não acham 96% do universo e os cristãos que são burros?

Nunca fui normal. Você já deve saber disso. Quando pequeno, aprendi a questionar. Não acreditava na existência do impossível. Por isso gastava muito tempo conversando com meus amigos imaginários: Eles acreditavam em mim!
Certo dia pensei: “E se tudo isso não existe”? Parece uma pergunta idiota. Porém gastei alguns anos pensando sobre isso em minha infância. Lembro-me de estar brincando na areia com meus carrinhos e meditando nisso. “E se tudo não passa de um sonho de um gigante, que por sua vez é apenas o sonho de um gigante maior e assim sucessivamente”? “O que prova que eu existo”? Bom, realmente isso me intrigava. Então tive uma ideia. Se eu não esquecesse quem eu era, não deixaria de existir. Ou seja, eu era uma soma de raciocínio e memória. Raciocínio para avançar, memória para mantar a essência. Então escrevi em uma folha “não esqueça de ser você mesmo” e colocava do lado da minha cama ou pendurava no roupeiro. Assim, a cada dia eu alegremente olhava a folha e lembrava de ser eu! Foi assim que não deixei de existir. Ou melhor, foi assim que decidi que deveria lembrar de todas as coisas. Passei a crer indiscutivelmente que tudo que já vivi está gravado na minha mente e não pode ser apagado, emergindo no tempo certo para o consciente.
Com 11 anos, com o incentivo de um amigo, desenvolvi o projeto de um carro a gás. Não conhecia nada de mecânica automobilística. Morava em uma cidade do interior, não fazia muito tempo que tinha banheiro e TV a cores. O modelo do carro não tinha absolutamente nada em comum com os motores convencionais. Infelizmente, tal invento submergiu no oceano das lembranças e aquele Sidinei esqueceu de ser ele mesmo. Mas eu lembro, lembro-me que esqueci o modelo que desenvolvera, no dia em que descobri como funcionam os carros atuais. Sim! Foi o saber que me tornou mais burro! Se por um lado o novo é a reorganização do antigo, é justamente isso que nos limita. Ter o foco no que existe nos impede de criar o que não há!
Bom, passou mais um tempo e tentava explicar para meu pai, que as coisas não existiam. Que na verdade era partículas movimentando-se de forma tão intensa que criavam a ilusão da matéria. Ele não acreditou. Deixei meu professor de química intrigado, ao sugerir que a terra necessariamente precisa aumentar de massa pois recebe energia do sol em quantidades gigantescas a cada dia e também que um gerador de eletricidade gera um desequilíbrio eletromagnético no local onde está funcionando. Também não consegui o apoio dele.
Então ali estava eu, um cara crendo que quase tudo que existe não existe como pensamos e que a energia “pesa”. Pois bem, agora a pouco assisti um documentário onde estudiosos afirmava que 96% do universo “não existe” ou é preenchido por algo desconhecido. Ah, finalmente alguém pra concordar comigo! Segundo eles 4% do universo é formado de átomos, 21% de “matéria negra” e 75% de “energia negra”.
Ok meus queridos, vou explicar então. Está tudo nas Escrituras! Como subestimam a Bíblia! Qualquer pessoa que deseja tornar-se sábia deveria lê-la. Vejam só: “Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem”. Hb 11.3. Pronto! Palavra não tem corpo, mas coordena o invisível (que talvez até possa ser as tais matéria e energia negra) de modo que gera o visível!
Existem seres e regiões celestes (Ef 6.12; Ef 1.3). Existe uma realidade além de nossa dimensão natural com a qual podemos interagir e que conosco interage. A realidade espiritual governa sobre a dimensão natural. Dois corpos podem sim ocupar o mesmo lugar. Uma pessoa pode estar cheia do Espírito Santo ou ser habitada por demônios. Isso está além da sabedoria humana. Ela pode descobrir que algo está faltando, porém dificilmente descobrirá que se trata do mundo espiritual.
“Encurralamos a partícula de Deus” dizem eles. Coitadinhos!
Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste. Cl 1.13-17
Não somente tudo foi feito por intermédio de Jesus como também tudo subsiste n’Ele! Ou seja, se Cristo deixasse de existir, tudo deixaria! Rudemente, poderíamos dizer que Ele é a mesa sobre a qual esse castelo de cartas, chamado universo está construído.
Posso ter ideias excêntricas e muitos defeitos. Agora, não sou tão burro a ponto de sequer ter um pingo de dúvida sobre a existência e soberania de meu Senhor Jesus. Eu creio em  Jesus, eu creio nas Escrituras. Sim, Jesus é fiel, amém.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...