Onésimo e Cláudio: Um diálogo engraçado

Onésimo: - Olá! Está animado hoje?
Cláudio: - Ah se você soubesse o que estou passando, não faria esta pergunta.
Onésimo: - Pois faço sim! Somente os animados podem prosperar na vida!
Cláudio: - Ficou louco Onésimo? Você agora vai começar a pregar que devemos estar o tempo todo alegrinhos? Que não podemos ficar tristes em meio às desgraças? Que é pecado ficar desanimado e que todos devem prosperar?
Onésimo: - Ei, ei, calma ai. Vamos por partes:
Primeiro: Você deve sim estar animado! Quando vemos uma pedra não dizemos que é um “objeto inanimado”? Somos seres animados, portadores de alma e podemos ficar animados no Senhor, como ficou Finéias (Nm 25.11). “Ânimo” significa “alma”. “Desanimado” significa perder o ânimo, ou seja, perder a alma! Em outras palavras, quem fica desenxabido da vida, está desalmado. Ou ainda, está inanimado, incapaz de reagir, passivo ao que se passa ao redor. E quem não age é levado pelas correntezas em direção ao precipício.
Segundo: Prosperar está relacionado a muitas áreas, não significa necessariamente enriquecer. Está relacionada a aprender a viver, ter sabedoria, longevidade. Inclusive a ter uma próspera animação, uma alma próspera (3Jo 1.2).
Terceiro: Devemos tomar cuidado quando dizemos que algo é uma “desgraça”. Graça é um favor, um presente, o que recebemos. Uma desgraça seria o contrário disso. A menina vai atravessar a rua e um rapaz, salta e salva a menina, ficando ele mesmo debaixo do carro. Isso é graça. O rapaz vê a menina sendo atropelada e prefere não fazer nada. Isso é uma desgraça. Não concedeu o favor, o presente (gratuito), a graça. Note que neste caso, a graça é “grátis” apenas para a moça, para o rapaz tem um alto preço. Pois bem, na vida, em relação a Deus, desgraça seria Deus abstendo-se de favorecer (dar favor) a alguém. O caminhão chamado morte eterna iria nos atropelar, ele pulou na frente e morreu. Ressuscitou e agora vai casar com a mocinha que salvou. Um ato de pura graça!
Boa parte das coisas ruins que nos acontecem não são desgraças, mas, consequências de nossos erros, recompensas merecidas por nossos desatinos. Essa é a diferença entre, o que vou chamar de “problemas”, na falta de uma palavra melhor e desgraças. Os problemas são consequências merecidas de nossos erros. As desgraças são a ausência dos presentes imerecidos que receberíamos.
Cláudio: - Bom, então neste caso como saber o que é graça e o que é desgraça? Quando tenho um problema e quando estou desfavorecido?
Onésimo: - Isso pode ser medido a níveis pessoais e coletivos. Os hebreus sofreram algumas desgraças, perdendo guerras que poderia ter ganhado se o Senhor tivesse lutado com eles. Mas não lhes concedeu este favor porque foram em rebeldia (Nm 14.39ss). Deus também permitiu a desgraça do cativeiro, permitindo que seu povo fosse levado para a Babilônia e o país destruído. Porém, a desgraça da nação foi graça individual, afinal, o Senhor ofereceu a eles oportunidade de arrependimento. Morros que desabam, enchentes que destroem podem sim ser juízo de Deus, ou meramente, consequência de nossos descuidos (o que é muitas vezes). Entretanto para muitos, os desastres coletivos, serão oportunidade de graça individual, oportunidade de nascer de novo, de repensar a vida, de crer na soberania do Senhor.
Cláudio: - Você está louco! Diga isso a quem perdeu tudo!
Onésimo: - Digo sim. Para quem perdeu tudo só resta ter fé e esperança na graça! Que alguém sem desejar receber nada em troca lhe auxilie. Não é o que acontece? Pois também o Senhor estende suas mãos, que somos você e eu, para levar salvação que se manifeste desde hoje, reestabelecendo vida e dignidade. Somos a mangueira que Deus usa para levar água aos sedentos. Mangueira suja, que um dia carregou esgoto, mas que com o passar da água limpa vai sendo purificada. No início larga ainda alguma sujeira, todavia depois melhora. Como esse discurso que te faço querido amigo, que talvez tenha algumas sujeiras ainda, entretanto tenha esperança que estas águas correntes hão de purificar-me. E endireitar as tuas pernas, para que a cada dia prossigas no caminho.
Cláudio: - Está certo irmão, vamos confiar que a graça a de nos limpar e animados no Espírito Santo, sejamos canal de vida por onde quer que passemos. Que a graça do Senhor, te permita ser cada dia mais útil.

Veja e divulgue no scribd NESTE LINK

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...