Pentecostes pra que? - Reação em Cadeia #02

Esta é a segunda mensagem da série "Reação em Cadeia". Através deste sermão, somos exortados a viver o sacerdócio universal, fazendo assim cada um a sua parte para que ocorra avivamento. Também aqui é feito um confronto entre o que era ser pentecostal no início da igreja e o que se tornou hoje. Será que os crentes se entendem? Será que os não cristãos entendem a Igreja.

Download: 4shared mediafire


       Texto Base: Gn 11.6 “Eis que o povo é um, e todos têm a mesma linguagem. Isto é apenas o começo; agora não haverá restrição para tudo que intentam fazer”.
“Em time que está ganhando, todo mundo quer jogar”. Já diz o ditado.
Em Gn 11.5, a Trindade reconhece que os homens unidos podem fazer coisas grandiosas. Ele os confunde para que não avancem com seus intentos malignos.
Em At 2, novamente os homens estão unidos, porém agora o proposito não é construir uma torre que chegue até os céus. Mas a Igreja de Jesus. Por isso o Senhor dá novamente para os homens o que em Babel havia tirado. A capacidade de se entenderem e serem um.
At 2.6: “Quando, pois, se fez ouvir aquela voz, afluiu a multidão, que se possuiu de perplexidade, porquanto cada um os ouvia falar na sua própria língua”.
Deixe-me abrir um parêntese antes de continuar falando sobre a Igreja. Sua família tem essa capacidade de se entender? Se não tem, está na hora de acontecer um pentecostes em sua casa! Onde acontece pentecostes, surge compreensão, cooperação e sinergia[1]. “Cinco de vós perseguirão a cem, e cem dentre vós perseguirão a dez mil” Lv 26.8. Porque pentecostes é descida do Espírito Santo confirmando que o Sacrifício de Jesus na cruz foi aceito pelo Pai.
Se não haveria mais limites para o que os homens de Babel poderiam fazer, antes de serem confundidos, logo, não há limites para o que a Igreja de Jesus, restituída da capacidade de se compreender pode fazer!
Mas às vezes parece que não é assim. Às vezes parece que justamente a Igreja que deveria ser a sociedade mais unida do mundo, não está caminhando no mesmo propósito. Será que os cristãos se entendem? Será que os perdidos nos entendem?
Eu sou pentecostal. E amo o movimento pentecostal. Tanto o primeiro, que aconteceu na Igreja Primitiva quanto o dos EUA. Na faculdade riam da minha cara por ser pentecostal, por crer no transcendente. Porém, o movimento pentecostal hoje, perdeu sua principal essência: Unidade (compreensão). Agora não haverá mais barreiras! Temos o poder do Espírito Santo para que nossas vidas e a dos que estão ao nosso redor sejam transformadas. Porém, o que vemos são dois grandes grupos. Um é o das pessoas que se rendem ao crescimento ‘gospel’ e entram na onda, se tornam ‘evangélicas’ por praticidade e modismo: Todavia não nascem de novo! Tem uma pequena melhora aparente, externa, um pequeno concerto na vida humana quebrada e falida, não uma Vida Nova. E os outros, que se tornam resistentes, acreditando que os crentes são chatos, duas caras, sem caráter, pilantras... Pensando que os evangélicos apenas o são para se esconder (o que realmente muitos o fazem).
É cômodo ir a um culto e ouvir “assim diz o Senhor”. E creio que isso realmente acontece e que às vezes realmente é Deus falando. Porém a maior parte do tempo não é Deus falando! A Bíblia diz que Satanás se faz de anjo de luz! Fala que viriam falsos cristos e falsos profetas. Mt 24.24 “Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos”. Fala que pessoas curariam enfermos e expulsariam demônios usando o nome de Jesus e depois iriam para o inferno ouvindo Jesus dizer que nunca os conheceu!
Mt 7.20-23 “Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis. 21Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? 23Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade”.
Por isso, muito cuidado antes de sair colocando a cabeça debaixo da mão de qualquer um! Quais são os frutos dessa pessoa? Essa cidade padece de um mal terrível: A religiosidade. Uma fantasia inconsequente. Conversos por modismo e conveniência. Digo mais, o Brasil atual padece deste mal.
Criticamos os políticos, dizendo que só saem ao pleito pelo dinheiro e não pelo desejo de servir o povo. Entretanto a maioria que está nas igrejas hoje faz igual. ‘Se converte’ apenas pelas vantagens!
Convertem-se apenas por escutar sobre como ‘prosperar’ e muitos outros porque receberam uma ‘profecia’. Nem se importam em, como ensina a Bíblia, julgar a profecia e ver se ela vem de Deus, do Diabo ou do espírito humano. Não querem orar, ler a Bíblia, Jejuar. É mais fácil receber tudo pronto dos ‘ungidões’. Esse tipo de coisa NÃO É IGREJA! IGREJA É CORPO DE CRISTO ONDE TODOS TRABALHAM! Onde existe RELACIONAMENTO com Jesus SEM COBRANÇA! ESCRAVO NÃO COBRA!
Essa piora progressiva na politica é reflexo do que somos hoje, antagonicamente, um estado cada dia mais laico (secular) e cada dia mais ‘gospel’. Quase 25% de evangélicos, há anos dizendo que o Brasil é celeiro de missões e o que vejo é um povo perdendo seus princípios. Até denominações tradicionais como a AD, beirando a ruína e tendo seus maiores influentes como Silas Malafaia e Marco Feliciano, os quais já admirei muito, estragados por uma mistura da teologia da prosperidade e politicagem. Choro ao escrever isso, pois é a Igreja de Jesus se despedaçando.
Cuidado com quem você ouve! Cuidado com quem forma sua teologia. Teologia não é coisa só para eruditos, queira você ou não, sua teologia irá ser determinante no seu relacionamento com Deus.
Ex. Rapaz que sempre se vestia de amarelo porque lhe disseram que a moça de quem ele gostava amava amarelo. Todos os presentes que dava para a moça eram amarelos. Até que descobriu que ela odiava tal cor.
Como eu estava dizendo, é cômodo e mais fácil ir ao culto ouvir “assim diz o Senhor” do que gastar tempo em oração buscando pessoalmente a Deus. As pessoas querem formulas mágicas e esta não é a maneira do Senhor trabalhar.
É legal sentir um friozinho na barriga e ouvir uma profecia, cair no chão. Até cair endemoninhado tem gente que gosta. Mas, o que tem mudado na vida dessas pessoas ou, o que tem mudado na sua vida depois de tais experiências? Infelizmente, o que me parece é que quando mais profecias e línguas existem em uma igreja, menos moral, menos ética, menos vergonha na cara e pior de tudo, menos Jesus! Algo semelhante aconteceu na igreja de Corinto. Uma igreja com muitos dons, porém tão suja que até um filho chega a ter relações com a madrasta 1Co 5.1.
O que determina se uma experiência com Deus é valida ou não é o que muda em sua vida depois dela, o quanto a mais de Deus passa a existir em sua vida.
Esta é uma pregação sobre avivamento. Estou pregando sobre como ser um pentecostal! Estou falando sobre Poder do Espírito Santo para transformar vidas!
Precisamos então responder algumas questões?
O que é a Igreja? Do que é formada? Qual seu objetivo?
A Igreja é o corpo de Cristo, a Noiva do Cordeiro. É formada por crentes nascidos de novo. Seu objetivo é VIVER-ANUNCIAR o Evangelho, de modo que vidas sejam salvas, libertas e transformadas.
Precisamos permanecer firmes nestes objetivos em unidade.
Como restaurar a Igreja de Jesus? Com Pentecostes!
Avivamento individual sempre resultará em avivamento coletivo, cedo ou tarde!
O que será ‘reação em cadeia’? Serão pequenos gestos meus e teus que desencadearão avivamento nos demais. Um esforço para o coletivo.
Emanuel Kant propôs o imperativo categórico: “Como seria se todos agissem exatamente com eu”? Proponho que cada uma dos aqui presentes, pense o seguinte: Se todos na minha família, buscassem Deus como eu busco, isso seria bom ou ruim? Se todos na Igreja na qual congrego, servissem a Deus como eu sirvo, a igreja iria melhorar ou piorar? Se todos os cristãos em esta cidade, vivessem o Evangelho da maneira como eu vivo, seria uma cidade melhor?
Vamos gerar uma Reação em Cadeia. Da maneira pela qual uma pequena quantidade de fermento leveda a massa inteira, meu desejo não é nada menor do que ver esta pequena comunidade, sento instrumento de Deus para mudar toda uma cidade. Vamos orar por um pentecostes neste local. Onde existe pentecostes existe Vida Nova! Onde existe pentecostes existem pessoas tomando vergonha na cara, pessoas com Vida de Deus em si. Amém.



[1] O princípio da sinergia (trabalho junto) é de que o todo é maior que a soma das partes. Ou seja, um grupo trabalhando em prol de um mesmo objetivo terá resultado maior do que se cada um estivesse trabalhando individualmente.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...