Reforma Familiar

Você sabe que dia é hoje? Hoje, 31 de outubro de 2010. (data da pregação). O que esse dia te lembra? Que fato marcante? Sim, as eleições, afinal, elas podem mudar o Brasil. Porém, esse dia me lembra de um fato que impactou muito mais do que o Brasil. Um fato que aconteceu há 493 anos atrás.
Em 31 de outubro de 1517, o monge alemão Martin Lutero pregou na igreja do Castelo de Wittenberg suas 95 teses, dando início à reforma protestante. Lutero foi expulso da igreja católica por defender que muitas das práticas romanas eram contrárias a Bíblia, assim, começava a surgir a Reforma Protestante.
Como reformar uma família? Comece por você! Leia 2Cr 29.1-11
Quem tem governado você? Quando que você vai assumir o governo de sua vida? Por acaso a Bíblia não nos ensina sobre o domínio próprio? Devemos ser senhores de nós mesmos, termos governo sobre nossas vidas, para que possamos ser governados pelo Senhor. Como o lavrador precisa dominar os bois para conseguir obedecer seu patrão, também nós, dominar nossa vida para poder submetê-la a Jesus. Da mesma maneira o motorista de ônibus, precisa ser ´senhor´ do veículo para que possa então submete-lo ao patrão. Se o empregado faz isso quanto mais o servo!
Sua mãe se chamava Abia. Ezequias não surgira do nada, ele tinha história, família... Assim como você e eu. Eu quero te dizer meu amado, você não está neste mundo por acaso ou desconexo de tudo. Você está ligado a uma unidade humana através de vínculos familiares. Sim, conhecendo ou não sua família, seus antepassados, eles tem grande influência sobre sua vida. Em minha família cultiva-se o costume das genealogias, de modo que sabemos quem são nossos parentes até muito longe. E observando a história deles nos damos conta de como influenciam, nossas vidas até hoje, uma espécie de herança de estilo de vida.
Essa herança pode nos trazer muitos benefícios. Porém, sempre, trará juntamente com os benefícios, malefícios. Geralmente, as coisas já começam errado dentro de casa. Para educar a criança, os pais normalmente recorrem à barganha (faça isso que te dou aquilo), ameaças, mentiras (acabaram as balas), gritos e espancamento (diferente de disciplina). Vemos nossos pais brigando e muitos dos que aqui estão já foram até mesmo espancados e talvez até alguns molestados. Nossa família nos influencia enormemente.
Eu quero hoje te desafiar a pregar suas teses no castelo de sua vida! O que está errado em você que é herança de sua família? Que erros você tem visto em sua família que não quer repetir? Que erros você mesmo tem cometido e vê que muitos outros de sua família também cometem?
Na família de Saul temos um bom e um mau exemplo. Jonatas, filho de Saul, não aceitou a ira de seu pai contra Davi. Mical manteve a postura orgulhosa de seu pai e acabou trazendo sérios prejuízos no seu casamento com Davi.
No versículo 2 vemos que Ezequias “Fez ele o que era reto perante o Senhor, segundo tudo quanto fizera Davi, seu pai”. Davi não era seu pai, mas seu antepassado. Ezequias identificou-se com Davi. Na sua família existem casos assim, onde dizem “você parece seu tio” ou “como você lembra sua avó”? Pior ainda, algumas vezes esta semelhança é constatada em forma de maldição: “Você vai virar pinguço igual o pai”! “Você vai ser uma vagabunda igual sua tia”!
Temos um laço de sangue com nossos familiares. Querendo ou não admitir existe muito em comum. Mas a partir do momento em que recebemos Jesus como Senhor e salvador começamos a lutar para cortar de nossas vidas tudo aquilo que é contrário a Palavra do Senhor. E algumas coisas, parecem tão difíceis de serem vencidas e dizemos: “Mas isso é coisa da nossa família, todos temos esse problema”. Justamente, isso precisar ser quebrado de sua vida! Pregue suas 95 teses na porta do seu coração! É hora de nos apropriarmos das virtudes da nova família a qual pertencemos, a família do Reino de Deus. Precisamos identificar estas falhas, estes defeitos familiares e quebra-los.
Existem espíritos malignos que atuam sobre as famílias, influenciando seus membros ao pecado. Existem famílias sendo corroídas pelo divórcio. Geração após geração pessoas dessa família não conseguem vencer no matrimônio. Outras têm problema com álcool e geração após geração apresenta vários alcoólatras. Em algumas famílias, existe até mesmo uma cultura de suicídio! Outras, facilidade para o vício. Existem ainda famílias sendo destruídas pelo câncer ou outra doença.
Sabemos que isso vem do Maligno, porque veio para Roubar, Matar e Destruir. Existem 3 fontes principais para isto que quero chamar de Maldições familiares.
1.              Genética: Nossa formação genética influencia mais do que imaginamos sobre nós, inclusive nas questão das doenças, não podemos negar isso. No caso da genética, apenas podemos tomar cuidado, pois não existe como muda-la. Exceto por milagre.
2.             Cultura: A família cria uma cultura de pecado. Hábitos pecaminosos dos pais são vistos e repetidos pelos filhos que por sua vez passam para os netos. O sobrinho vê o tio adulterar e adultera. O irmão mais novo vê o mais velho fornicar e ele mesmo acaba mantendo relações sexuais antes do casamento.
3.             Demônios: Os demônios são muito espertos e procuram todas as brechas possíveis para dominar uma pessoa. Muitas vezes, quando um pai falece, demônios que moravam nele procuram os filhos para agora morar. Outras, os pais acabam autorizando o agir de Satanás sobre a vida dos filhos, através de benzeduras, trabalhos, simpatias e maldições.
Existe apenas uma forma de lutar contra essas maldições. O primeiro passo é que você precisa se converter! Precisa entregar sua vida a Jesus Cristo realmente e deixar que Ele seja teu Senhor e Salvador. Feito isso, identifique quais as maldições familiares que você carrega. Quais os pecados que tem seguido sua família geração após geração e agora estão em sua vida?
O segundo passo identificar o problema. Para ser liberto você precisa saber o que ou quem te prende. Qual seu problema? Alcoolismo, vícios de jogo, prostituição, adultério, mentira, roubo, feitiçaria?
O terceiro passo é rejeitar a iniquidade. Como Ezequias que identificou o erro de seus antepassados e os rejeitou (aos erros, não a família). Mesmo se você não pratica estas coisas, mas vem de uma família que as pratica, precisa tomar uma posição espiritual de separação e oposição a estes espíritos familiares. Vamos orar e quebrar todo laço com as trevas no nome de Jesus. Tome posse de tudo aqui que Jesus já fez por ti na cruz!
Êxodo 20.5 nos mostra que Deus visita a iniquidade dos pais nas gerações seguintes. Deus não castiga o filho pelo pecado do pai. Porém, se o filho continuar a viver no mesmo estilo pecaminoso, sofrerá as mesmas consequencias de seus antepassados que assim viveram.
O quarto passo é agir! A lâmpada que deveria ficar dia e noite acesa estava apagada, o povo não estava santificado... Era hora de agir. Ezequias rompeu com a tradição dos reis maus e ordenou que o templo fosse purificado e o culto a Deus fosse restaurado. Também realizou a celebração da páscoa mais impressionante dos últimos anos. Ele se esforçou e agiu!
Agora é sua vez: Este é o dia que o Senhor escolheu para tua libertação. Este é o dia que o Senhor escolheu para que você quebre as maldições de sua vida, sejam culturais ou espirituais. Vamos expulsar estes demônios! Mas lembre-se: “Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos procurando repouso, porém não encontra. Por isso, diz: Voltarei para minha casa donde saí. E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada. Então, vai e leva consigo outros sete espíritos, piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado daquele homem torna-se pior do que o primeiro”. Mt 12.43-45.
Hoje é o dia, de começar uma reforma em sua família. Não repita dos mesmos erros.
Recomendo que ouçam o audio desta pregação que em breve estará aqui disponível, contendo muitos outros exemplos e mais detalhado.
Grande abraço.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...