O capitalismo

Não temos como negar: O sistema econômico que atualmente impera no mundo tem princípios básicos que são totalmente opostos aos princípios de Deus. Quem tem um comércio, anseia pelo aumento das vendas. Para que as vendas aumentem é necessário o aumento do consumo. Então se inicia uma batalha ferrenha de marketing para manipular as pessoas a comprarem o que não precisam. Por isso e para isso, disponibilizam-se linhas de crédito, assim a pessoa não somente compra o que não precisa como faz isso com dinheiro que ainda não tem e pagando o dobro do preço original. De modo que as agencias financeiras não produzindo nada, acabam ganhando muito dinheiro.
Para sustentar esse aumento no consumo, é necessário um aumento na produção. O que vai gerar mais empregos e também maior consumo de recursos naturais. Neste ano de 2010, no mês de agosto já atingimos o consumo de tudo que a Terra teria para nos dar durante todo o ano! Quer dizer que nos próximos meses estaremos esgotando os recursos dos anos seguintes... É o crediário do planeta! Compramos com o dinheiro que ainda não temos o que foi produzido com o recurso de amanhã! E quem compra a prestação sabe o que acontece quando os carnês começam a acumular: Perda de estabilidade e aumento das chances de falência, principalmente em casos de imprevistos. Estamos indo a falência e levando o planeta junto!
Como vimos acima, aumento de consumo gera aumento de produção que gera mais empregos! E como são estes empregos? Para cada três medidas de dinheiro produzidas pelo empregado, paga-se a ele uma, ficando duas para o patrão[i]. O ciclo recomeça, afinal estes empregados chegam em casa muito cansados do trabalho e vão assistir televisão. Ali, aprendem que devem consumir o que não precisam com o dinheiro que não têm e foi produzido com os recursos naturais que seriam de seus netos.
Não é que o povo não queira mudar. Ele não pode mudar enquanto seus olhos não forem abertos! Como disse Jesus: “conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”[ii]. Precisamos parar de ser hipócritas e cessar de dizer que a riqueza de uns não está relacionada com a pobreza de outros[iii]! O povo virou engrenagem de um sistema que favorece poucos. Eis ai uma trágica anedota: Em uma gangorra, sentaram-se dois ou três de um lado e um bilhão do outro, qual foi o resultado? O resultado foram os grandes prédios, cercados pelas favelas. Os belos edifícios, cercados por moradores de rua. História cômica para alguns, trágica para a maioria.
Não defendo sistemas econômicos e muito menos te peço para fazer tal coisa. O problema não é em si o sistema econômico. Pois assim como existe opressão no capitalismo, existe no socialismo e comunismo. O problema está no coração das pessoas que são naturalmente egoístas e desde pequenas dizem: É meu, é meu! E depois que crescem aprendem a dizer: “Me dá, me dá” (Cf. Pv 30.15[iv]). Quando Jesus ensina: “Façam aos outros a mesma coisa que querem que eles façam a vocês” Lc 6.31[v]. Aqui não diz que as pessoas vão nos fazer o que gostaríamos que nos fizessem, entretanto, que nós devemos dar o primeiro passo, tratando os demais com dignidade, respeito e honra inerente a qualquer ser-humano, pelo simples fato, de ser humano[vi].
É muita ignorância achar que não temos nada a ver com a pobreza de outrem! Pense sobre tudo isso, outubro está chegando!


[i] Karl Marx desvendou: o empregador gera seu lucro a partir da mais-valia, que se calcula assim: Produção total do empregado – salário recebido = mais-valia. O empregado produz com seu trabalho R$ 1000 por mês, recebe R$ 600, logo gerou para o patrão R$ 400. Quando o patrão possuir 200 funcionários terá um lucro mensal de R$ 80.000 por mês! Fora isso, o patrão ainda tirará suas despesas na hora da venda do produto, pois colocará sua margem de lucro e se vender a crédito, as cifras tornam-se absurdas.

[ii] Sabemos que a verdade é Cristo e Sua Palavra reflete esta verdade. Se a verdade liberta, a mentira aprisiona. O povo tem vivido pela mentira e é sim dever de dos que professam ser filhos de Deus lutar contra essa realidade de opressão, pois opressão é algo maligno!

[iii] Salomão, rei de Israel enriqueceu muitíssimo, mas, sua riqueza oprimiu o povo. Confira 1Rs 12.4. Também os latifúndios são condenados, como em Is 5.8.

[iv] Versão NTLH, SBB.
[v] Idem.
[vi] Conferir Lc 6.31 ARC.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...