A Poesia de Deus

IS 60.1-2 “Dispõe-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do Senhor nasce sobre ti. Porque eis que as trevas cobrem a terra, e a escuridão, os povos; mas sobre ti aparece resplendente o Senhor, e a sua glória se vê sobre ti”.

Para alguns, este texto fala do final do exílio, para outros, da vinda de Cristo e ainda para alguns, fala-se a respeito das ultimas coisas. Respeito às posições e sei também que alguns fazem uma mescla. O que desejo hoje não é interpretar exegeticamente o texto, mas extrair dele princípios.

Veja que figura interessante. Primeiro é dito “dispõe-te” e depois “resplandece”. Essa é a ordem natural das coisas. Primeiro uma disposição para depois uma ação. Entretanto, resplandecer é uma atitude conseguinte ao esplandecer. Como reluzir ao luzir. Uma careca reluzente é uma careca que brilha por causa da luz recebida. Uma espada resplandecente só o é por causa do esplendor de algo. Todavia uma espada enferrujada não pode brilhar.

Deus deseja que resplandeçamos o Seu esplendor. Que como a lua, mergulhada em meio à escuridão, possamos trazer luz, refletindo a Glória de Deus através de nossas vidas em um mundo que jaz em trevas (1Jo 5.19). Dispor-se é a reação correta em relação ao Esplendor de nosso Deus. Resplandecer é a consequência de quem se dispõe e age, ou seja, resplandecer é a consequência da obediência, do relacionamento com o único que possui luz em si próprio. Quando olhamos para um pássaro cantando na árvore, vemos a glória de Deus resplandecendo. O pássaro está no lugar certo fazendo a coisa certa, aquela que Deus deseja. Quando você e eu não nos dispomos e obedecemos, quando nos estribamos em nossa própria vontade, nos colocamos abaixo da criação. Então que nos disponhamos. Que simplesmente nos rendamos a Cristo em nós (Cl 1.27) e a Glória do Senhor se possa ver sobre nossas vidas. E como é Cristo em nós? É como a lua resplandecendo o esplendor do sol em meio à escuridão da noite, é como o pássaro cantando sobre a árvore, é como o rio descendo o morro... É tudo do jeito de Deus, a Vontade de Deus, a Palavra de Deus... É Jesus em seu sacrifício sustentando a vida, a beleza e a poesia do existir, que, a saber, tem um título, um título comprido: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Jo 3.16.

1 comentários:

Anônimo disse...

Tudo engrandece no Criador. Ele é a luz do mundo e nós somos o mundo e igualmente a luz, se pernmacermos fiéis e firmes na fé. Um belo comentário, igualmente, resplandecente.

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...