O Brilho da Graça

Assim como para haver sol à meia noite é preciso uma inclinação específica da Terra em relação ao Sol; assim as trevas em nossa vida sessarão quando a nossa inclinação em relação ao Pai for à de Cristo e não a de nossa carne.

Assim como para o sol despontar em meio a noite é preciso uma inclinação específica, assim também para que nossas trevas sejam irrompidas pela Luz é preciso que abandonemos nossas próprias inclinações nos submetamos as de Jesus.

Ainda pensando alegoricamente:

O pecado é insignificante ante o Emitente, pequeno em relação ao receptor, mas, entre estes eclipsa a luz.

A saber...

Onde o Emitente é Deus, a emitida é a graça, a lua é o pecado e o receptor o ser humano. O pecado esconde a graça do homem (Is 59.2), mas como a lua, sua sombra não encobre o homem inteiro, a isso, chamamos graça comum, o Sol que nasce sobre bons e maus (Mt 5.45).

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...