Em temor e fé.

A fé é o que nos dá a coragem de colocar os pés sobre as águas e o temor é o que nos impede de transformar isso em glória própria! Se por um lado à fé nos faz crer no impossível, no transcendente, o temor nos leva a sermos fiéis nas pequenas e corriqueiras coisas.

Muitos crescem em fé e operam milagres e prodígios, mas não crescem em temor e assim vendem amuletos evangélicos, sejam lenços, rosas ou até mesmo água. Outros crescem em temor e escrevem com maestria suas obras apologéticas, mas não tem ação! A Bíblia ensina que a fé sem obras é morta pelo simples fato de ela ser o motor propulsor dos atos. Pela fé pregamos, crendo no milagre da conversão. Pela fé oramos pelos enfermos, pela fé inovamos no louvor, tocando rock e no temor fazemos isso para glorificar a Jesus.

Fé sem temor é neo-pentecostalismo, temor sem fé é tradicionalismo. A Fé com temor nos leva a entrar na Missão Integral de Cristo. É a crença de que precisamos nos mover com poder firmemente arraigados na palavra de Deus. A fé ousa, desafia, conquista. O temor protege, se quebranta, se humilha. E como colocar isso na prática?

Na prática essas ribanceiras coordenam o curso do rio de nossa vida. Assim, o filho por fé prega para seu pai, mas em temor o honra. A esposa vive o evangelho para que o marido se converta e em temor se submete a ele. O marido que se converte, busca pela fé conduzir a casa ao evangelho, mas com temor não age com aspereza com os filhos e a esposa.

Em temor respeitamos nossas autoridades, e obedecemos aos chefes. Todavia pela fé, oramos por eles e até mesmo nos oferecemos para orar por cura! O temor a Deus nos faz respeitar o próximo. O temor nos faz entender quando não ir e a fé quando ir mesmo que pareça impossível!

Fé e temor dão as mãos na hora de esperarmos pelo tempo de Deus. Em fé cremos que ele agirá e em temor não agimos. Temor e fé andam juntos para agir em nome de Deus. Em temor não ficamos quietos e em fé vamos ainda mais além. Enfim, a fé e o temor nas devidas proporções nos dão o discernimento para saber o tempo de cada coisa, como agir glorificando a Deus. Fé sem temor é imaturidade. Temor sem fé é frieza.

Em temor evangelizamos, em fé perseveramos e no devido tempo veremos os frutos. Temor a Deus sem fé, na verdade não é temor, é medo! Pois sem fé o único respeito que temos por Deus advém do pavor de sermos punidos por nossos pecados. A fé nos dá esperança de que o Juiz de toda terra em graça nos salvará se nos rendermos a Ele e vivermos em temor a Sua vontade. A fé sem o temor não é fé, é pensamento positivo! Sem temor transformamos Deus em criatura e o dimensionamos ao tamanho de nossa mente... Sem temor, o poder de Deus se limita ao que conseguimos imaginar. Fé em temor, nos leva a crer que Deus é imensurável e que temos uma ideia de quem Ele é através da Bíblia, do caminhar com Ele e do caminhar dos irmãos com o Senhor.

Em temor lhe digo que essas palavras não são mágicas para transformar sua vida e em fé digo que o Espírito Santo pode mudar completamente a história de sua existência! Falando em história, pela fé, cremos que Ele é ‘a-histórico’ atemporal. E em temor nos limitamos a falar do que Ele fez encarnado na história, morrendo em uma cruz para nos perdoar os pecados. Eu tenho fé de que Ele está tocando seu coração através destas palavras e em temor lhe aviso que o tempo é curto! Abandone a ‘pseudo-apologia’ que te leva a ser uma árvore com muitas folhas, linda, mas sem frutos. Abandone o positivismo que te leva a determinar tudo que deseja e se colocar no lugar de Deus. Renda-se ao poder do Sangue de Jesus. Renda-se a Verdade revelada na Bíblia. Renda-se com fé e temor ao Espírito Santo que te conduzirá ao arrependimento, à mudança de vida e assim até os céus... Em temor permita que as lágrimas do arrependimento escoem de teus olhos e em fé creia que Ele as enxugará.

1 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Uma alegria conhecer seu ótimo blog. O Eterno lhe use a cada dia, como voz profética e apologética.

"Nada mais encanta os homens que novos vislumbres da verdade" John Stott.

Medite em Pv 23.23

Nele, Pr Marcello

Visite: http://davarelohim.blogspot.com/

e veja o texto:

Os 4 descansos - Hebreus 4

Uma exegese do Sl 1

P.s>> Caso vc se identifique com o blog, torne um seguidor. Será uma honra!

Grato!

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...