Mulheres maravilhosas

Lendo Provérbios encontrei uma linda pérola. Falando da mulher virtuosa, o escritor dá como uma de suas características dizendo que ela “sorri diante do futuro” Pv 31.25b! Não sei se sou eu que percebo mal as coisas, ou esta é a realidade, mas tenho visto que muitas mulheres tem medo do futuro!

Se o marido está em casa desempregado, reclamam, mas quando ele consegue um emprego logo começam a dizer: Será que vai dar certo? O dia está começando e elas já, tagarelas, começam a espalhar seus temores pela casa... “Hoje parece que o dia não vai ser bom... Ah! Filha, e se o seu pai encontrar uma mulher linda na rua? Ele vai olhar pra ela!”

Mulher: Sorria diante do futuro! Incentive seu marido, semeie confiança no coração de seus filhos! Você deve auxiliar seu cônjuge e isso inclui incentivá-lo! Você não sabe o potencial de um homem motivado! Incentive-o, anime-o, ajude-o a deixar florescer a capacidade de liderança que Deus colocou dentro dele! Pare de murmurar e reclamar do amanha porque ele nem chegou ainda! Creia que existe muito mais além do horizonte do que sua mente pode imaginar! Muitas mulheres têm entrado em depressão por causa de seus maridos insensíveis é verdade. Mas não podemos negar que muitas outras, são acometidas por esse mal porque deixaram de sonhar! Sonhavam em casar, ter uma casa, filhos... E quando atingiram tudo isso ficaram sem sentido de vida. Atingiram a meia dúzia de sonhos que tinham e agora já não tem mais paixão pelo viver porque não tem mais objetivos a alcançar! Ah mulher, sonhe! Deixe Deus plantar no teu coração novos sonhos, novas expectativas! Mude de rotina, ganhe almas, coloque uma roupa bonita para esperar seu marido e ‘intime’ ele para simplesmente passear pelas ruas à noite. Não trabalha fora? Então coloque um louvor ou pregação enquanto limpa sua casa! Cozinhe adorando ao Senhor! Você é a criação mais linda e complexa de Deus querida irmã, creia nisso! Nós homens somos mais rústicos, como um texto corrido. Vocês são poesias do Pai, minuciosamente tecidas, com versos genialmente organizados. O fato de que nem todos são aptos para entender uma obra de arte não diminui sua beleza. Desfrutem da alegria de sorrir para o amanha, de repousar na fé. De orar com perseverança... Uma casa onde a mulher sorri para o futuro, é um lar brilhante da Luz de Cristo.

Jefté, maldição prevista em família!

Faça o download e ouça essa maravilhosa mensagem do Pr. Neil Barreto sobre o tema "Família". Toda família deveria ouvir está mensagem!

DOWNLOAD

MAIS MENSAGENS DE NEIL BARRETO.

Em temor e fé.

A fé é o que nos dá a coragem de colocar os pés sobre as águas e o temor é o que nos impede de transformar isso em glória própria! Se por um lado à fé nos faz crer no impossível, no transcendente, o temor nos leva a sermos fiéis nas pequenas e corriqueiras coisas.

Muitos crescem em fé e operam milagres e prodígios, mas não crescem em temor e assim vendem amuletos evangélicos, sejam lenços, rosas ou até mesmo água. Outros crescem em temor e escrevem com maestria suas obras apologéticas, mas não tem ação! A Bíblia ensina que a fé sem obras é morta pelo simples fato de ela ser o motor propulsor dos atos. Pela fé pregamos, crendo no milagre da conversão. Pela fé oramos pelos enfermos, pela fé inovamos no louvor, tocando rock e no temor fazemos isso para glorificar a Jesus.

Fé sem temor é neo-pentecostalismo, temor sem fé é tradicionalismo. A Fé com temor nos leva a entrar na Missão Integral de Cristo. É a crença de que precisamos nos mover com poder firmemente arraigados na palavra de Deus. A fé ousa, desafia, conquista. O temor protege, se quebranta, se humilha. E como colocar isso na prática?

Na prática essas ribanceiras coordenam o curso do rio de nossa vida. Assim, o filho por fé prega para seu pai, mas em temor o honra. A esposa vive o evangelho para que o marido se converta e em temor se submete a ele. O marido que se converte, busca pela fé conduzir a casa ao evangelho, mas com temor não age com aspereza com os filhos e a esposa.

Em temor respeitamos nossas autoridades, e obedecemos aos chefes. Todavia pela fé, oramos por eles e até mesmo nos oferecemos para orar por cura! O temor a Deus nos faz respeitar o próximo. O temor nos faz entender quando não ir e a fé quando ir mesmo que pareça impossível!

Fé e temor dão as mãos na hora de esperarmos pelo tempo de Deus. Em fé cremos que ele agirá e em temor não agimos. Temor e fé andam juntos para agir em nome de Deus. Em temor não ficamos quietos e em fé vamos ainda mais além. Enfim, a fé e o temor nas devidas proporções nos dão o discernimento para saber o tempo de cada coisa, como agir glorificando a Deus. Fé sem temor é imaturidade. Temor sem fé é frieza.

Em temor evangelizamos, em fé perseveramos e no devido tempo veremos os frutos. Temor a Deus sem fé, na verdade não é temor, é medo! Pois sem fé o único respeito que temos por Deus advém do pavor de sermos punidos por nossos pecados. A fé nos dá esperança de que o Juiz de toda terra em graça nos salvará se nos rendermos a Ele e vivermos em temor a Sua vontade. A fé sem o temor não é fé, é pensamento positivo! Sem temor transformamos Deus em criatura e o dimensionamos ao tamanho de nossa mente... Sem temor, o poder de Deus se limita ao que conseguimos imaginar. Fé em temor, nos leva a crer que Deus é imensurável e que temos uma ideia de quem Ele é através da Bíblia, do caminhar com Ele e do caminhar dos irmãos com o Senhor.

Em temor lhe digo que essas palavras não são mágicas para transformar sua vida e em fé digo que o Espírito Santo pode mudar completamente a história de sua existência! Falando em história, pela fé, cremos que Ele é ‘a-histórico’ atemporal. E em temor nos limitamos a falar do que Ele fez encarnado na história, morrendo em uma cruz para nos perdoar os pecados. Eu tenho fé de que Ele está tocando seu coração através destas palavras e em temor lhe aviso que o tempo é curto! Abandone a ‘pseudo-apologia’ que te leva a ser uma árvore com muitas folhas, linda, mas sem frutos. Abandone o positivismo que te leva a determinar tudo que deseja e se colocar no lugar de Deus. Renda-se ao poder do Sangue de Jesus. Renda-se a Verdade revelada na Bíblia. Renda-se com fé e temor ao Espírito Santo que te conduzirá ao arrependimento, à mudança de vida e assim até os céus... Em temor permita que as lágrimas do arrependimento escoem de teus olhos e em fé creia que Ele as enxugará.

Conquistas: Doces ou amargas?

Estava preparando chimarrão na cozinha, e pude ouvir o som que se fazia do outro lado da janela, na área. Nas quartas à noite, minha irmã dirige uma célula de adolescentes. Ela preparou com muito carinho uma cartinha para uma das menininhas e quando a deu a guriasinha abriu, leu e perguntou: “O que significa ‘janeiro de 2010’”? Minha irmã prontamente respondeu: “É o mês e o ano em que te dei esta carta. Daqui 30 anos você vai ler novamente e ao ver a data vai saber quando te dei”.

É interessante como a noção de tempo muda ao longo dos anos. Lembro-me que quando pequeno, as férias da pré-escola até a 1ª série demoraram muito! Estava ansioso! Brincava, brincava, brincava e as férias não terminavam... Os anos se passam e parece que o relógio vai pegando embalo. Quando adultos, passamos a dizer que o tempo passa rápido demais e que não temos tempo para nada.

Não posso descrever tudo que envolve este fenômeno, mas posso dar alguns palpites. Dizem que as crianças são egoístas, todavia os adultos são mais! Nosso egoísmo infante aduba nossa ganância que germina durante a adolescência. Nessa idade, o que se quer é o tênis da marca, ficar com a pessoa ‘top’ do momento, possuir, nem que seja na mente, os corpos mais belos, os carros mais ferozes... Status, fama dinheiro! A adolescência é constantemente referida como ‘aborrecência’ pois é um período, na maioria das vezes, de ira, rebeldia e fervilhar hormonal. Apenas a adolescência? Não. Crescemos, maquiamos nossa iniquidade e boa parte de nós continua sendo um adolescente no íntimo de sua alma. Por que o tempo voa na vida adulta? Em boa parte dos casos, isso está relacionado ao nosso desejo de cada dia querer mais e de nunca nos contentarmos com o que temos. Continuamos egoístas e gananciosos, piores que as crianças, piores que os adolescentes! E tem um agravante. A ganância que estimula a pessoa a correr atrás do que quer, com o tempo começa a deprimi-la, pois é um estômago insaciável em constante dilatação! Cheio do ácido do egoísmo, que corrói as conquistas antes mesmo que a pessoa sinta o sabor delas. E para saciar essa fome, para encher esse estômago e apaziguar o deus ego sacrificamos amizades, família, saúde e tudo mais que vier pela frente.

O desejo pelo melhor é bom, desde que seja o melhor verdadeiro que a Bíblia ensina. Quando nos alinhamos com a Palavra, os dias vão continuar passando rápido, não porque não deu tempo de ganhar mais dinheiro ou de comprar mais coisas. Mas porque mesmo tendo lido a Bíblia, queria ler mais ainda... Porque mesmo tendo orado por uma hora, queria ter orado por duas. Mesmo tendo ajudado algumas pessoas, gostaria de ter ajudado tantas outras! Enfim, não temos muito como evitar que o tempo passe tão rápido, mas ao nos alinharmos com a Verdade, degustamos cada conquista com prazer e a fome que resta, não é um desejo devastador que destrói quem quer que cruze nosso caminho, mas a ânsia de servir ao próximo, servindo assim ao Senhor.

Então, se ficar aquela sensação de ‘o dia foi pequeno’ e ‘tomara que chegue logo o amanha’, que seja para no amanha sermos ainda mais Testemunhas de Jesus, Agentes do Reino no poder do Espírito Santo.

Carnaval, retiros e camisinhas.

Estava na fila do guichê para comprar minha passagem e pagar os costumeiros e abusivos R$ 0,50 por Km. Pude então perceber duas caixas de camisinhas no balcão e lembrei: É carnaval!

Nós os crentes, olhamos para aquelas caixas e dizemos que ‘Satanás está solto’ e que o governo ‘está servindo ao Diabo’. Bom, se está servindo ao Diabo, não é no distribuir camisinhas, mas sim, ao incentivar o carnaval. Explico. Aprendi com o Pr. Luciano Gazola, que a camisinha é ‘uma solução paliativa, mas é uma solução’. A camisinha não sana a ‘doença’ mas põe um curativo. Enquanto o governo não mudar de perspectiva e parar de apoiar esse inferno, enquanto não for investido mais dinheiro em educação e conscientização, enquanto nós não evangelizarmos e os pais não educarem os filhos, a camisinha será um ‘mal necessário’.

Para que negarmos preservativos se as pessoas vão transar com ou sem eles? Se o governo não doar preservativos, o povo vai transar do mesmo jeito! A diferença é que sem a camisinha, teremos milhares de abortos! Veremos milhares de adolescentes grávidas, de mães solteiras, e de pessoas definhando com DST. Então para que continuarmos com nossa cabeça quadrada dizendo que o Ministério da Saúde é infernal em doar preservativos? Não, eu não estou incentivando o sexo antes/fora do casamento! O que alerto é para o fato de que a nossa opinião (cristãos) de que fornicação e adultério são pecados, por si só não muda a realidade!

E se não estamos fazendo nada, ou pior, estamos atrapalhando quem está tentando fazer alguma coisa, será que não está na hora de reavaliarmos nossos retiros ‘espirituais’ de carnaval? Deus lutava por Israel e lhes concedia a vitória, mas isso não lhes impedia de usar estratégias militares, nem de treinar e atacar! Penso que poderemos ter para os próximos anos, mais retiros radicais para jovens! E até mesmo alguns louvores em forma de samba (veja aqui). A cultura brasileira não é diabólica! Ela possui aspectos diabólicos e isso é uma grande diferença. No MS chupamos o caju, mas não sua castanha, pois esta última, queima a boca. No GO, comemos o pequi, mas não os espinhos de seu caroço. O ritmo do samba não é o problema, mas sim o que as pessoas ‘comem’ com ele: Sensualidade, malícia, fornicação...

Podemos e devemos ser evangélicos e brasileiros ao mesmo tempo. Aqui no RS, podemos louvar com gaita e na BA com berimbau... Mas que preconceito com os baianos! Por que você sentiu um frio na espinha ao pensar em louvor com berimbau? Vamos admitir. Nosso problema não tem sido apenas o carnaval, mas também nossa ‘quadradez gospel’ que nos torna inimigos da sociedade e assim o carnaval tem se fortalecido e a Igreja perdido grandes oportunidades! Ficam registrados aqui estes insights para que possamos nos aproximar mais do projeto de Jesus para sua Igreja. E que Deus nos abençoe.

Confie em Jesus

Pregação fantástica de Ariovaldo Ramos sobre as diferenças entre o povo de Betesda e Genesaré. Aprenda o secredo de Reconhecer quem é Jesus!

CONFIE EM JESUS - DOWNLOAD

Gaúcho crente

Agora que o sol começa a aparecer

Vejo o pé de milho faceiro

A Deus agradecer.


Uma fina neblina se forma

E passa a meio monte encobrir.

O jovem poeta se esbalda

De tanto sorrir.


Quer ele voltar

Para sua meditação

Mas a natureza lhe chama

Para continuar a canção.


Minha visão não se cansa

De o belo admirar,

Uns dizem que são meus olhos

Mas não posso acreditar.


Há ao meu redor um excesso de beleza,

Exagero de perfeição.

Cada detalhe organizado

Milimetricamente pensado.


É como se cada coisa que existe

Encaixasse perfeitamente.

Não entendo como alguém resiste

A admitir que Deus esteja presente.


Os átomos nas folhas

Intensamente põe-se a agitar

Confirmando assim

Que o sol está a brilhar.


Como pode tudo isso

Ser fruto do acaso?

Vejo o fungo no tronco seco da mangueira.

Mas chê! Que baita arraso!


A sica de inteso verde

O pessegueiro a repousar.

Se o céu é melhor que Caraá

Então é lá que quero morar.


Escuto o rio

Faceiro escoando.

Escuto a cachoeira

E o canário-terra cantando.


A laranjeira fazendo sombra

E a parreira a brotar.

A romãzeira observa

A ponkan frutificar.


A grama crescendo rápido

Perto da taipa de pedra

E a taquareira do outro lado.

Como é bela essa serra!


A Deus vou louvando.

Meu chimarrão,

Vou tomando.

Lembrando dos amigos

Ao bom Deus vou celebrando.


E de onde vem

Toda essa inspiração?

Do sangue vertido na cruz

Pra me dar a salvação!

Jesus está voltando

O crepúsculo matutino

Quebrado apenas pela branca lua

Faz-me ver em penumbra

Um universo monocromático.


No seu canto a lua pisca para mim

E a luz que dali sai

Torce o universo

Inspira-me o verso.


E quando enfim escurece

Minha alma recrear-se

Pois algo misterioso acontece.


O dia começa a clarear

E os pássaros felizes

Põe-se ao novo dia anunciar.


Escuto o quero-quero

E também o sabiá.

O grilo cricrila, o sapo coaxa.

Corre também a preá.


Que se acha o homem

Melhor que a natureza

Para dormindo ficar

E perder esta beleza?


Ouço os pássaros cantando...

E me ponho a imaginar

Que o universo está adorando

O Jesus que está a voltar!

Jesus veio em carne

Olá amado leitor, que alegria em ter você aqui novamente! Espero lhe servir à mesa mais essa porção da palavra do Senhor! Ficarei feliz em receber seus comentários.

1Jo 4.2-3 Vocês podem reconhecer o Espírito de Deus deste modo: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne procede de Deus; 3 mas todo espírito que não confessa Jesus não procede de Deus. Esse é o espírito do anticristo, acerca do qual vocês ouviram que está vindo, e agora já está no mundo.

Esses versos são usados dentro de alguns segmentos evangélicos na libertação. A pessoa está possessa por um espírito maligno e o pastor diz para o demônio: Confesse que Jesus Cristo veio em carne! Bom, creio não ser esta a aplicação correta, até porque já me contaram, de fonte segura, de casos em que o demônio respondeu: Jesus Cristo veio em carne, mas eu não saiu daqui!

Na realidade, como já vimos, que existiam seitas disseminando falsos ensinamentos e João, inspirado pelo Espírito Santo, buscou trazer a tona a verdade. Jesus veio em carne! Jesus não foi apenas um homem que em determinado momento ‘recebeu’ Deus em seu corpo nem como nos ensinam em cristologia, que foi um homem que se tornou Deus por sua boa conduta! Não! Jesus Cristo é a pessoa da trindade que nasceu como homem (encarnou) e como homem viveu em santidade plena (Hb 4.15). Não podemos negar sua vida (nessa terra). O dualismo que as seitas ensinavam, muito influenciadas por Platão (seus ensinos), dizia que a matéria era essencialmente ruim, mas o espírito bom. Afirmar que Deus se fez carne e viveu fisicamente em nosso meio (Jo 1.14) não era aceitável para esses falsos mestres. Embora não aceitável para alguns, essa é a verdade. Jesus veio a Terra e viveu entre nós em carne. Hb 4.15 “Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado”.

Precisamos deixar de lado essa frescura de ‘vida espiritual’ e ‘vida secular’ e entender que Jesus veio em carne! Tudo na vida de Jesus era espiritual, comer, beber, pagar impostos, ajudar José, estudar, tudo! Então, precisamos confessar que Jesus veio em carne através de nosso testemunho, através de nosso “viver na carne” (Gl 2.20 Fp 1.22) de forma semelhante a que Ele viveu, guardando tudo que Ele ensinou! Uma vida reta, justo, consagrada, de acordo com a Palavra é a verdadeira confissão de que cremos que Jesus veio carne! Os demônios que falam que Jesus veio em carne, não cumprem este verso, porque falam da boca pra fora, enquanto sua própria existência diz o contrário. Nós, confessamos que Jesus veio em carne, quando somos seus imitadores (Fp 3.17) em carne.

Ensinar uma religiosidade que se esquece desse mundo é negar Jesus Cristo. Pregar sobre avivamento, línguas, dons e esquecer-se de pregar sobre responsabilidade social, ambiental, evangelismo, política, testemunho e demais aspectos da vida em sociedade é negar Jesus Cristo vindo em carne. Cristo em carne é o Deus Eterno entrando na esfera social, na esfera temporal, nos mostrando em tudo que a eternidade começa aqui. Que cristianismo é uma nova vida que iniciamos nessa terra e continuamos de forma plena nos céus. Eu poderia ter terminado sem este parágrafo e assim agradaria a todos, mas não estaria sendo sincero comigo, contigo e com o Senhor. Desejo profundamente que o Senhor nos abençoe e conduza cada dia para mais perto de Si. Um abraço, Sidinei.

Em busca de transparência

1Jo 1. Se afirmarmos que temos comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade.

João escreve sua carta em tom de amor e apologia. Seitas buscavam desvirtuar o cristianismo primitivo e o Senhor levanta homens como João para ensinar a verdade. A Igreja precisava manter seus vestidos limpos, não poderia contaminar-se com as heresias dualísticas e seitas místicas.

Por isso, a Igreja deve andar na luz de Jesus! Não pode existir espaço para trevas! Não pode existir espaço para escuridão em nosso meio. Assusta-me quando vejo tanta coisa oculta no que se diz ser igreja. Igreja é luz, não tem trevas!

Conheço a história real de uma igreja se dividiu. De um lado, ficaram os que não aceitavam que um cristão ativo fosse igualmente um maçom ativo. Do outro, formaram uma nova comunidade os cristão que não se importava que houvesse ou não a maçonaria em seu meio. Rituais secretos no cristianismo, só o são secretos quando para fugir da perseguição! Batismos são públicos, mas em países onde a igreja é proibida, são feitos as ocultas. Mas nesse caso, as trevas estão nos olhos dos perseguidores e não na igreja, que por si mesma, faria tudo às claras.

Porque em muitos segmentos religiosos existem tantas coisas feitas às escondidas? O que é feito ali que não pode ser mostrado em público? Porque alguns grupos apenas permitem que os ‘iniciados’ participem das reuniões? Nós falamos claramente que invocamos o Espírito Santo de Deus. Porque alguns segmentos que também invocam não dizem que ‘espírito’ estão invocando? Hb 9.27 “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo”. Lv 19.31 “Não vos voltareis para os necromantes, nem para os adivinhos; não os procureis para serdes contaminados por eles. Eu sou o Senhor, vosso Deus”.

A maioria de meus leitores é evangélica. Assim, é bem possível que você tenha lido até aqui dizendo “isso mesmo”, “fala Deus”. Ok. Mas e em nossas igrejas? Vai dizer que não sabe de um monte de coisas que acontecem ‘às escuras’? Reuniões de ceia onde ‘os de fora’ nem podem saber o que acontece. Balanços financeiros que a igreja nem sonha que um dia aconteceram e nem tem acesso a tais. Acertos entre a ‘cúpula’, entre os ‘grandões’ que a comunidade nem chega a ficar sabendo. Sim, entendo que de fato existem reuniões que são feitas à parte, e que nem todos estão aptos a alguns assuntos. Apenas peço que vigiemos isso, e façamos tudo que for possível em público, às claras, de forma transparente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...