O Deus de Jacó - Ariovaldo Ramos



Andando e Apreciando O Caminho.


Você já tentou “sair” um pouco da humanidade e observa-la? Eu já fiz isso, e não estou ficado louco. Estou falando de simplesmente, em determinada situação, ficar observando, analisando a reação de cada pessoa, pensando sobre o porquê de cada atitude, sobre os motivos intrínsecos, sob o que a pessoa está pensando e sobre os motivos inconscientes que levam a determinadas atitudes, e às vezes, a certas barbáries.
Também estou falando de “decolar” e olhar a humanidade de fora pra dentro. O “por que” da busca pelo dinheiro, da fama, da beleza... Da força motriz de cada moda, de cada tendência global.
Bom, minhas observações me levaram a pensar algumas coisas e ensaiar algumas respostas, mas é evidente, que são respostas tendenciosas, afinal, apenas posso simular o voo, simular o olhar de fora para dentro, mas não consigo de fato deixar por alguns instantes de ser humano para realizar tais observações.
Enfim, parece que fazemos as coisas buscando felicidade: Jogamos futebol, porque é gostoso, logo, traz felicidade. Brigamos no trânsito, para chegar no lar rápido, e assistir um filme, e ficar feliz no conforto do sofá. O que dá felicidade muda de pessoa para pessoa, mas sempre estamos buscando essa felicidade, como diz o filme “E busca da felicidade”.
A sociedade geralmente liga a felicidade a algum veículo que a transporte. De modo que “ter” a felicidade não é possível, mas ter o veículo que a carrega o é. Assim, para ser feliz, as pessoas namoram, compram, enriquecem, vendem, casam, brigam, divorciam... Um meio concreto precisa trazer a felicidade. Mas não somente veículos materiais. A felicidade é buscada no status, na fama, no poder, e quanto à pessoa perde o “veículo” da felicidade, sente-se infeliz!
O que a Bíblia diz sobre isso. Diz que Jesus é o “Princípio e o Fim” (Ap 21.6). Ele é o ponto de partida (Nele e por Ele) e o sentido (fim) de tudo. Mas não só isso, ele é “O Caminho” (Jo 14.6)! Jesus não é apenas “de onde viemos”, “para onde vamos” e “porque existimos”. Ele é também o percurso, a estrada! Porque o mundo acredita que a felicidade precisa de um veículo de transporte? Porque esses veículos muitas vezes cruzam pelo Caminho. Imagine Jesus, uma estrada reta. Agora imagine que perpendicularmente cruzam pequenas estradas por esse Caminho, em cada cruzamento, olhando do alto você pode ver o formato de uma cruz. O “carro” que leva a felicidade de carona pode estar andando na rua do sexo e quando se depara com o Caminho, sente a felicidade do prazer, mas quando termina de cruzar e continua seu percurso, enfrenta as consequências da fornicação, do adultério... Está a felicidade andando na carona do carro “dinheiro” e quando o atravessa pelo Caminho, sente o prazer da compra, mas logo chega retoma sua estrada, e enfrenta as consequências das prestações... Logo, o prazer advindo do pecado nada mais é do que o ponto comum entre o certo e o errado (explico isso em outro artigo).
Mas a cruz existe justamente para que você não apenas cruze sobre o Caminho para chegar ao outro lado, mas sim, vire 90 graus e continue no caminho! Assim o carro do sexo se converte no do sexo dentro do casamento e o do dinheiro no do usar-bem-as-posses.
Entretanto, o conceito da sociedade secular tem entrado nas igrejas. Existem muitos crentes andando no carro da bênção, da prosperidade, do louvor, mas apenas desfrutando da prosperidade das intersecções com O Caminho.
Jesus é O caminho. Jesus é também a verdade. E se a verdade não é uma coisa e sim uma pessoa, não podemos “ter” a verdade. O mais impressionante é que nem menos podemos saber a verdade, a menos que, nos relacionemos com a personificação da verdade. Assim, a verdade não é estática, a verdade é a mente de Cristo! (mais em “Teoria sobre a Verdade”).
A pergunta não é “isso é pecado”? Mas: “O quê Cristo pensa/diz/disse sobre isso”? A pergunta não é “porque João fez isso comigo”? Mas: “O que Cristo pensaria e como agiria agora”? Nós olhamos para nosso agressor e como bons cristãos, tudo dizemos: “Eu perdoo ele, não vou me vingar, mas que cara safado, ainda bem que no céu não vai ter gente assim”. Penso que Jesus numa situação dessas buscaria entender as fontes que levaram aos atos. Boa parte das pessoas que nos agridem, que nos machucam, estão convictas de que estão fazendo o certo. As maiores ofensas ocorrem no casamento, quando um, tentando agradar o outro desagrada e recebe como prêmio xingamentos. Injuriado pela incompreensão da pessoa amada, torna-se áspero e agressivo, desencadeando uma série de outros desastres...
O contexto influencia, o passado influencia, tudo influencia! C.S. Lewis pensava algo do tipo “não seremos julgados pelos que somos, mas pelo nos tornamos à partir do que éramos”. Ou trocando em miúdos, não seremos julgados por Deus por quão longe fomos na fé, mas pelo quanto avançamos em relação ao local onde estávamos.
A verdade é Jesus. E também a vida! Começamos dizendo que a humanidade busca a felicidade e que Jesus é O Caminho. E depois que a verdade só existe dentro de um relacionamento com Ele. Assim também é a vida. Imagine o universo como uma árvore. Essa árvore é Jesus. Mas algumas folhas caem (se atiram) dessa árvore. O que acontecerá com elas? Como em uma paisagem de outono, secarão, morrerão. Essas folhas caindo da árvore somos nós. Mas essa árvore é diferente. Ao invés de criar novas folhas, ela chama as folhas mortas de volta, convida-as para se decomporem, entrarem novamente pela raiz e renascerem em novas, verdes e viçosas folhas! Ow Glória!
Na Reforma Protestante, onde grandes homens de Deus, como Lutero e Calvino ensinaram sobre nosso dever de trabalhar para Deus, de forma dedicada. Ensinaram a trabalhar para ter como ajudar os pobres... Ajudaram a desencadear o capitalismo que hoje temos. Mas havemos de admitir: Nós nos perdemos nisso! Tão ocupados em produzir, em sistematizar, em organizar... Tão viciados na eficiência e no progresso estamos longe do Evangelho. Afirmar que Deus quer que prosperemos que sejamos dedicados e eficientes não é um erro em si. Errado é quando esse corre-corre os prova de desfrutar O Caminho! Quando estamos em uma via rápida, a 180Km/h, não conseguimos observar O Caminho, Jesus é O Caminho! Se o que você tem feito não te permite apreciar as belezas que te cercam e sentir a verdade que emana do Cristo em ti e te torna alguém melhor, um agente de Vida... Então sua correria, sua prosperidade, sua eficiência é do Diabo!
A Vida de Jesus é tua vida, quando estando no Caminho, Vive A Verdade! Seu dinheiro, suas roupas não poderão ser trocadas pelos tesouros eternos. Nem mesmo seu ministério, seus dons... Nada pode se comparar a Voltar ao Caminho, de onde a humanidade se desviou no princípio e “curtir” O Caminho, que conduz ao nosso Fim. E este fim, é o sentido último da existência, a eternidade com o Senhor.
Agora para encerrar, é preciso pincelar o conceito de Vida Eterna. Não estou dizendo que viver na terra é apenas uma existência acética e privada de prazeres para poder entrar no céu onde seremos recompensados. Não! A Vida Eterna começa quando você passa a fazer parte do Reino de Deus, porque depois desse dia, você viverá para sempre, passará pela morte, mas ela não lhe deterá, o madeiro já está posto sobre o abismo da morte! Então, andar no Caminho, Vivendo A Verdade, deve ser viver nessa terra, como um cidadão do céu. E se somos cidadãos dos céus, devemos agir como tais: Tendo paz, amando, fazendo o bem... Quando Jesus encarnou em carne (veio como homem), não encarnou em poder e glória. Não encarnou com toda sua majestade. Mas Deus, gotejou sobre o ventre de Maria, o suprassumo de todo cosmos: O Amor. Quem Vive andando no Caminho, vive ciente de sua eternidade, amando a todos. E esse amor precisa ser verdadeiro, se materializando em ações concretas, materializando traços do Reino de Deus já aqui na Terra. Assim como sabemos que uma cidade foi colonizada por alemães simplesmente olhando para os telhados e design de suas casas, assim quem olhar para as redondezas de uma igreja, de um crente, deve ver traços do Reino de Deus, manifestos na terra. Que Deus nos abençoe.

Provas para Retiros de Jovens.

Estou disponibilizando AQUI uma apostila de provas para Retiros de Jovens. Elas foram usadas no Retiro "O Aprendiz 4" da Igreja Luterana em Fátima do Sul, ALIA-MS.

Roteiros para Células Jovens

Olá amados irmãos. Estou disponibilizando AQUI 93 roteiros para células jovens. Temas diversos, como: Fé, namoro cristão, adolescência, vida escolar, vida profissional, sexo, drogas, visão celular... Enfim, é um prato cheio para líderes de jovens. São estudos de aproximadamente 2 laudas cada, que podem ser usados para outros fins além de células. Espero que sejam úteis. Por favor, quem usar, deixe seu comentário. Um abraço.

Lutando pela Igreja - Ariovaldo

Nova pregação de Ariovaldo Ramos em Vídeo! Maravilhosa explicação sobre o futuro do Brasil. Vale mesmo a pena assistir. Entre os temas falados, destaca-se a frase "não temos nada a ver com isso" em relação a muitas coisas que tem acontecido no Brasil sem o envolvimento do povo...


Como não orar.

Como Devemos orar? Mark Driscoll traz ensinamentos preciosíssimos!


Ãhn???

Assisti no Blog do Pastor Renato Vargens um Vídeo dos pastores do "apóstolo" Valdemiro Santigo. Tire suas próprias conclusões...



E então, vamos desligar a TV?

Boletim, projeto Montevidéo


.         Amados Irmãos,
 Começamos dezembro com uma excelente notícia: recebemos a nossa residência legal definitiva! Louvamos ao Altissimo por essa benção. Aqui no Uruguay, conseguir a residência definitiva, demanda provar, em última análise, a viabilidade de sua vida, não somente com renda, mas sobretudo, com vinculos, fato que para o missionário que vem plantar igreja, torna-se quase que impossivel, diante das inúmeras exigências do governo uruguayo para a formacão de uma "personeria juridica". Mesmo diante de tantas dificuldades, o Senhor abriu as portas e em menos de um ano recebemos a residência legal definitiva.
Outra boa notícia têm a ver com as nossas atividades ministeriais. Recentemente criamos junto com outros irmãos brasileiros, uma rede de missionários com o objetivo de apoiar a chegada de novos missionários brasileiros às terras uruguayas. A idéia é criar um vínculo espiritual e afetivo entre os irmãos, além da troca de experiência e informação, abrindo a oportunidade para o pastoreio desses obreiros. Na primeira reunião contamos com a presença de cinco irmãos, na segunda, já eram onze irmãos e na terceira, quarenta. No começo do ano, nosso desejo é reunir os brasileiros para um culto de dedicação do nosso trabalho ao Senhor em 2010, aberto à toda Igreja Evangélica local.
Além desses novos desafios, seguimos com os trabalhos de evangelização. Claudia, mãe de um coleguinha de classe de Maria Eduarda nossa filha, recebeu a Cristo como Senhor e Salvador no mês de novembro. Estamos trabalhando com mais dois casais uruguayos, além de Claudia e Julio.

Rita ajudou a preparar em parceria com a missionária Sandra Rolim um "Club de Navidad". Cerca de quarenta crianças foram evangelizadas, a maioria delas nunca havia tido a oportunidade de ouvir sobre uma história bíblica.
No Seminário tive a oportunidade de entrar em contato com a realidade da Igreja Evangélica Uruguaya e perceber que a mesma é muito carente de treinamento de liderança, pois a maioria dos quase mil pastores uruguayos ainda não têm sequer um curso teológico. Estamos envolvidos diretamente no trabalho de treinamento e fortalecimento dessa liderança, buscando sempre ações que colaborem para o crescimento da unidade entre os irmãos. Quando chegamos em janeiro com apenas treze malas e nem sequer um quarto de hotel reservado, não podia nem de longe imaginar, embora cresse com todo o meu coração, o que o Altíssimo havia reservado de surpresa boa para as nossas vidas. Nenhuma instituição, por mais organizada que seja, poderia ter planejado melhor a nossa missão no Uruguay do que o trono da Graça de Deus de onde flue toda a providência. "Grandes coisas fez o Senhor por nós, por isso estamos alegres". Em 2010 queremos servir mais ao Senhor em terras uruguayas. Para que isso se concretize precisamos da sua ajuda em oração, contribuição e visitação. Separe um tempo para orar pelo Uruguai e por Montevideo. Contribua regularmente. Sua oferta, além de sustentar a nossa família, tem sido usada para comprar literatura afim de evangelizar e discipular as três famílias que estamos trabalhando atualmente.

MOTIVOS DE ORAÇÃO

Novos projetos em 2010 - Trabalho com jovens, Trabalho no Seminário e nas igrejas locais.
Claudia, nova convertida - Ore pelo discipulado e perseverança na fé
Ano letivo de nossa filha Maria Eduarda.
Definição da região da cidade para plantação de um trabalho evangelístico.

Por último uma palavra de agradecimento aos irmãos e amigos pela fidelidade nas contribuições e as duas igrejas que também permaneceram fiéis.
Aos pastores que mesmo sem colaborar financeiramente, ligaram, visitaram, oraram e levaram as suas igrejas a orar.
Aos amigos que atenderam o pedido de socorro no mês de outubro no meio da greve de bancos. Deus usou muito a vida de vocês.
A todos os irmãos, a família Carpenter no Uruguay deseja um Natal abençoado e um 2010 cheia da Graça do Altíssimo.
 PARA COLABORAR COM O PROJETO

Banco Santander
Rita de Cássia Ferreira Capenter
Agência 1432
Conta corrente 01011514-7

Caixa Economica Federal
Eduardo Luiz Carpenter
Agência 0174
Operação 013
Poupança 00669687-1

 Eduardo Carpenter
24 de dezembro/2009



Ariovaldo - Vídeo

Tenho a algum tempo escutado as pregações do Pr. Ariovaldo Ramos. Grande homem de Deus que admiro muito e em quem tenho muito me inspirado. Seguem alguns vídeos dele onde você poderá ouvir um pouco dele. clicando AQUI poderás baixar muitas outras pregações em audio. Acesse www.irmaos.com/ariovaldoramos para conhecer mais...

Levantai os olhos parte 1

Levantai os olhos parte 2

Levantai os olhos parte 3

Louvor e Adoração?


Am 5.21-24. "Eu odeio e desprezo as suas festas religiosas; não suporto as suas assembleias solenes. 22 Mesmo que vocês me tragam holocaustos e ofertas de cereal, isso não me agradará. Mesmo que me tragam as melhores ofertas de comunhão, não darei a menor atenção a elas. 23 Afastem de mim o som das suas canções e a música das suas liras. 24 Em vez disso, corra a retidão como um rio, à justiça como um ribeiro perene!"
Deus quer justiça. Ele sempre deixou isso claro. O povo que desprezava os pobres e oprimia os seus semelhantes atraía sobre si desgraça. No texto que lemos, Deus está indignado com o seu povo. Eles fazem festas, lindos cultos com lindos louvores... Mas continuam usando dois pesos e duas medidas. Continuam oprimindo os pobres e intensificando a desigualdade social. Belos palácios e muitas ofertas são oferecidas ao Senhor, mas Ele as despreza porque são fruto de injustiça e o aroma que sobe a suas narinas é o azedume da desobediência!
É triste ver que esse problema migrou do judaísmo para o cristianismo. As pessoas estão viciadas em louvor. E tem que ser louvorsão para animar os jovens. Música emotiva, para fazer os adultos chorarem... Podemos fazer isso, mas se não existir obediência ao Senhor, será somente um louvor para entreter pessoas e não algo agradável ao Senhor. Como Deus ouvirá os ministros com lindas roupas, cantando belas canções estando o povo da igreja, com roupas rasgadas e energia elétrica cordada?
Eu não estou aqui querendo desvirtuar a Igreja. Mas é no mínimo estranho que exista tanto louvor a Deus e tanta falta de amor ao próximo que padece ao lado do adorador. Vivemos no tempo dos Shows Gospel. Todo mês um! Qual o artista que está na moda agora? E é tanto show que eu fico procurando onde estão as Bíblias! Cadê? O povo está sendo ensinado oferecer holocaustos e ofertas de cereal sem obediência a Palavra! Cantam, cantam, cantam e continuam com suas vidas do mesmo jeito. Devem pra todo mundo, oprimem, roubam, adulteram. Adoram (?) a Deus e as famílias continuam vivendo em pé de guerra. Gastam muito dinheiro com os tais shows e depois não tem dinheiro para ajudar um missionário, ou simplesmente para ajudar com um kg de farinha para a cesta básica da Igreja! “Jesus chorou” Jo 11.35.

Famosos Que Desafiaram Deus


Melhor visualização

Firefox
     Olá amados leitores. Gostaria de recomendar que façam o download do navegador Mozila Firefox.  Basta clicar no ícone ao lado.
     Este blog não oferece uma boa visualização no "Internet Explorer" e "Google Chrome". Além do que, o Firefox tem se mostrado extremamente veloz, leve e funcional. Depois de usá-lo, você nunca mais vai querer outro navegador. Ainda, com o Mozila Firefox você descobrirá muitas coisas, neste e em outros blogs, que não são visíveis em outros navegadores. Vai ai a dica, um abraço.

Bom Natal, um feliz Natal, se...

Fp 4.8 NVI Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.

Fp 4.8 ARA Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.

Verdadeiro
Nobre – respeitável – honesto
Correto – justo
Puro
Amável
Boa fama
Excelente – virtude
Digno de louvor
Pensem nisso – que isso ocupe vossas mentes

O natal está chegando. Como sabemos disso? Por olhar as folhas bonitas dos calendários, com figuras de papai Noel, meias e trenós? Não, percebemos que o Natal está chegando porque andamos pelas ruas e vemos muitas luzes. Casas enfeitadas e uma efervescência no comércio. Lojas que abriam apenas durante a semana, até as 18h agora ficam abertas praticamente o dia inteiro e domingo à domingo!
Onde está o seu coração nisso tudo? Será que assim como as lojas abertas para a celebração do capitalismo também estão escancarados nossos corações para a celebração da redenção? Será que abertos estão nossos olhos para enxergar a Luz que brilha pelos séculos dos séculos?
Um natal de verdade deve ser percebido por todos. E que ao invés do aquecimento do comércio, do capitalismo elitista, vejamos os corações aquecidos. Que antes de estarem cheias de presentes, as mãos estejam cheias de carinho, e os braços fortes que carregam as mercadorias, possas descansar no refúgio dos abraços. Que os pés apressados pelas melhores ofertas, possam ficar descalços na grama da graça para brincar de pega-pega com as crianças...
A mídia insiste na imagem de uma família com lindos sorrisos, de dentes alvos e pele bonita, sentada ao redor de um pinheiro enfeitado, com crianças abrindo os presentes... Isso é ilusão, é passageiro e só terá algum sentido se...
Se o sorriso for verdadeiro, depois de uma boa conversa, de liberado o perdão pelas ofensas e mágoas ocorridas durante o ano...
Se marido e mulher se respeitarem, ao invés de celebrar uma ceia hipócrita, e depois dela quebrarem os pratos...
Se o dinheiro com que se compraram os presentes veio de fonte justa, sem oprimir ninguém, sem dar calote, e sem endividar-se até o pescoço trazendo assim contenda por todo novo ano que se aproxima...
Se os filhos preservam a pureza de ser criança! Olhando para os pais com admiração e sabendo que o centro do natal não é Noel e nem pinheiro, mas o Presente. O Presente que Deus Pai nos deu, a salvação em Cristo Jesus...
Se os rostos a sorrirem, não forem apenas os de pele bonita e dentes brancos... Mas que todos, até os pobres, os enfermos, os marginalizados... Consigam silenciar sua alma, e sentir o amor de uns pelos outros e de Jesus por todos...
Se no coração de todos resplandecer a virtude da paz com seu brilho redentor...
E se em tudo isso houver nos corações alegria para louvar ao Senhor por ter descido dos céus até nós e nos amar tão intensamente a ponto de nos salvar, livrando-nos de nosso próprio e obstinado caminho infernal. Pensem nisso, ocupem as mentes com isso, com as Boas Notícias (evangelho) de Jesus, de que o Reino de Deus é chegado.

Trechos do Didaquê



Estou disponibilizando aqui alguns trechos (recortes) de versos do Didaquê. Escrito atribuído aos cristãos primitivos. Os trechos que selecionei devem ser lidos com atenção. São fortes para nossos dias... Podes também ler ou fazer o download completo AQUI.

1.3 Quanto a você, ame aqueles que o odeiam e assim você não terá nenhum inimigo.
1.4 Não se deixe levar pelo instinto.
1.5 Dê a quem lhe pede e não peças de volta pois o Pai quer que os seus bens sejam dados a todos.
1.6 ...que a sua esmola fique suando nas suas mãos até que você saiba para quem a está dando.
2.2 Não mate, não cometa adultério, não corrompa os jovens, não fornique, não roube, não pratique a magia nem a feitiçaria. Não mate a criança no seio de sua mãe e nem depois que ela tenha nascido.
3.1 Não seja colérico porque a ira conduz à morte. Não seja ciumento também, nem briguento ou violento, pois o homicídio nasce de todas essas coisas.
3.2 Filho, não cobice as mulheres, pois a cobiça leva à fornicação. Evite falar palavras obscenas e olhar maliciosamente já que os adultérios surgem dessas coisas.
3.3 Filho, não se aproxime da adivinhação porque ela leva à idolatria. Não pratique encantamentos, astrologia ou purificações, nem queira ver ou ouvir sobre isso, pois disso tudo nasce a idolatria.
3.4 Filho, não seja mentiroso, pois a mentira leva ao roubo. Não persiga o dinheiro nem cobice a fama porque os roubos nascem dessas coisas.
3.9 Não se junte com os poderosos, mas aproxima dos justos e pobres.
4.1 Filho, lembre-se dia e noite daquele que prega a Palavra de Deus para você. Honre-o como se fosse o próprio Senhor, pois Ele está presente onde a soberania do Senhor é anunciada.
4.2 Procure estar todos os dias na companhia dos fiéis para encontrar forças em suas palavras.
4.6 Se o trabalho de suas mãos te rendem algo, as ofereça como reparação pelos seus pecados.
4.14 Confesse seus pecados na reunião dos fiéis e não comece a orar estando com má consciência. Este é o caminho da vida.
9.5 Que ninguém coma nem beba da Eucaristia sem antes ter sido batizado em nome do Senhor pois sobre isso o Senhor disse: "Não dêem as coisas santas aos cães".
11.12    Se alguém disser sob inspiração: "Dê-me dinheiro" ou qualquer outra coisa, não o escutem. Porém, se ele pedir para dar a outros necessitados, então ninguém o julgue.
15.1 Escolha bispos e diáconos dignos do Senhor. Eles devem ser homens mansos, desprendidos do dinheiro, verazes e provados pois também exercem para vocês o ministério dos profetas e dos mestres.
16.6 Então aparecerão os sinais da verdade: primeiro, o sinal da abertura no céu; depois, o sinal do toque da trombeta; e, em terceiro, a ressurreição dos mortos.

Para uma vida Feliz e Frutífera.

"Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do SENHOR. 6 Ele será como um arbusto no deserto; não verá quando vier algum bem. Habitará nos lugares áridos do deserto, numa terra salgada onde não vive ninguém. 7 "Mas bendito é o homem cuja confiança está no SENHOR, cuja confiança nele está. 8 Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto".

Olhando para este texto podemos ver a grande diferença, o grande abismo que existe entre os que confiam na humanidade e os que confiam no Senhor. A primeira coisa que fica clara: Quem confia em Deus é bendito e quem confia na humanidade, maldito. Tudo bem, esse argumento nada serve para o evangelismo além de não ser muito esclarecedor.
A comparação continua. O homem que confia em Deus é comparado com uma árvore na beira de um ribeiro, enquanto o que confia na humanidade como um arbusto no deserto. Essa comparação é bem forte. Esqueça um pouco os seus afazeres de logo mais. Ei, concentre-se aqui. Deixe sua mente passear um pouco por essa parábola. Vá até o deserto, sinta o calor e o sol ardendo sobre si. Um vento seco e cortante enche seus olhos de areia e sua boca seca arde de sede. Você olha ao redor e vê o que? Vê cactos, e um pequenino arbusto. Deus criou as plantas do deserto com peculiaridades, e ao passar dos anos elas ainda mais se adaptaram. O que você vê agora são plantas que tiveram suas folhas transformadas em espinhos, para que a sudação não levasse embora toda sua água. Mas esse mecanismo de sobrevivência custou caro. A planta que agora você vê tem aspecto asqueroso, seus espinhos parecem lanças dizendo “fique longe de mim”. Você caminha um pouco, e fica com a perna presa em um espinho de uma planta e seu braço é rasgado por outro... Queriam as plantas do deserto lhe ferir? Não, queria apenas se proteger.
Aqueles que põem sua confiança em homens são assim. Gastam muito de seu precioso tempo criando mecanismos de defesa, se adaptando a sequidão deste mundo. E por isso temos tantos desentendimentos, pois quem é rasgado por um espinho, vai entender isso como uma agressão e não como a defesa de outrem. Gastam suas energias acumulando para si mesmos, como os cactos acumulam água. E por que? Porque não sabem quando a humanidade dará suas chuvas. Assim é o homem que confia no homem. De tanto se proteger fica asqueroso, de tanto medo da escassez fica insensível à necessidade alheia. Por sua excessiva preocupação não tem tempo para crescer e dar frutos. Ao contrário do que diz o texto sobre quem confia no Senhor, o qual mesmo no ano da seca produz fruto. E como esse peculiar arbusto de Jeremias não produz fruto, não vive ninguém ao seu redor. Você se aproxima desse arbusto, faminto sedento e tudo que encontra são galhos ressequidos. Quem afasta a sua confiança do Senhor e confia em si mesmo, ou na humanidade, seja pelas vias da ciência, da tecnologia, da razão... Será uma pessoa infrutífera. Poderá descobrir a cura do câncer, mas quem se lembrará de câncer quando todo o corpo estiver ardendo nas chamas do inferno? Não, não é fruto verdadeiro o produzido por quem se aparta do Senhor, é apenas mais um espinho, mais uma defesa, mais um mecanismo de segurança para os tempos de seca... Dinheiro para gastar quando está deprimido, álcool para relaxar, tranquilizante para dormir, drogas pra curtir, promiscuidade para ter prazer... Espinhos, espinhos, espinhos... Galhos retorcidos e soberba, assim é homem que não confia no Senhor. Tão preocupado, nem consegue mais enxergar os pequenos milagres, as belezas do dia a dia (v.6). Não sente mais prazer na rosa que lhe sorri ou no colibri que lhe cumprimenta. Nem o gotejar da chuva lhe tranquiliza e os raios e os trovões não lhe trazem excitação alguma...
Permita-me ainda falar brevemente daqueles que confiam no Senhor. Ah! Estes são como árvores junto às águas. Como confiam no seu redentor, não precisam se preocupar, e usam suas energias para crescer, tornam-se frondosas e de folhas carnudas. Quem procurar lugar à sobra encontrará. Podem produzir fruto e abrir as folhas para receber toda luz do sol e assim ficarem cheias de energia, de vida! Seus frutos vez por quando caem na água e fazem os peixes saltarem para comê-los, os macacos e os pássaros sentam em seus galhos para comer seus frutos. Eu quero ser como essa árvore, e você?
Precisamos entender que quando levantamos mil defesas ao nosso redor, quando pensamos que tudo e todos desejam nos agredir e por isso nos armamos até os dentes, a impressão que passamos é de que nós é que estamos nos preparando para a guerra. De que nós é que estamos agredindo. Comecemos então a abolir as palavras ásperas, o egoísmo, as tramas, as trapaças, a avareza. Façam de suas “espadas arados, e de suas lanças, foices” (Is 2.4). O homem se cercou e se armou contra si mesmo. O homem que confia na humanidade confia de forma contraditória, pois sua confiança o leva a construir fortalezas... Confia, desconfiando... Eu quero aprender a confiar no Senhor, parar de machucar quem de mim se aproxima. Abaixar as armas e me preocupar em produzir frutos e sombra, para que quem de mim se aproximar possa encontrar refúgio e segurança, ao invés de espinhos.


Missão Integral, Artigo.

Olá amado leitor. Estou disponibilizando uma versão do artigo "Missão Integral - Uma releitura de Atos 6.1-7". Se deseja saber mais sobre Missão Integral, Atos, Igreja Primitiva, e Conflitos da atualidade para a vivência de uma fé mais Bíblica, creio que lhe será uma leitura interessante. Também é abordado um pouco da história da Igreja na América Latina. É uma leitura breve e pode ser feito o download em em PDF (aqui) ou DOC (aqui).

Saudades


Vivendo num mundo rodeado de tantas coisas
Às vezes esquecemos que não as somos.
Vivendo num mundo de tantas gentes
Às vezes esquecemos que as somos.

Quando o sol vem forte
Sentimos seu ardor
E o coração se enche de fervor.

Ao ouvir a doce chuva
Brota no ser grande paz
E o verde predomina dentro da moldura.

Moldura simples
O rústico retângulo da janela.
E simplesmente explico
Mudar de estado é coisa bela

Em cada lugar uma lição
E ao devagar o pensamento
Passeiam as lembranças
Trazendo-me grande emoção.


Goteja a chuva marcando o compasso
A mente viaja
Sonhando do antigo amigo
Receber um novo abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...