A quem adoramos?



Sl 115.4-8 Têm boca, mas não podem falar, olhos, mas não podem ver; têm ouvidos, mas não podem ouvir, nariz, mas não podem sentir cheiro; têm mãos, mas nada podem apalpar, pés, mas não podem andar; e não emitem som algum com sua garganta. Tornem-se como eles os que os fazem e todos os que neles confiam.


         O salmista descreve as características dos deuses das outras nações e roga que os que os seguem se tornem como eles.
         Tenho a impressão de que em toda a Bíblia passa-se a ideia de que nos tornamos mais parecidos daquilo/daquele a quem adoramos. E se o salmista fala todas estas características negativas dos falsos deuses, o Deus Verdadeiro precisa ser justamente o oposto. Alguém que age, que fala, que se move, que enxerga... Nunca essa verdade foi tão latente como no período posterior ao nascimento de Cristo. Deus andou conosco, olhou nos nossos olhos, comeu nossa comida. Pois é, Ele mostrou como se vive de verdade, como ser feliz e fazer os outros felizes... E adorar a Deus, precisa necessariamente refletir em sermos mais parecidos com Jesus. Por isso muitas vezes me pergunto qual o Deus que temos adorado.
         Têm boca, mas não podem falar: Esse dá ‘pano pra manga’. Jesus é o verbo (Jo 1.1). Deus criou pela palavra (Gn 1.3). Logo, alguém semelhante a Jesus, ou no contexto do salmo, um adorador do Senhor, precisa ser alguém que tem voz! E não é isso que temos visto; e quando temos visto, tem sido de forma autodestrutiva, pastores e líderes dando ‘tiro no pé’.
         Ou os crentes tem se calado e se omitido ou tem usado todo seu poder de persuasão lutando uns contra os outros. Eu critico os hereges, mas critico mais ainda àqueles que apenas levantam críticas destrutivas. De um lado ficam os crentes que parecem até adoradores de ídolos... Leis e projetos sendo levantados contra o que a Bíblia ensina e ficamos quietos... Políticos roubando e ficamos quietos (ao invés de no mínimo orarmos). Religiões que afrontam Deus se proliferando, e ficamos quietos... Afinal, que deus que adoramos? Se é o Deus da Bíblia, então precisamos abrir nossa boca! Abrir e anunciar poderosamente o evangelho, e o evangelho de forma integral, a salvação nas dimensões espirituais, emocionais e físicas. A cura dos traumas, a libertação espiritual, e a possibilidade de uma realidade social diferente... E então já entramos no próximo tópico:
Olhos, mas não podem ver: Um adorador do Senhor, precisa ser alguém que enxerga além de sua própria realidade. Alguém que procura se colocar no lugar do próximo. Não somente analisar a atitude de alguém, mas o porquê de tal atitude. Não apenas olhar a prostituta, mas o motivo pelo qual faz isso. Não olhar apenas o usuário de drogas, mas a realidade social, o sistema que propicia que isso aconteça e que precisa ser mudado! Um adorador do Senhor é alguém que vê a realidade alheia com os olhos do Espírito Santo. Que vê a realidade de outrem com os olhos daquele que morreu na cruz por toda a humanidade... Para que todo aquele que ouvisse suas palavras e crendo as praticasse, viesse a ser um discípulo, um salvo (Jo 8.31; Lc 6.47; Jo 3.16).
Têm ouvidos, mas não podem ouvir: Dias de egoísmo... No campo, presume-se que haja paz e na cidade agitação. No campo, comunidades e nas cidades individualismo. E nas igrejas? Paz (Jo 14.27)! Entretanto nós conseguimos trazer a realidade das cidades para dentro das igrejas. E nos tonarmos semelhantes aos deuses que adoramos. Os ouvidos estão cheios do som das buzinas, dos mp sei lá o que ligados a todo volume; do som das máquinas, do barulho das moedas... E nossos ouvidos estão surdos às palavras de nossos semelhantes, estes, que Cristo tanto ama! Não conseguimos ganhar mais gente porque não os ouvimos! E quando não ouvimos alguém, na realidade estamos dizendo para a pessoa: Não to nem ai pra você! E Jesus chora! Se Ele chorou por um morto que ressuscitaria a seguir (Jo 11.35), quanto mais chora por tantas pessoas a quem nós, os santos, sacerdotes reais, eleitos.. Ignoramos! Acho que estamos adorando outros deuses, porque um adorador de Jesus jamais deixaria de ouvir o choro do coração de uma pessoa...
Nariz, mas não podem sentir cheiro: Sabia que o olfato está intimamente ligado ao paladar? Seu olfato te faz sentir se algo está saboroso ou estragado. Se alguém está perfumado ou com odor... Resumindo, pelo nariz você identifica o bom e o ruim. O agradável e o abominável. Caminhamos a passos largos para um século dominado pelo pseudo-liberalismo, onde vale tudo, menos o que a Bíblia ensina. Tudo, exceto o certo. Os crentes estão com o olfato, no mínimo funcionando mal. Perdeu-se o norte, perdeu-se a moral, a direção... Não existe mais certo e errado, tudo é uma questão de cultura, de escolha... Não! Aproxime-se do Senhor, assemelhe-se a ele e tenha seu olfato aguçado. Deixe o Espírito agir em seu coração e sentirás o odor, saberás que tem muita coisa estragada que estão servindo em nosso prato. Aproxime-se do Senhor, e sentirás o cheiro de um coração amargurado mesmo que por debaixo de muito perfume... Pois não adianta por tênis limpo sem lavar o pé... E tem mais: Sentimos o cheiro quando nos aproximamos. Um servo de Cristo discerne o cheiro dos corações porque se aproxima o suficiente para tal.
Têm mãos, mas nada podem apalpar, pés, mas não podem andar: Por último, reflitamos se temos adorado a um deus ou a Deus através de nossas ações. Se falarmos, criticarmos expusermos... Se olharmos, ouvirmos e sentirmos o cheiro de nosso próximo... Mas não tomarmos atitudes, não estaremos nos assemelhando ao Senhor. Deus entrou em nossa realidade (Jo 1.14). Entrou na dimensão social ao vir como homem, entrou na dimensão pessoal ao nos habitar com seu Espírito (1Co 6.19). E nós, temos entrado como na realidade de nosso próximo?

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...