Depois do fim



Olá amado leitor. Esse mês foi muito atípico para mim. Tive contato com a morte como em nenhum mês anterior. Em um acidente de trânsito, faleceram 3 familiares de um grande amigo meu. Em seguida, realizamos um culto evangelístico no cemitério em virtude da oportunidade de atingir muitas vidas com o evangelho no dia 02/11. Nessa data, o tio de alguns amigos meus veio a falecer e no dia seguinte estava pregando na casa dos enlutados. Então nessa sexta, enquanto me preparava para pregar, minha avó paterna veio a falecer. Nunca tantas mortes tinham se passado ao meu redor. Meu coração experimentou um mês diferente e minha cabeça dói até agora. Mas tudo isso me levou a refletir em muitas coisas e lhe convido a me acompanhar nesse momento. Abra sua Bíblia em Eclesiastes capítulo 7 e leia dos versículos 1-8.
No primeiro versículo o sábio já nos confunde, dizendo que o dia da morte é melhor que o dia do nascimento. Segue afirmando que é melhor ir à uma casa onde a luto do que uma onde existe festa! Isso é assustador a primeira vista. Prossegue afirmando que “a tristeza é melhor que o riso” e que “o rosto triste melhora o coração”. Encerra nosso trecho afirmando que o fim das coisas é melhor do que o começo.
Porque tudo isso? Porque quando vamos a uma festa, enchemos nosso coração de alegrias e prazeres deste mundo. Prazeres que muitas vezes não são pecado. Comemos, conversamos, contamos piadas, curtimos uma boa música. Enchemo-nos de alegria. Mas nossos sorrisos estão repletos de falsidade. Depois de dar boas risadas com um amigo chegamos a casa e falamos mal dele para toda a família... Depois de sorrir diante dos amigos, chegamos em casa e brigamos com nossos entes mas íntimos...
Quando vamos a um velório é diferente. Sentimentos de reflexão e compaixão surgem e nos tornamos mais empáticos. Não a mera simpatia de uma festa, que nada mais é do que sentir junto às alegrias. Mas empatia sentir-se como no lugar do que sofre. Ao ver um rosto amado em um caixão, ao ver os entes desesperados a chorar somos convidados por Deus a meditar. Meditar em como temos vivido e como temos marcado a vida das pessoas que estão ao nosso redor.
Talvez você muitas vezes tenha chegado em casa e descarregado seus problemas sobre seus familiares, ao invés de antes celebrar a família! Geralmente deixamos de expressar nosso amor por aqueles que de fato mais amamos. Passamos uma vida com nossos pais, cônjuges, filhos, avós. Passamos a vida na companhia de nossos familiares e muitas vezes os privamos de nossos abraços, nossos beijos... Isso está errado. É hipocrisia viver bem com os de fora e não com os de casa (1Tm 5.8). A morte nos leva a refletir que hoje estamos aqui e amanha podemos partir devendo aquele abraço, aquele presentinho, aquela palavra de honra.
A morte nos leva a refletir na pequenez de nossa vida, e perceber que o que vale é como as coisas terminam e não como começam (Ec 7.8). Muitos começam bem seu andar na fé e depois vão esfriando. Muitos começam o casamento no maior love e depois de algum tempo estão se matando. Alguns começam projetos, sonhos e nunca terminam nada. Prometem largar o cigarro, a bebida, e nunca largam. Começar geralmente é fácil. É fácil começar a correr uma maratona, mas terminar é o objetivo. Como a estadia na terra é curta, frágil e em segundos alguém que estava aqui já não mais está.
Agora, por favor siga comiga para 2Sm 12.18-24
Davi cobiça a esposa de seu oficial Urias, chama-a e tem intimidade com ela. Ela concebe. Então Davi chama Urias para frente de batalha e este morre. Depois que morre Urias, Davi se casa com aquela mulher, Bate-Seba. Em seguida, Deus faz algo maravilhoso. Ele chama o rapaz que estava no ventre daquela mulher para um ministério poderoso, que impactaria nações! Deus escolhe usar aquele bebê para trazer arrependimento ao coração de Davi! Deus resolve impactar a vida do rei e logo das gerações seguintes... Até os nossos dias, através de um bebê! Que ministério poderoso foi o desse menino, que em poucos dias de vida impactou gerações e até hoje contamos a sua história.
         A morte entrou no mundo por causa do pecado. Mas até a morte Deus usa para trazer vida! Às vezes Deus precisa matar alguns de nossos sonhos! Precisa matar algumas das coisas que tanto almejamos para que junto com elas ele possa matar muita coisa ruim dentro de nós. Para “matar” nossa culpa, teve que matar Seu próprio Filho. Algumas vezes para se matar um inquilino, precisa-se matar a própria árvore!
         E para matar nossos pecados, precisamos deixar morrer nossa velha natureza com tudo que ela tem. Com seus orgulhos, sua soberba... Todos possuímos a triste tendência de querer conquistar as coisas sempre por nossas próprias forças e dificuldade para entender que algumas coisas somente podemos receber e jamais conquistar!
         Estando viva a criança vivia Davi chorou e se entristeceu. Enquanto a criança vivia Davi nem comia. Mas depois que a criança morreu ele se levantou, perfumou-se, comeu e bebeu. E mesmo debaixo das críticas entendeu que não podemos deixar que o inimigo nos enterre junto com os defuntos. E o que ele fez então? Todos podem imaginar Davi andando com o povo, recebendo abraços... Mas Davi foi consolar sua esposa, e teve um relacionamento íntimo com ela: NO DIA DO LUTO! Por mais que pareça uma loucura, Davi fez amor com sua esposa no dia do falecimento de seu filho!
         Davi já entendia o que dizia Jesus: Mt 18.22 “21E outro dos discípulos lhe disse: Senhor, permite-me ir primeiro sepultar meu pai. 22Replicou-lhe, porém, Jesus: Segue-me, e deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos.”
         Talvez você não tenha perdido nenhum parente nos últimos dias. Mas com certeza, a vida já assassinou muitos de teus sonhos. E talvez o próprio Deus tenha matado alguns de teus sonhos. Mas hoje, podes em intimidade com o senhor, conceber novos rumos para sua vida! Poderá ficar grávido de projetos maravilhosos que o Senhor tem para sua vida!
         Se pessoas, sonhos, projetos... Se aquilo ou aquele que te dava esperança de um futuro melhor já não mais existe, busque no Senhor a direção que deverá seguir daqui para frente. Para que na sua vida, o fim das coisas possa ser melhor do que o começo, e revele o Cristo que habita em ti, sendo este sempre sinônimo de um novo começo!



2 comentários:

Bárbara disse...

Nada que eu diga pode expressar o que senti ao ler seu texto! mano.... te daria parabéns mas a glória é de Deus!

SBKAUER disse...

Amém mana, grato!

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...