Persevere! O Reino é Maior que nós!


Podem me chamar de doido, podem não gostar. Mas agora está feito. Esse é um artigo sobre Pablo Horácio Guiñazu. E talvez você esteja pensando “o que tem a ver um jogador de futebol com o evangelho”... Leia, tenho certeza que vai ser edificante.
Para começar, eu sei que o Guiña não é evangélico, não estou aqui para falar de sua religião, mas de seu empenho, da maneira como olha para a vida e para os desafios. Guiñazu é simplesmente fantástico! Os torcedores do Inter já criaram muitos mitos a seu respeito e outros feitos são de fato verdadeiros. Quando perguntam para ele se se sente cansado por ser um dos jogadores que mais corre na atualidade, ele simplesmente diz: “Aos 10 minutos do primeiro tempo eu já estou morto, mas continuo morrendo, dou tudo de mim pela equipe!” E de fato vemos Guiña continuar correndo durante os 80 minutos seguintes...
Lá está ele levando carrinho, dando carrinho, levando pancada. Vai para o ataque, volta para a defesa, parece que tem 3 dele em campo... E quando perguntam “Você não sente dor?” ele diz: “Eu sinto muita dor, eu sinto dor como se fosse morrer, mas continuo jogando, vou sempre dar tudo de mim, fazer a minha parte”.
Quando teve seu joelho machucado em um jogo, os médicos do Inter fizeram um furo em seu joelho “concertaram” ele e o cara voltou a campo! Por quê? “Eu dou tudo de mim”. Para Guiñazu, o mais importante é a equipe. Segundo uma entrevista concedida recentemente ao site globo.com, Guiñazu disse que “se você for vogar tênis comigo, pode estar ganhando de 6-0 e ainda vou te fazer suar, porque pra mim não existe situação irreversível, eu luto até o fim!”
Ah se nós crentes aprendêssemos algumas lições com esse homem. Se perseverássemos na fé como ele persevera em um jogo. Se mesmo com as dores e sofrimentos, não murmurássemos, mas continuássemos firmes lutando por nossa “equipe” a Igreja! Se em meio ao corre-corre do dia-a-dia, pudéssemos gritar “to me sentindo morto, mas vou continuar crendo”! Se ao ver uma pessoa enterrada em vícios, drogas e prostituição.. Uma pessoa perdendo de 6-0 pro Diabo nos levantássemos e déssemos um “suador” no capiroto!
 Quando perguntaram para o Argentino Guiñazu “você preferia jogar no Boca ou no River (seu time de infância)” ele disse “não, não. No Inter mesmo”! “E qual o seu sonho”? “Ser campeão Brasileiro pelo Inter” disse o argentino. Então concluindo... Ah como será belo quando nós crentes, largarmos nosso partidarismo por nosso time da infância, o time da velha natureza e sua carnalidade para nos dedicarmos de corpo e alma ao Reino de Deus e sonhar, os sonhos que Cristo tem para nós! Se uma pessoa pode se dedicar tanto e doar tudo de si para coisas dessa terra, quanto mais nos devemos nos dedicar completamente, com todas as forças ao Senhor Jesus Cristo!

3 comentários:

Bárbara disse...

hehehehe de fato um belo exemplo de perseverança, garra, força de vontade e de entrega a um objetivo. Posso ser gremista neh mas admito!!! hahauahuahauhauh (pena que ele é do Inter) Afinal como tu disse neh ninguém é perfeito! hauhauahua
Paz Irmão!

Bárbara disse...

Ah e o texto, muito bom! Posso torcer para um time, vc para outro e o seu e o meu pastor para outro..... mas nada que nos separa é maior do nos une, nunca o torcer para algum time deve ser maior que nossa unidade, amor e busca por almas!!
hehehehe

SBKAUER disse...

hehehe, digamos que nossa conversa de ontem a noite me inspirou a escrever isso uahsuahsuha

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...