O dia em que Deus pregou o Evangelho!

Não pense você que veio a igreja hoje para ouvir a melhor pregação que já se fez na face da terra. Você veio à igreja para ouvir sobre a melhor pregação que já se fez sobre a face da terra.

A melhor e a única pregação do evangelho que já se fez sobre a terra, foi feita por Deus! Ele tomou alguns soldados como seus martelos, e com eles pregou seu filho Jesus Cristo, que é o Evangelho, pregou-o naquela cruz! Essa foi a única e genuína, e a melhor pregação de todos os tempos! Tudo que temos feito de lá para cá apenas é apregoar as verdades dessa única e verdadeira pregação feita por Deus!

Toda mensagem que fica aquém disso ou que vai, além disso, corre sérios riscos de ser uma heresia. Tudo que quero nessa noite é exaltar a grande pregação feita por Deus!

Porque Deus teve que pregar seu filho Jesus na Cruz? Porque a genuína pregação de todos os tempos precisou ser feita?

Deus é Deus antes de existir tempo e isso não temos como medir e entender. Se você for pensar em um Deus eterno que existe antes de tudo e para além de tudo o conceito de tempo deixa de existir. O tempo surge quando surgem seres temporais. Obviamente, que se você for pensar no conceito genuíno e divino de eternidade, verá que somente Deus é eterno de fato, porque tudo que Ele criou teve um começo e apenas Ele mesmo sempre existiu. Logo, a primeira premissa que quero que você entenda nessa noite é que não existe nada nem ninguém eterno além de Deus! Assim, o único jeito que existe de algo ou alguém se tornar eterno, no sentindo pleno da palavra é fundindo-se com Deus. Então para que possamos ser eternos, além de viver para sempre, precisamos nos unir com Deus, misturar-se com Ele.

Verdade é que Deus criou o ser-humano para ser sua família. Criou a Humanidade e a colocou em um jardim para que ali, pudesse ser muito feliz e desfrutar de uma comunhão intima com Deus. Só que esses seres humanos, dotados da capacidade de decidir, de escolher os caminhos por onde andar decidiram desobedecer a Deus, que é o que simboliza o momento em que Eva comeu da fruta proibida! Dali em diante, todo esse espaço que temos vivido faz parte de um plano de Deus para resgatar a humanidade e trazê-la de volta a sua presença.

Quero que você perceba que a Bíblia não é um livro que conta o “Plano A” de Deus, porque o “Plano A” de Deus era plantar a humanidade no Éden para que ali ela pudesse ser feliz para sempre. Mas Ele sabia que essa mesma humanidade, dotada do poder de decidir, acabaria por destruir por completo esse projeto. Então a Bíblia é o relato do “Plano B”, da missão de Resgate do Deus Bom que Salva o homem mau!

O Ser-humano era muito inteligente, tanto que até hoje os cientistas dizem que não usamos nem a metade de toda nossa capacidade intelectual. Hora, se temos um cérebro tão grande, creio que um dia já o usamos por completo. Mas sabe o que se passa meu amado?

Abra sua Bíblia comigo em Oséias 4.11 “A sensualidade, o vinho e o mosto tiram o entendimento”. Sensualidade, vinho e mosto representam nossas alegrias carnais. Nos entregamos aos prazeres desde mundo crendo que isso nos saciará, quando na verdade tudo isso é idolatria e nos tira o entendimento. O PECADO TIROU O ENTENDIMENTO DA HUMANIDADE! A humanidade passou a idolatrar os prazeres da carne e tornou-se burra, inclusive para a revelação de Deus!

Deus então não pode mais revelar-se ao ser humano como fazia com Adão! Leia o Antigo Testamento e você verá que Deus fala cada vez com menos servos e de uma forma cada vez mais impessoal!

O pecado inicia uma reação em cadeia em toda a criação! Além de ficar burro, o ser-humano passa a viver menos tempo, as doenças e a morte chegam e até a criação começa a sofrer as conseqüências!

Deus é a Fonte da Vida e quanto mais a humanidade se afastava dessa fonte mais destruição entrava nesse mundo.

A terra começa a entrar em colapso e Deus precisa intervir. Começa sua revelação progressiva ao homem burro, para que ele aos poucos seja capaz de entender a Deus. Escolhe um povo e começa a cuidar dele de uma forma diferenciada. Mas este povo ainda assim não o entende e então de dentro desde povo, levanta alguém para dar cheque mate no pecado e em suas conseqüências, dentre elas a pior de todas a morte!

Antes de vermos essa intervenção divina para salvação, vamos entender mais um pouco porque a humanidade precisava ser salva. Rm 1.28-32 Veja o que está acontecendo aqui. Os seres humanos, mesmo depois da queda receberam a exposição do “conhecimento de Deus” e mesmo assim ainda o rejeitaram! Assim que, Deus deixou então essas pessoas sujeitas a suas próprias decisões e desejos e o que aconteceu? Os seres humanos se transformaram em verdadeiros demônios! E se Deus fez o inferno para castigar a Satanás e aos desobedientes demônios que antes eram anjos no céu, mas por rebeldia se tornaram mal e viraram demônios, também os seres humanos rebeldes, que por sua maldade e rebeldia se tornaram semelhantes a demônios tornaram-se merecedores do mesmo inferno!

Não foram um ou dois seres humanos que tomaram esse caminho, foi toda a humanidade! E você vê bebes tentando roubar o brinquedo uns dos outros! Você menininhos levantando a saia de meninas! A criança mal nasceu e já sabe bater nos outros! E quando não é atendida de seus desejos egoístas, usa sua arma secreta: o choro!

Rm 3.10-18 reflete qual é a realidade do ser-humano! Todos pecara e se tornaram inúteis! Não servimos para nada alem de destruir tudo que está ao nosso redor! Perceba que tudo que chega perto do ser-humano fica pior do que estava antes! Já ouviu falar de algum lugar que ficou melhor depois que o ser humano passou a explorá-lo? Olhe para nosso Planeta. O que você vê? Anos a fio de existência humana sobre a Terra a deixaram em um período de exaustão tão grande que se nada for feito urgentemente ela vai parar de funcionar! Cada vez menos terrenos são férteis para o cultivo! Cada dia novas doenças surgem! Cada dia atrocidades maiores são ouvidas como pessoas que abusam sexualmente de bebes, ou os colocam em uma panela para comer! A pouco tempo você ouviu falar do pai que trancou a própria filia no porão da casa e teve vários filhos com ela! Um monstro, sim, um monstro que cada um de nós nos tornamos, cada um de nós tão culpados e merecedores do inferno como aquele homem!

Vai negar? Então Leia Rm 6,23, “o salário do pecado é a morte...”, não diz o salário de qual pecado, simplesmente diz que se alguém pecar torna-se merecedor do inferno! Não existe concerto algum para humanidade! Não existe chance de um ser humano tornar-se bom e livre do inferno! Você já pecou? Já mentiu, roubou, matou? Já pensou em bater em alguém? Já disse algum palavrão? Já cobiçou alguém ou alguma coisa? Se sua resposta foi sim a alguma dessas perguntas então você é merecedor do inferno! Se você respondeu “não” a todas então é também merecedor do inferno, porque acaba de mentir!

Veja Rm 8.22 e fique abismado! A própria criação de Deus, ou seja, todo o restante da criação, as plantas, os animas, as estrelas... A criação não suporta mais a nossa presença e “geme”, grita de dor porque somos uma peste sobre a face da Terra! Veja a quantidade de lixo que produzimos, veja a poluição, os resíduos radioativos, as anomalias, as transgenias e demais mutações! Estamos destruindo tudo que se aproxima de nós! NADA SUPORTA FICAR PERTO DOS SERES HUMANOS! Tudo que se aproximada da humanidade entra em um processo de corrupção! Degradamos tudo àquilo do qual nos aproximamos!

Bom, mas o que importa tudo isso, o objetivo de Deus é que fossemos uma família, a sua família. Temos cumprido isso? NÃO! Primeiro porque a humanidade por si mesma nuca foi família de Deus. Desde o início se rebelou. Mas pelo menos temos sido família entre nós mesmos? Não! Antes, cada homem tinha várias mulheres, depois, passou a ter uma só em casa, mas continuou tendo várias fora dela. Hoje, não somente existe traição, mas também homossexualismo, bissexual ismo, e ficamos abismados ao ver casais de lésbicas tentando engravidar para “formar uma família”. Não, além de falharmos em tudo, falhamos também no propósito de ser família.

Tudo falhou, tudo ruiu, tudo deu errado para o homem que decidiu viver sem Deus!

Mas se a realidade é essa, o que fazer então? Qual foi a solução?

A SOLUÇAO FOI DEUS PREGAR O EVANGELHO! O que é o evangelho? O evangelho é Jesus Cristo e Deus o pregou em uma cruz nessa terra!

Quando tudo falhou, Deus pregou o evangelho! Quando a morte tinha vencido, Deus pregou o Evangelho!

O que comumente falamos é que o Deus justo morreu no lugar de nós pecadores, mas se assim de fato tivesse sido, Deus estaria contradizendo sua própria palavra que diz “O que justifica o ímpio, e o que condena o justo, tanto um como o outro são abomináveis ao SENHOR.” (Pv 17: 15)

Deus Pai não poderia aplicar em Jesus o castigo de Rm 6.23 porque isso seria uma contradição a sua própria palavra. Jesus Cristo, o Evangelho de Deus não poderia simplesmente morrer na cruz por nossos pecados, pagando o castigo em nosso lugar! Além do que, se a morte é o salário do pecado, Jesus sendo Deus é imortal e jamais morreria! É uma loucura pensar em um Deus imortal que morre! É loucura pensar em um Deus justo que castiga um inocente para libertar culpados!

Nada disso faz sentido! O que aconteceu então? Aconteceu foi que Jesus Cristo, veio até a Terra, viveu em santidade, e de uma forma milagrosa, tornou-se pecado! “Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” 2Co 5.21 De uma maneira miraculosa, Jesus tornou-se a personificação de todo o pecado! Como o Deus imortal morreria como punição pelo pecado? Ele se fez pecado! Ele sugou para dentro de si todo o pecado! E o que isso produziu? O resultado desta atitude de Jesus, é que TODA A IRA DE DEUS VOLTOU-SE SOBRE JESUS! Não apenas o cumprimento de uma lei que estabelecia que alguém precisava morrer, mas toda a ira de Deus pelo pecado passou a estar sobre Jesus!

“Sabei, pois, isto: nenhum incontinente, ou impuro, ou avarento, que é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. 6Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.” Ef 5.5-6

Jesus tomou sobre si a impureza, a avareza, a idolatria... Tomou sobre si tudo isso e passou a estar debaixo da Ira de Deus! Is 53.1-5;10 “Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar;”

E Jesus na cruz grita: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” Mc 15.34 não porque estava sofrendo e logo entregaria sua vida, mas porque o Pai tinha realmente o abandonado, pois olhava para Jesus e enxergava sobre Ele TODO o pecado! Jesus não foi apenas pendurado na cruz como todo o condenado era naqueles dias. Pregos que eram utilizados para qualquer outra coisa, menos para pendurar malfeitores, fora pregados me Jesus: ERA DEUS PREGANDO O EVANGELHO! O próprio Deus pregando Jesus Cristo na Cruz, usando os soldados como martelo, e derramando sobre Ele todo o cálice de sua ira, fazendo assim justiça e punido o pecado com a morte!

Jesus, o imortal, se fez pecado, para que assim pudesse entregar a sua vida e cumprir toda a justiça de Deus! Ninguém mais poderia fazer aquilo! Ninguém mais suportaria receber TODO o castigo de Deus por todos os pecados e então ainda expirar! Ainda que o próprio Arcanjo Miguel fosse para cruz, seria um sacrifício microscópico e insuficiente perto do tamanho do pecado!

Nada maior do que Ele havia, há ou haverá! Jesus recebeu sobre si o salário do pecado e ainda recebeu adiantado pelos pecados que ainda seriam cometidos!

O sacrifício de Jesus foi e continua sendo suficiente!


Sidinei Bühler Kauer

www.sbkauer.com

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário isso nos ajudar a crescer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...